UBIRAJARA RIBEIRO (1930 - 2002)

Pintor, desenhista, gravador, artista gráfico, arquiteto e professor, Ubirajara Motta Lima Ribeiro nasceu e faleceu em São Paulo. Assinava Ubirajara e Ubirajara Ribeiro. Cursou pintura com Vicente Mecozzi (1948) e, entre 1952 e 1954 com Pedro Corona, João Rossi e Waldemar da Costa. Formou-se em arquitetura pela Universidade Mackenzie (1954). Foi para Salvador (1956) e frequentou curso livre de gravura com Mario Cravo Júnior, na Escola de Belas Artes da Universidade da Bahia. Obteve bolsa de estudo do governo francês (1960) e fez estágio no escritório dos arquitetos Guillaume Gillet e Paul Chemetov em Paris. Iniciou carreira como professor na Faculdade de Arquitetura da Universidade Mackenzie e na FAAP. Desenvolveu os projetos da catedral presbiteriana em Brasília e da Refinaria de Mataripe em Salvador; e o plano-diretor de Campos do Jordão, SP, entre outros. Elaborou, com Walter Maffei, o projeto de montagem da 11ª Bienal Internacional de São Paulo (1971). Teve aulas (1972) de gravura em metal com Evandro Carlos Jardim na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Deixou definitivamente a arquitetura (1976) para se dedicar às artes plásticas. Realizou exposições individuais em: São Paulo (1960, 1964, 1965, 1966, 1977, 1980, 1981, 1983, 1985, 1987, 1991, 1992, 1993); Taubaté, SP (1965); Caxias do Sul, RS (1979); Recife, PE (1980); Porto Alegre, RS (1981), Florianópolis, SC - MASC (1981); Guarujá, SP (1982); São José do Rio Preto, SP (1991); Bauru, SP (1992); Santos, SP (1992). Participou de diversas mostras coletivas e Salões oficiais pelo Brasil e exterior. No Salão Paulista de Arte Moderna, SP, recebeu Prêmio Aquisição (1961) e Medalha de Ouro (1964). Foi escolhido como Melhor Gravador do Ano pela APCA (1977). MEC VOL. 4, PÁG. 62; JULIO LOUZADA VOL. 1, 1007; VOL. 8, PÁG. 701; VOL. 11 PÁG. 266; ITAU CULTURAL.