DIONISIO DEL SANTO (1925 - 1999)

Pintor, desenhista, gravador, serígrafo e professor nascido em Colatina, ES e falecido em Vitória, ES. Autodidata. No começo da década de 1940, realizou seus primeiros desenhos. Transferiu-se para o Rio de Janeiro (1946) onde começou a pintar e frequentou aulas de modelo-vivo e de teoria das cores, na Associação Brasileira de Desenho. Atuou em publicidade e artes gráficas. Passou a trabalhar com xilogravura e serigrafia (1952) e produziu trabalhos a guache (entre 1964 e 1966). Foi professor de serigrafia no MAM, SP. Realizou exposições individuais no Rio de Janeiro (1965, 1973 – MAM); Petrópolis, RJ (1996) e mostras retrospectivas no Paço Imperial, RJ; no Museu de Arte Moderna de São Paulo (entre 1989 e 1990) e no Museu de Arte do Espírito Santo (1999). Recebeu o Prêmio de Melhor Exposição de Gravura do Ano, da APCA, SP (1975). Participou da 9ª Bienal Internacional de São Paulo (1967 - Prêmio Itamarati Aquisição); do Salão Nacional de Arte Moderna, RJ (1967, 1968 - Prêmio Isenção do Júri); da Bienal de Gravura de Tóquio (1970); do Salão de Arte de Belo Horizonte, MG (1973 - Prêmio Prefeitura de Belo Horizonte); entre outras mostras coletivas. WALTER ZANINI PÁG. 682; ARTE NO BRASIL PÁG. 934; PONTUAL PÁG. 168; MEC VOL. 2, PÁG. 26; JULIO LOUZADA VOL.3, PÁG. 325; VOL.12, PÁG. 128; ITAU CULTURAL; www.artprice.com.