OCTÁVIO ARAÚJO (1926 - 2015)

Pintor, desenhista, ilustrador, gravador e artista gráfico, Octávio Ferreira de Araújo nasceu em Terra Roxa, SP e faleceu em São Paulo. Estudou pintura na Escola Profissional Masculina do Brás, SP com Edmundo Migliaccio e José Barchitta (1939 e 1943). Integrou o Grupo dos 19 (1947). Dois anos depois, viajou para Paris onde estudou gravura na "École National Supérieure des Beaux-Arts" e frequentou o Gabinete de Estampas do Museu do Louvre. Retornou ao Brasil (1951) e, no ano seguinte, passou a residir no Rio de Janeiro. Indicado pelo pintor Clóvis Graciano, trabalhou como auxiliar de Candido Portinari. Com o prêmio de gravura do Salão Para Todos, realizado no Rio de Janeiro (1959), viajou para a China. Recebeu uma bolsa de estudos (1960) do Instituto Répin, em Leningrado, atual São Petersburgo, patrocinada pelo Ministério da Cultura da União Soviética (atual Rússia). Frequentou o Instituto Poligráfico em Moscou (1961). Permaneceu nessa cidade por oito anos, e trabalhou como ilustrador de livros latino-americanos, tradutor e dublador de documentários. Foi realizada a mostra "Octávio Araújo: 20 Anos Depois" (1972) no MASP, SP, e foi publicado o livro "Octávio Ferreira de Araújo: 10 Anos de Pintura" (1979) de José Roberto Teixeira Leite. Participou do Panorama da Arte Atual Brasileira, MAM – SP (1971, 1974); da Bienal Nacional, SP (1974); entre outras exposições no Brasil e no exterior.TEIXEIRA LEITE PÁG. 34; JULIO LOUZADA VOL. 1, PÁG. 71; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL PÁG. 803; WALTER ZANINI PÁG. 645; ACERVO FIEO; www.pinturabrasileira.com; www.artprice.com.