OTTONE ZORLINI (1891 - 1967)

Pintor, escultor, desenhista e ceramista nascido em Gorgo al Monticano - Treviso, Itália e falecido em São Paulo. Iniciou sua trajetória profissional aos 13 anos de idade quando começou a trabalhar em uma fábrica de cerâmica. Os dados sobre sua formação, ainda na Itália, são incertos. Ingressou na Academia de Belas Artes de Veneza (entre 1905 e 1906). Também no início do século XX, teria estudado com o escultor Umberto Feltrin e teria frequentado como aluno o ateliê de cerâmica Cacciapuoti (entre 1911 e 1915). Em Veneza (1919) executou retratos e monumentos funerários. Veio para o Brasil (1927) onde realizou o Monumento aos Heróis da Travessia do Atlântico, em São Paulo, no ano seguinte. Passou a conviver com os pintores Mario Zanini, Francisco Rebolo e Alfredo Volpi, integrantes do Grupo Santa Helena. Com esses artistas, viajou constantemente pelos arredores do litoral paulista, entre 1936 e 1943. Além dessas atividades, participou da formação do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo. De 1959 a 1963, dedicou-se à escultura elaborando bustos e obras fúnebres. Realizou exposições individuais em: Treviso, Itália (1925, 1948); São Paulo (1936, 1950). Participou de exposições coletivas em: Veneza, Itália (1923, 1924 – Bienal); Pádua, Itália (1926); São Paulo - Salão Paulista de Belas Artes (1931 – Medalha de Bronze, 1935 – Grande Medalha de Prata, 1951 – Menção Honrosa, 1957 – Pequena Medalha de Ouro, 1959, 1962 e 1964 – Prêmio Aquisição); Treviso, Itália (1953 – Prêmio, 1954 – Aquisição); entre outras. MEC VOL. 4, PÁGS. 534 E 535; PONTUAL PÁG. 559; CATÁLOGO DE PINTORES ITALIANOS NO BRASIL, SOCIARTE/82; JULIO LOUZADA VOL. 1, PÁG. 1091; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI PÁG. 623; www.artprice.com.