Leilão de Outubro de 2012

9 e 10/10/12

001 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Girassol - lito. 71/100 - 63 x 43 - cid - 1979
Desenhista, pintor e gravador. Viveu em São Paulo a partir de 1946, após rápida permanência no Rio de Janeiro (1945). Um dos fundadores da Sociedade Cearense de Artes Plásticas. Participou da I à IV Bienal de São Paulo, premiado na Bienal de Veneza e MAM-RJ, 1951, 1953 e 1957, prêmio de melhor desenhista nacional. Dedicou-se a temas do nordeste (cangaceiros, rendeiras, retirantes), passando depois a retratar peixes, gatos, cabras, galos, flores e frutas do Brasil; sua obra caracteriza-se pelo traço múltiplo e variado. MEC, vol. 3, pág. 78, PONTUAL, págs. 342/343; ARTE NO BRASIL, vol 2, pág. 1051; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 637; LEONOR AMARANTE, pág. 18; Acervo FIEO.

002 - TITO DE ALENCASTRO - (1934 - 1999)
Lance Livre - Composição - lito. 77/100 - 31 x 22 - cid
Pintor, desenhista, gravador e mosaicista, radicou-se em 1961 em São Paulo, após ter estudado no Rio de Janeiro com Abelardo Zaluar, José Morais e Johnny Friedlaender. WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 29; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 6; PONTUAL, pág. 14; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

003 - SONIA MULLER - (XX)
Lance Livre - Composição - p - 70 x 110 - cid
Artista plástica nascida em Marília, SP. Vive e trabalha em São Paulo. Tem participado de várias exposições coletivas e mostras oficiais: Dinamarca (1993); Jacareí, SP (1995); São Paulo (1995, 1997 a 1999, 2001, 2002, 2004, 2006, 2007, 2009); Washington, EUA (1998); Joinville e Florianópolis - SC (2004, 2007); Curitiba, PR (2004); Porto Alegre, RS (2004). ITAU CULTURAL; soniamuller.com.br.

004 - SATYRO MARQUES - (1935)
Lance Livre - "Ritual" - ost - 33 x 41 - cid e d - 1983 - Rio
Com etiqueta da Galeria Contorno - Rio de Janeiro, datada de 28/02/1983 no dorso. -Autodidata, nascido em Alagoas, Satyro é hoje um dos nomes mais prestigiados da pintura brasileira. Satyro mescla sonho e realidade, reinventando a paisagem. Suas obras caracterizam-se por uma instigante harmonização do figurativo estilizado com um idioma abstrato de grande liberdade expressiva. Livro: SATYRO, por Mário Margutti, Ed. Imprinta Gráf. Rio, 1988; JULIO LOUZADA, vol. 2, pág. 922; ITAÚ CULTURAL.

005 - JOÃO ROSSI - (1932 - 2000)
Lance Livre - Composição - tm - 40 x 45 - cid
Pintor, gravador, ceramista, professor e escultor, natural de São Paulo, onde nasceu a 24 de dezembro. Autodidata, lecionou em cursos de desenho, cerâmica e pintura na APBA e na FAAP-SP. Executou murais de cerâmica na cidade de São Paulo. " A paisagem urbana de São Paulo foi sempre o grande tema de João Rossi, um dos artistas mais significativos da geração seguinte à dos artistas do Santa Helena." - Mário Schemberg. JULIO LOUZADA, vol. 7 pág. 610; ITAÚ CULTURAL; TEIXEIRA LEITE, pág. 452; PONTUAL, pág. 463 ; WALTER ZANINI, pág. 734, Acervo FIEO.

006 - GUILHERME DE FARIA - (1942)
Lance Livre - Nu - lito. 10/60 - 36 x 26 - cid - 1998
Pintor, gravador e desenhista paulistano. Expõe individualmente desde 1963, tendo participado de diversas coletivas no Brasil e no exterior. MEC vol.2, pág. 142; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

007 - NESTOR PERES - (1920 - 2004)
Lance Livre - "Composição" - ost - 50 x 40 - cid e d - 2003
Natural de Jundiaí, SP. Pintor, professor, desenhista e gravador, assinava NESTOR PERES. Estudou no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, diplomando-se em 1947, ocasião em que recebeu Medalha de Honra ao Mérito. Aprimorou-se com Waldemar da Costa, Mario Zanini, Felisberto Ranzini entre outros. Expôs coletiva e individualmente em diversos salões, conforme extensa lista copilada por Julio Louzada, abaixo citado. JULIO LOUZADA vol. 2, pág.800; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

008 - DARCY PENTEADO - (1926 - 1987)
Lance Livre - Figura - dn e ag - 27 x 18 - cid - 1949
Desenhista, pintor, cenógrafo, figurinista e escritor, Darcy Penteado foi a personalidade polimorfe, que buscava tornar a própria existência matéria de arte. Em 1948 passou a integrar em São Paulo o Grupo Novíssimos. Expôs individualmente a partir de 1949, participando de inúmeras exposições coletivas e individuais, no país e no exterior. MEC, vol. 3, pág. 365; PONTUAL, pág. 416; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 241. WALMIR AYALA, vol 2, pág 183; TEIXEIRA LEITE, pág 401; ITAÚ CULTURAL ; WALTER ZANINI, pág. 717; LEONOR AMARANTE, pág. 75.

009 - LECY BOMFIM - (1927)
Lance Livre - "Paisagem" - ost - 30 x 24 - cid - 2002
Natural de Santos, SP, onde nasceu em 20 de maio de 1927. Iniciou seus estudos artísticos com o prof. José Roncolleto Lubra, em 1945. Em São Paulo, onde foi ativa até o ano de 2000, estudou com os profs. Joseph Trabulsi, Silvio Alves e Arlindo Castellane. Entre 1946 e 1978, expôs em Salões Oficiais no eixo Rio-São Paulo, recebendo muitas premiações, inclusive em Salões Internacionais de que participou de 1979 a 1987. Participou da Bienal Internacional de São Paulo em 1976. Expõe em coletivas e individuais a partir de 1974, entre elas 12, 13 e 14a. Exposição de Artistas Contemporâneos da Sociearte (1993-1994-1995), Galeria Clube Atlético Paulistano-SP (1979), entre outras. Suas obras constam de acervos particulares e de museus, tais como o de Santiago, no Chile, PINACOTECA-SP, Municipal de Taubaté-SP, etc. JULIO LOUZADA, vol.1, pág. 138.

010 - AUGUSTO JOSÉ MARQUES JÚNIOR - (1887 - 1960)
Lance Livre - Mulher - dn e g - 14 x 12 - cie e cid
Discípulo de Visconti, grande pintor e mestre de pintura, Marques Júnior foi, no lado de Cavalleiro, um dos renovadores da arte nacional, nos primeiros anos do século XX. REIS JR. , pág. 371; TEODORO BRAGA, pág. 159; PONTUAL, pág. 341.342; MEC, vol. 3, pág. 76; TEIXEIRA LEITE, pág. 315; Primores da Pintura no Brasil, pág. 277.

011 - IZOLDA LANDMAYER - (1929)
Lance Livre - "Barcos" - ost - 44 x 34 - cid e d - 1979
Pintora e desenhista natural da cidade de Curitiba, PR, onde nasceu a 2 de julho de 1929. Teve como orientadores mestres brasileiros e estrangeiros, desenvolvendo pintura, desenho, batique e aquarela. Radicada em São Paulo. Participou de mais de duzentas exposições, nos diversos Estados brasileiros, recebendo 27 Menções Honrosas, 20 Medalhas de Bronze, 10 Menções Especiais, 18 Medalhas de Prata, 10 Medalhas de Ouro e Prêmios de Aquisição. JULIO LOUZADA, vol 3 pág 588

012 - F. IZIDRO MONTEIRO - (1893 - 1965)
Lance Livre - Boneca - osm - 18 x 23 - cse e d - 1947
Pintor, desenhista e professor nascido na cidade do Rio de Janeiro, cidade onde inciou a sua carreira artística, através do Liceu de Artes e Ofícios e, mais tarde, na antiga ENBA, onde teve como professores Rodolfo Chambelland, Lucilio de Albuquerque e Baptista da Costa. Participou de diversos Salões oficiais, a partir de 1948. Era formado em Farmacologia. JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 643

013 - ELISEO VIDAL - (1950)
Lance Livre - Figura - ostce - 61 x 45 - cid
Pintor nascido em Porto Alegre, RS. Assina E. Vidal. Em 1964 iniciou-se no desenho e pintura com Diniz Domingues. Exposições individuais em: Florianópolis, SC (1968, 1990); Curitiba, PR (1969, 1997); Porto Alegre, RS (1971, 1975, 1981, 1994, 1996); Rio de Janeiro (1972); Santos, SP (1978); Itajaí, SC (1986); Camboriú, SC (1996). Participou de muitas coletivas e foi premiado em: Canoas, RS (1993); Blumenau, SC (1995). JULIO LOUZADA VOL. 13, PÁG. 348.

014 - INOS CORRADIN - (1929)
Lance Livre - Vaso de flores - ser. 36/100 - 40 x 30 - cid
Um dos valores da pintura em São Paulo. Corradin expôs com frequência na Europa e nos Estados Unidos, onde seus quadros são muito apreciados. Também tem se dedicado com igual talento e sucesso a escultura. JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 152; PONTUAL, pág. 143; MEC, vol. 1, pág. 448; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 215; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

015 - CLAUDIO VINHAES - (XX)
Lance Livre - "Recantos" - ost - d
Composto de três obras intituladas medindo 33 x 24 cm cada. -Desenhista e pintor com diversas exposições e participações em mostras coletivas e Salões oficiais.

016 - ALBERTO CARBI - (1950)
Lance Livre - "Solaris" - ost - 97 x 130 - cid e d - 1985
Com etiqueta da Galeria Contorno - Rio de Janeiro, datada de 01/08/1985, no dorso. -Artista plástico, arquiteto, designer e professor. Alberto Miguel Carbi Haubold nasceu em Buenos Aires, Argentina. Assina A. Carbi. Entre 1968 e 1970 residiu na Europa, estudando alternadamente em Munique, Londres e Paris. Seus estudos de arquitetura foram iniciados em Buenos Aires e concluídos na Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ. Desde 1973 tem participado de numerosas individuais, mostras coletivas e exposições em museus. Em 1985 foi premiado com Medalha de Ouro no Salão Internacional de Arte Contemporânea de Lisboa, Portugal. JULIO LOUZADA VOL. 3, PÁG. 212; VOL. 4, PÁG. 215; www.artslant.com; www.villariso.com.br; www.kakati.com.br; dawhois.com/site/acarbidesign.com.html.

017 - ARTHUR BYRNE - (1946)
Lance Livre - Jardim de inverno - lito. 71/260 - 65 x 47 - cid
Pintor inglês, natural de Londres, onde nasceu a 3 de agosto. Tem a sua atuação em galerias européias e americanas. A fauna e a flora são caracterizadas em seus trabalhos de jardins londrinos, com o uso de técnicas mistas tendo o papel como suporte.

018 - ANTONIO PETICOV - (1946)
Lance Livre - Paisagem de Roma - lito. 10/195 - 62 x 77 - cid - 1987
Nasceu em Assis, SP. Desenhista, gravador e escultor. Autodidata. Integra os movimentos movimentos artísticos de vanguarda da segunda metade da década de 60. De produção diversificada, segue tendências variadas das vanguardas artísticas internacionais das últimas décadas. Participa de várias exposições entre elas, Bienal Internacional de São Paulo, 1967, 1969 e 1989; Panorama da Pintura Brasileira, no MAM/SP, São Paulo, 1983; Destaques da Arte Contemporânea Brasileira, no MAM/SP, 1985; Bienal Brasileira de Design, Curitiba, 1990; OFF Bienal, no MuBE, São Paulo, 1996; Arte Suporte Computador, na Casa das Rosas, São Paulo, 1997. ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 757/758; WALTER ZANINI, pág. 760; LEONOR AMARANTE, pág. 185. Acervo FIEO.

019 - BERTONI FILHO - (1892 - 1959)
Lance Livre - Paisagem - ost - 40 x 60 - cid
Pintor paisagista, filho de Angelo Bertoni, e irmão de J. Bertoni. Como seu pai, fixou temas do Rio de Janeiro, de grande valor iconográfico. JULIO LOUZADA, vol. 1, pag. 120; ACERVO FIEO, pág. 329.

020 - JOSÉ MARIA DA SILVA NEVES - (1896 - XX)
Lance Livre - "Retrato do pintor Marques Jr." - dn - 21 x 14 - cid
Pintor, arquiteto e professor ativo em São Paulo. Participou do São Paulista de Belas Artes, onde obteve prêmios por diversas vezes. Pintor de natureza morta, paisagem e retratos. É autor da decoração do teto da Capela-Mor da Igreja do antigo convento de Sta Tereza, nas Perdizes/SP. MEC, vol.3, pág.260; JULIO LOUZADA, vol.6, pág.1060, Acervo FIEO.

021 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Peixe - lito. 76/130 - 48 x 31 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

022 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - "Mercado de peixes" - ser. 103/200 - 45 x 63 - cid
Reproduzido no catálogo da Mostra Itinerante do Artista realizada em treze capitais em 1995. -Desenhista, gravador, pintor e escultor, radicado na Bahia. Sua arte é lírica, de boa técnica, baseada no povo, que lhe forneceu o melhor da sua temática. PONTUAL, pág. 116; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 180 e 181; TEIXEIRA LEITE, págs. 111 e 112; MEC, vol.1, pág. 355; BENEZIT, vol. 2, pág. 524; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 717;ARTE NO BRASIL, pág. 874; LEONOR AMARANTE, pág. 63; Acervo FIEO.

023 - DOMINGOS GEMELLI - (1903 - 1985)
Lance Livre - Natureza morta - ost - 37 x 45 - cie - Rio
Pintor, participou do Salão da Sociedade Brasileira de Belas Artes do Rio de Janeiro nos anos de 1935, 1948 e 1961. Figurou também no SNBA-RJ, onde recebeu Menção Honrosa. JULIO LOUZADA, vol. 1 pág. 414

024 - NOEMIA MOURÃO - (1912 - 1992)
Lance Livre - Amantes - dl - 37 x 24 - cid
Pintora e desenhista. Assina Noemia. Realizou sua primeira individual em 1934, no Rio de Janeiro. Residiu na Europa de 1934 a 1940, frequentando em Paris as academias de la Grande Chaumière e Ranson. Expôs em Montevideu e Buenos Aires. Foi citada por REIS JUNIOR e TEODORO BRAGA. Foi aluna (1932) e mulher (1933) de Di Cavalcanti. MEC vol.3, pág. 265; WALMIR AYALA vol.2, pág.135; PONTUAL, pág. 375; TEIXEIRA LEITE, pág. 356; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 684. Acervo FIEO.

025 - CARLOS SCLIAR - (1920 - 2001)
Lance Livre - Fidel Castro - ser. - 24 x 19 - cid
Desenhista, gravador, pintor, ilustrador, cenógrafo, roteirista e designer gráfico que nasceu em Santa Maria da Boca do Monte, RS e faleceu no Rio de Janeiro. Assina Scliar. Estudou com Gustav Epstein, em Porto Alegre, em 1934. Participou, em 1938, da fundação da Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa. Entre 1939 e 1947, residindo em São Paulo, integrou a Família Artística Paulista - FAP. No Rio de Janeiro, escreveu e dirigiu em 1944 o documentário 'Escadas', sobre os pintores Arpad Szenes e Vieira da Silva com os quais conviveu desde 1941. Convocado pela Força Expedicionária Brasileira - FEB, participou da Segunda Guerra Mundial, na Itália. Morando em Paris de 1947 a 1950, cursou gravura com Galanis na Escola de Belas Artes e teve contato com o gravador mexicano Leopoldo Méndez. De volta ao Brasil, fundou com Vasco Prado o Clube de Gravura de Porto Alegre. Em 1956, passou a viver no Rio de Janeiro. Foi diretor do departamento de arte da revista 'Senhor' entre 1958 e 1960. Fundou a editora Ediarte, em 1962, com os colecionadores Gilberto Chateaubriand, Michel Loeb, Carlos Nicolaievski e o pintor José Paulo Moreira da Fonseca. Realizou durante toda sua vida exposições individuais e participou de inúmeras coletivas e Salões oficiais, recebendo muitos prêmios. Também foram realizadas várias exposições póstumas. MEC VOL.4, PÁG. 214; TEODORO BRAGA, PÁG. 66; WALMIR AYALA VOL.2, PÁG. 306 a 309; PONTUAL, PÁG. 479 e 480; JULIO LOUZADA VOL.1, PÁG.884; VOL.2, PÁG. 925; VOL.13, PÁG. 305; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, PÁG. 587; ARTE NO BRASIL, PÁG. 798; RGS, PÁG. 442; ACERVO FIEO.

026 - GRECO (HRISTUS GEORGIOS TZEDAKIS) - (1928)
Lance Livre - Cangaceiros - ost - 40 x 60 - cie
Nasceu na Ilha Cretta, desde pequeno com uma memória fotográfica inigualável, repassa para as telas suas passagens pela vida. Retratando momentos, atos e ações são sua característica ¨ GREGA ¨ filósofa marcante, real do que foi, do que é do ontem do agora da vida e do mundo, encantando o ser humano com tanta admiração. Desde 1959 radicado em São Paulo convive diariamente com pincéis tintas e só com a mão direita continua sua trajetória. Modesto marca sua cultura no exterior expondo suas obras em galerias, tendo colecionadores de sua arte primitiva única em várias partes do mundo. Em sua árvore genealógica está Kryriakos Queotokis (traduzido em espanhol Domenico Theotocopoulos, o grande pintor grego, o famoso ¨EL GREGO¨. Informações do autor.-

027 - ARMANDO VIANNA - (1897 - 1988)
Lance Livre - Praia - ose - 35 x 55 - cie - 1968
Este grande pintor carioca foi discípulo de Rodolfo Chambelland e Rodolfo Amoedo na antiga Escola Nacional de Belas Artes e de Eurico Alves e Stefano Cavalaro, no Liceu de Arte e Ofícios do Rio de Janeiro. É ainda hoje, considerado um dos maiores aquarelistas brasileiros. Realizou exposições individuais e em todas as principais capitais brasileiras. MEC vol.4, pág.470; JULIO LOUZADA vol.3, pág.186. PONTUAL pág. 538; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

028 - ALUISIO CARVÃO - (1920 - 2001)
Lance Livre - Composição - a - 17 x 12 - cid
Importante pintor, escultor, Ilustrador, ator e cenógrafo brasileiro, natural de Belém-PA. Em 1952 estuda pintura com Ivan Serpa, no MAM-RJ, participando, entre 1954 e 1956, Grupo Frente e, entre 1960 e 1961, integra o Grupo Neoconcreto. Nos anos seguintes viaja para a Europa com o prêmio de viagem recebido no SNAM-RJ. No fim dos anos 60 passa a empregar materiais não tradicionais, como tampinhas metálicas de garrafa, pregos e barbante agrupados em suportes de madeira. Em 1996 ocorre retrospectiva de sua obra no Museu Metropolitano de Arte, em Curitiba, no Museu de Arte Moderna - MAM/BA e no MAM/RJ. "A preocupação inicial de Aluísio Carvão era com a forma: reduzir a obra a estruturas elementares, gestálticas. A partir da dissidência neoconcreta, da qual fez parte, é a cor que irá se impor, envolvendo a estrutura, ou melhor, a cor é, ela mesma, espaço. Carvão não é um pintor metafísico. Através da cor ele revela sua relação sensual com o mundo. Como ele diz: ´Vermelhos-guarás, araras, aroma das flores de manacá, o som do vento terral, o calor equatorial, o amarelo-laranja do sol, ressonâncias atávicas de Van Gogh e Mondrian, em trânsito pela Península Ibérica, Nordeste, Amazônia e nosso litoral daqui´. Nas pinturas da ´série cromativa´ ou no ´cubocor´ da fase neoconcreta, Carvão dá à cor sua máxima concretude e fisicalidade, mas, feito isto, ocorre a retração da cor, que se mutiplica em complementares, abrindo caminho para a caracterização como espaço lírico, território da memória. Sua linguagem e seus motivos são aéreos: sóis, luas, pipas, bandeirolas, mastros, arcos. Enfim, são formas que voam e ascendem, sem contudo perder o vínculo com a terra. " Frederico Morais, in MORAIS, Frederico. Vertente construtiva. In: DACOLEÇÃO: os caminhos da arte brasileira. São Paulo: Júlio Bogoricin, 1986. p. 131-132. JULIO LOUZADA, vol. 5 pág. 210/211; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, 655; LEONOR AMARANTE, 75; ARTE NO BRASIL, 921; Acervo FIEO.

029 - ADELIO SARRO - (1950)
Lance Livre - "Terra exótica" - ost - 120 x 60 - cid e d - 1994
Artista do interior paulista, nascido em Andradina, está radicado em São Paulo desde 1968. Sua pintura inicialmente é expressionista e confessadamente inspirada nas obras de Portinari e Segall. Expôs no exterior e em divesos Salões Nacionais, recebendo excelente crítica. JULIO LOUZADA, vol.1 pág. 880, ITAÚ CULTURAL.

030 - MARIO ZANINI - (1907 - 1971)
Base: R$ 5.000,00 - Palhaço - ost - 70 x 50 - cid
Fez parte da Família Artística Paulista, grupo com o qual expôs. Notáveis foram suas paisagens, tendo José Geraldo Vieira afirmado ser ele "o pintor da paisagem paulistana". MEC, vol. 4, pág. 531; PONTUAL, pág. 557; TEODORO BRAGA, pág. 250; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 451; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 586; ARTE NO BRASIL, pág. 778; LEONOR AMARANTE, pág.38; Acervo FIEO.

031 - ANTONIO ARNEY - (1926)
Lance Livre - "2ª série comparação de valores" - tm - 55 x 81 - n/as. - outubro/novembro de 1969
Com etiqueta da exposição "Panorama de Arte Atual Brasileira" realizada pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo. -Pintor, desenhista e professor. Cedo se interessou por artes, tendo como exemplo seu próprio pai: pintor, fotógrafo e marceneiro. Iniciou sua carreira artística, como autodidata, em 1957, participando de coletivas e realizando exposições individuais a partir de 1966. Entre as muitas mostras oficiais, destacam-se: Bienal Internacional de São Paulo, SP (1971); Panorama da Arte Atual Brasileira (1969, 1970), exposição na cidade de Aarau, Suíça (1983) e no Museu de Arte da cidade de Himeji, Japão (1989). Recebeu inúmeros prêmios. ITAU CULTURAL; MEC VOL. 1; PÁG. 112; PONTUAL pág. 40; www.mac.pr.gov.br; brasilartesenciclopedias.com.br.

032 - MENASE WAIDERGORN - (1927)
Lance Livre - Carga de cavalaria - ost - 50 x 60 - cid
Romeno da cidade de Hotin, Waidergorn veio para o Brasil em 1932, onde seus pais fixaram residência em São Paulo. Ingressou na APBA, onde conheceu Mecatti, que muito o estimulou e orientou, dele assimilando a luminosidade da pintura peninsular muito a gosto do ottocento italiano. Sua pintura aborda todos os gêneros, baseadas tanto nas recordações da infância pobre como nas lembranças das viagens que fez ao norte da Africa e Europa. Participou de diversos salões e coletivas, recebendo diversas premiações JULIO LOUZADA vol.11, pág. 330; Acervo FIEO.

033 - CARLOS SCLIAR - (1920 - 2001)
Lance Livre - "Objetos II partituras" - v e c e s/t - 27 x 18 - d - 03/05/1992 - Cabo Frio-RJ
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 025 deste catálogo.

034 - AUTOR DESCONHECIDO, SÉC. XIX -
Lance Livre - "Casanova" - dn - 37 x 29 - cie ileg. - 1875 - Roma

035 - MANOEL SANTIAGO - (1897 - 1987)
Lance Livre - Vaso de flores - ose - 30 x 24 - cie e d
Nascido em Manaus, pioneiro mundial da arte não-figurativa (a qual já praticava desde 1916), Santiago estudou no RJ com Visconti, e foi o principal responsável pelo Núcleo Bernardelli, no qual se formaram tantos dos melhores artistas do Modernismo carioca. Sua arte é um neo-impressionismo de belo colorido e opulentos efeitos de textura. PRIMORES DA PINTURA NO BRASIL, vol. 1, pág. 241; TEODORO BRAGA, pág. 211/212; Catálogo da Exposição de Paisagem Brasileira, MEC-MNBA / /Rio/1944; MAYER/84, pág. 1158; REIS JR., pág. 378; PONTUAL, pág. 473; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 292; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

036 - CARLOS SÖRENSEN - (1928 - 2008)
Lance Livre - "Estudo com vaso" - enc. - 24 x 18 - cie e d - 1976
Paulista de Baurú, Sorensen fez importantes estudos em Paris, onde a convite do governo francês, freqüenta o ateliê de André Lhote, onde conhece Picasso, Roonet e Fernand Léger e no ano seguinte freqüenta a Escola Superior de Belas Artes-Paris, estudando com Gleizes e André Lhote(1952-1953). Foi artista de múltiplas atividades, ceramista, tapeceiro, cenógrafo, ilustrador, arquiteto, designer e pintor, com sucesso de crítica e de público. Citado em Delta Larouse/1970, pág. 6406; MEC vol.4, pág. 309; PONTUAL, pág. 500, WALMIR AYALA vol.2, pág.347; JULIO LOUZADA vol.11, pág. 306; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

037 - BORJALO - (1925 - 2004)
Lance Livre - "Protesto" - dn - 39 x 29 - cid
Caricaturista, Mauro Borja Lopes nasceu em Pitangui, MG. Em 1947 começou a trabalhar, na Folha de Minas, com caricaturas esportivas; a seguir , no Diário de Minas, com caricaturas políticas; no Rio de Janeiro, a partir de 1953, nas revistas: O Cruzeiro, A Cigarra e Manchete. Figurou também nas publicações estrangeiras: Washington Post, Sport Life, Stag, Picture Post, Sport et Vie, Sétimo Giorno, Aptonbladet e Combate. Participou do álbum Seis Desenhistas Brasileiros de Humor (1962) e foi premiado no Festival de Bordighere. Exposições coletivas: em 1997: São Paulo, Belo Horizonte e Campinas; em 1998: Brasília e Penápolis, SP. ITAÚ CULTURAL; MEC VOL.1, PÁG. 252.

038 - EDGARD PARREIRAS - (1885 - 1964)
Lance Livre - "Portão" - ostcm - 35 x 23 - n/as. - c 1950
Com certificado de autenticidade firmado por Lais Santos Monção, filha de criação do pintor. -Pintor fluminense, nascido e falecido na cidade de Niterói. Iniciou os seus estudos com o seu tio, o pintor Antonio Parreiras, por volta de 1907. Viajou para Paris, França, em 1908, onde estudou na Academia Julian, e foi aluno de Jean Paul Laurens. Regressou ao Brasil em 1911, e posteriormente atuou como professor da Escola Fluminense de Belas Artes, em Niterói, RJ. Participou regularmente das mostras "Exposição Geral de Belas Artes" da Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro. "A sua arte reveste as formas mais emotivas e delicadas. O seu pincel ainda tateia pintando coisas boas, mas seu saber onde irá se deter, renovando, criando, dando impressão nova aos velhos valores da paisagem (...) O artista é o primeiro a lembrar que a paisagem é seu gênero novo (...) a paisagem verdadeira, autêntica, o ar livre, que não a combinação do fundo do quadro convencional, como os antigos faziam". Maria Elisa Carrazzoni, in REFLEXOS do impressionismo no Museu Nacional de Belas Artes. Apresentação de Marinho de Azevedo e Maria Elisa Carrazzoni. Rio de Janeiro: MNBA, 1974. MEC. vol.3, pág. 336; ITAÚ CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 663.

039 - CALISTO CORDEIRO, DITO K.LIXTO - (1877 - 1957)
Lance Livre - Jantar - dn - 20 x 29 - cie
Desenhista, caricaturista e pintor. Estudou na ENBA. Desenhou o primeiro sêlo de impôsto de consumo impresso no Brasil. Sua atividade de caricaturista durou mais de 30 anos, com intensa colaboração em jornais e revistas do Rio de Janeiro, tais como O Riso, D. Quixote, Carêta, A Semana Ilustrada, Fon-Fon!, Ilustração Brasileira, A Caricatura, O Cruzeiro, O Tagarela, O Malho e tantas outras. Participou de diversos certames do gênero. Sua excepcional obra é até hoje objeto de estudo por especialistas, que não se cansam de lhe tecer elogiosas críticas. PONTUAL, pág. 291; JULIO LOUZADA vol 12 pág. 218; WALTER ZANINI, pág. 806; ARTE NO BRASIL; HISTÓRIA DA CARICATURA NO BRASIL, pág. 1014.

040 - PAULO GAGARIN - (1885 - 1980)
Lance Livre - Paisagem - ost - 61 x 50 - cie - 1939 - Rio de Janeiro-RJ
Pintor natural de Leningrado - anteriormente São Petesburgo. Estudou na Universidade daquela cidade, vindo para o Brasil em 1921, onde se naturalizou. Fixou-se no Rio de Janeiro, onde no ano seguinte realizou a sua primeira exposição. Recebeu medalha de ouro no SNBA, com participação também no SPBA, com premiações (1940 e 1941). Sobre a sua obra, assim se manifestou o autor: " ... Acredite, nunca estudei pintura. Não tive mestres. O meu mestre foi a natureza opulenta do Brasil" (´in´ A Inquietação das Abelhas, de Angione Costa, 1927) JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 123; PONTUAL, pág. 230; MEC, vol.2, pág. 219; PRIMORES DA PINTURA NO BRASIL, vol. 2, pág. 146; TEODORO BRAGA, pág. 186; REIS JR., pág. 370.

041 - DIONISIO DEL SANTO - (1925 - 1999)
Lance Livre - Composição - g - 22 x 19 - cid - 1987
Pintor, desenhista, gravador e serigrafista, nasceu em Colatina-ES, e faleceu em Vitória, naquele mesmo Estado. Autodidata. Em 1975, recebe o Prêmio de Melhor Exposição de Gravura do Ano, da APCA. Participou da 9ª Bienal Internacional de São Paulo, 1967 (Prêmio Itamarati Aquisição) e do Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, 1968 (Prêmio Isenção do Júri). JULIO LOUZADA vol.11, pág. 88; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 682; ARTE NO BRASIL, pág. 934.

042 - ENRICO ORTOLANI - (1883 - 1972)
Lance Livre - Paisagem - osm - 45 x 65 - cid - Roma
Pintor nascido em Roma, Itália. Foi aluno da Escola de Artes Industriais e da Academia de Belas Artes de Roma. Representante da Escola Italiana participou de várias exposições e Salões oficiais. Possui obras na Galeria de Arte Moderna dessa mesma cidade. BENEZIT, VOL. 8, PÁG.41; artnet.com; artprice.com; arcadja.com; askart.com.

043 - YAACOOV AGAM - (1928)
Lance Livre - XII Tribos de Israel - lito. 24/99 - 53 x 39 - cid
Da série " XII Tribos de Israel". -Pintor, escultor e professor, natural de Rishon-le-Zion, Israel. Cursou, em Jerusalém, a Escola de Arte de Bezalel. Depois de ter sido preso, em 1945, pelos ingleses, viaja pela Europa e Estados Unidos. Na Suíça, foi aluno de S. Giedion e Johannes Itten. Em 1951, fixa-se em Paris onde freqüenta o Ateliê de Arte Abstrata e a Academia da “Grande Chaumière”. Na década 60 viaja aos Estados Unidos para ministrar aulas e conferências. Exposições individuais: Paris (1953, 1956, 2002, 2003, 2007); Israel (1956); Bélgica (1958); Inglaterra (1959); Suíça (1962, 2004); Estados Unidos (1966, 1999). Muitas foram as exposições oficiais e coletivas, com destaque: Paris (1955, 1967); São Paulo, SP (1963 – Bienal Internacional). Possui obras em Museus da Alemanha, França, Holanda, Israel, e Estados Unidos. Dentre suas realizações monumentais, pode-se citar: o teto do Centro de Convenções de Jerusalém e um Salão do Palácio de “Elysée”, Paris. BENEZIT, VOL.1, PÁG.51; www.artprice.com.

044 - ANTONIO PETICOV - (1946)
Base: R$ 8.000,00 - "Objetos abandonados em uma floresta" - ast - 50 x 70 - d - dezembro de 2010
Com dedicatória. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 018 deste catálogo.

045 - TRINAZ FOX (RUBENS FERREIRA TRINAZ FOX) - (1899 - 1964)
Lance Livre - Galo - dn e a - 44 x 34 - cid
Pintor, desenhista e caricaturista. Viveu durante muitos anos na Europa. De volta ao Brasil, colaborou em diversas revistas e jornais cariocas na década de 1920, inclusive como redator, destacando-se: D. Quixote, O Tagarela e O Combate. entre 1930 e 1940 fixou-se na Argentina, publicando trabalhos na imprensa de Buenos Aires e Santa Fé. PONTUAL, pág. 526; MEC vol.2, pág. 188; HISTORIA DA CARICATURA NO BRASIL, pág. 1421;

046 - ALEX VALLAURI - (1949 - 1987)
Lance Livre - Jogadoras de dado - tm - 96 x 96 - cid - Nova York
Natural de Asmara, Etiópia, faleceu em São Paulo-SP. Grafiteiro, artista gráfico, pintor, desenhista, cenógrafo e gravador. Chegou ao Brasil com a família em 1965. Era residente e ativo na capital paulista. Iniciou-se em xilogravura, retratando personagens do porto de Santos. No começo da década de 1970, formou-se em comunicação visual pela FAAP-SP. Especializou-se em litografia no Litho Art Center de Estocolomo, em 1975. Retornou ao Brasil em 1978, realizando grafites em espaços públicos de São Paulo. Produzia silhuetas de figuras, com tinta spray sobre moldes de papelão. Residiu em Nova York entre 1982 e 1983, onde cursou artes gráficas no Pratt Institute. Nesse período, fez grafites nos muros da cidade. Além de usar o muro como suporte, seus trabalhos estampam camisetas, broches e adesivos. Voltou ao Brasil e começa a lecionar na Faap. Em sua produção destaca-se a série A Rainha do Frango Assado, que é também tema de instalação apresentada na 18ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1985. Retrospectiva Viva Vallauri, realizada no Museu da Imagem e do Som - MIS, em São Paulo, em 1998. JULIO LOUZADA, vol 3 pag 1170; ITAUCULTURAL.

047 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - Conversando - dn e a - 28 x 27 - cid
Nasceu e faleceu no Rio de Janeiro. Foi pintor, desenhista, ilustrador e caricaturista. Realizou mais de cem mil desenhos, não se conhecendo um único ruim. Observador arguto, retratou com maestria e humor o cotidiano de sua cidade natal, da qual, consta, ausentou-se por duas únicas ocasiões. JULIO LOUZADA vol. 10, pág. 181; CARICATURISTAS BRASILEIROS, de Pedro Corrêa do Lago, pág. 74; WALTER ZANINI, pág. 448; ARTE NO BRASIL, pág. 646.

048 - DIONISIO DEL SANTO - (1925 - 1999)
Lance Livre - Composição - g - 24 x 17 - cid - 1987
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 041 deste catálogo.

049 - ALCIDES CRUZ - (1913 - 1988)
Lance Livre - Casario - ost - 60 x 80 - cie e d - 1975 - Cuenca
Este excepcional e importante pintor de paisagens e de figuras, é natural do Rio de Janeiro, onde estudou com Henrique Cavalleiro na ENBA. Participou por diversas vezes no SNBA e de outros Salões nacionais, obtendo o reconhecimento de público e crítica. WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 224; TEIXEIRA LEITE, pág. 138; JÚLIO LOUZADA, vol. 9, pág. 230; ITAÚ CULTURAL.

050 - TOLEDO PIZA (DOMINGOS VIEGAS DE TOLEDO PIZA) - (1887 - 1945)
Lance Livre - Porcos - ost - 49 x 92 - cie
Com carimbo do Mirante das Artes de Pietro Maria Bardi, no dorso. Reproduzido sob o nº 373 em catálogo de leilão de Soraia Cals, Rio de Janeiro - RJ, realizado nos dias 26 e 27 de agosto de 2008. -Pintor, estudou em Paris, voltando ao Brasil em 1933; dedicou-se à paisagem, com características expressionistas. ARTE NO BRASIL vol.2, pág.1054; TEIXEIRA LEITE, pág. 510; ITAÚ CULTURAL.

051 - ADRIANO GAMBIM - (1983)
Lance Livre - "Família" - xilo. 3/8 - 60 x 43 - cid - 2007
Pintor, desenhista, gravador e professor. Sua formação artística foi na IMESP e UNESP, São Paulo. Realizou exposições individuais em Guarulhos (2008, 2009, 2010) e tem participado de várias mostras coletivas e Salões individuais, destacando-se: Guarulhos, SP (2007 a 2011); Ribeirão Preto, SP (2010); Santo André, SP (2010); Santos, SP (2011); Ceará (2012); Espanha (2005 a 2008); México (2009); Itália (2007, 2009); Romênia (2007, 2010). Foi premiado em: Guarulhos, SP (2007 a 2009, 2011); Mairiporã, SP (2011); Espanha (2011); Araraquara, SP (2012); Araras, SP (2012).

052 - EDSON MOTTA - (1910 - 1981)
Lance Livre - Cavaleiros - a - 16 x 23 - cid
Mineiro de Juiz de Fora, estudou na ENBA no Rio de Janeiro, onde foi aluno de Rodolfo Chambelland, Marques Junior e Outros. Foi um dos fundadores do Núcleo Bernardelli, que dirigiu por alguns anos. Expositor nas diversas versões do SNBA. Em 1939 ganhou o premio viagem à Europa, onde estudou Conservação e Restauro, ofício que lhe renderia prestígio e respeito no País, PONTUAL, 374; TEIXEIRA LEITE, 336; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 579.

053 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - "Edgard Cavalheiro" - dn - 26 x 15 - cid - 1959
Com certificado de autenticidade emitido pelo Estúdio Aldemir Martins. - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

054 - RENOT - (1932)
Lance Livre - Baiana na paisagem - dch - 16 x 11 - csd - 1997
Tapeceiro, desenhista e pintor baiano, ativo em São Paulo desde 1978, com diversas premiações, exposições e leilões. Também atua no mercado de arte como "marchand". JULIO LOUZADA vol.1, pág. 816, Acervo FIEO.

055 - ANTONIO BENEVENTO - (1945)
Lance Livre - Figuras - tm - 39 x 32 - cid - 1969
Nasceu em Nova Friburgo/RJ. Em 1963 estuda com Chlau Deveza na Escola Fluminense de Belas Artes. Realizou diversas exposições coletivas e individuais, recebendo em 1981, o Troféu Mário Pedrosa, concedido pela Associação Internacional de Críticos de Arte, pela melhor exposição individual do ano - Galeria Bonino/RJ. ITAÚ CULTURAL.

056 - ESCOLA EUROPÉIA, SÉC. XIX - XX -
Lance Livre - Barcos - osm - 18 x 30 - cid ileg.

057 - BELMONTE, BENEDITO BASTOS BARRETO - (1887 - 1947)
Lance Livre - Figura - dn - 41 x 29 - cid
Nascido em São Paulo. Desenhista, caricaturista e jornalista. Depois de estrear na imprensa ilustrada em 1912, popularizou-se com a criação do personagem Juca Pato, na Folha da Noite, de São Paulo. Na Folha da Manhã , de São Paulo, apresentou, de 1936 em diante, diversas caricaturas de campanha contra o nazismo. Além dos álbuns de desenhos que publicou - como Angústias do Juca Pato (1926), O Amor através dos Séculos (1928) e No Reino da Confusão (1939) - ilustrou livros infantis de Monteiro Lobato. TEODORO BRAGA, pág. 49 e 50; PONTUAL, pág. 67; MEC, vl. 1, pág. 213; TEIXEIRA LEITE, pág. 69; JULIO LOUZADA, vol.10, pág. 103; CARICATURISTAS BRASILEIROS, de Pedro Corrêa do Lago, pág. 100; ARTE NO BRASIL, pág. 392; WALTER ZANINI, pág. 806; Acervo FIEO.

058 - ALOYZIO ZALUAR - (1937)
Lance Livre - "Ideias" - tm - d - 1994/2000
Composto de três trabalhos medindo 40 x 30 cada. -Natural da cidade do Rio de Janeiro. Passou a frequentar a antiga ENBA em 1956. Participou de diversos SNAM entre 1958 e 1967, recebendo a Certificado de Isenção em 1966. Expõe individualmente a partir de 1964. TEIXEIRA LEITE chamou atenção, em 1964, para a influência de Goeldi nos seus trabalhos que, mais tarde, abordaram a temática do carnaval carioca, levando o artista e poeta José Paulo Moreira da Fonseca a situá-lo na fronteira entre o desenho e a pintura. ITAÚ CULTURAL; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 349; MEC, vol. 4, pág. 528; PONTUAL, pág. 556; ACERVO FIEO, pág. 785. Acervo FIEO. -

059 - FRANCISCO STOCKINGER - (1919 - 2009)
Lance Livre - Guerreiro - e em b - h = 37 - b
Natural de Traum, Áustria, Xico Stockinger, como é conhecido, foi aluno de Bruno Giorgi e desde 1954, radicado em Porto Alegre, á um escultor da figura humana e do animal. Também é excelente desenhista e gravador. Começou a expor na década de 40, no Rio de Janeiro, recebendo premiações. Desempenhou importante papel no desenvolvimento das artes plástica gaúcha. Tem seu nome firmado no cenário nacional e internacional, como escultor expressivo e original. JULIO LOUZADA, vol.11, pág.311; PONTUAL, pág.506; MEC., vol.4, pág.342/3.; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 720; ARTE NO BRASIL, pág. 868; LEONOR AMARANTE, pág. 136.

060 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Mulher e pássaro - dn e ag - 29 x 21 - ci - 1973
Com etiqueta da exposição do artista realizada pela Bolsa de Arte do Rio de Janeiro entre os dias 13 e 30 de março de 1974. -Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo (Rio de Janeiro RJ 1897 - idem 1976). Pintor, ilustrador, caricaturista, gravador, muralista, desenhista, jornalista, escritor e cenógrafo. Inicia sua carreira artística como caricaturista e ilustrador, publicando sua primeira caricatura em 1914, na revista Fon-Fon. Em 1917, reside em São Paulo, onde freqüenta o curso de Direito no Largo São Francisco e o ateliê de Georg Elpons (1865 - 1939). Convive com artistas e intelectuais paulistas como Oswald de Andrade (1890 - 1954) e Mário de Andrade (1893 - 1945), Guilherme de Almeida (1890 - 1969), entre outros. Em 1921, ilustra A Balada do Enforcado, de Oscar Wilde (1854 - 1900), e publica o álbum Fantoches da Meia-Noite, editado por Monteiro Lobato (1882 - 1948). É o idealizador e o principal organizador da Semana de Arte Moderna de 1922, na qual expõe 12 obras. Em 1923, faz sua primeira viagem à França, onde atua como correspondente do jornal Correio da Manhã. Em Paris, freqüenta a Academia Ranson, instala ateliê e conhece obras, artistas e escritores europeus de vanguarda como, Pablo Picasso (1881 - 1973), Georges Braque (1882 - 1963), Fernand Léger (1881 - 1955), Henri Matisse (1869 - 1954), Jean Cocteau (1889 - 1963) e Blaise Cendrars (1887 - 1961). Volta a São Paulo em 1926, trabalha como jornalista e ilustrador no jornal Diário da Noite. A estada em Paris marca um novo direcionamento em sua obra. Em 1938 viaja a Paris, onde trabalha na rádio Diffusion Française nas emissões Paris Mondial. Retorna ao Brasil em 1940, trabalha como ilustrador, e publica poemas e memórias de viagem. Em 1972, seu álbum 7 Xilogravuras de Emiliano Di Cavalcanti é editado pela Editora Chile. REIS JR., págs. 378/379; TEODORO BRAGA, pág. 82; MEC, vol. 2, págs. 53 e 54; PONTUAL, págs. 176 a 178; WALMIR AYALA, vol. 1, págs. 256 e 257; ART SALES, vol.1, pág. 207; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 446; LEONOR AMARANTE, pág. 12, Acervo FIEO.

061 - ERNESTO DE FIORI - (1884 - 1945)
Lance Livre - Mulher - dc - 48 x 30 - n/as.
Com estudo no dorso. Com declaração na obra e no estudo assinada por Ornella Psilachis, sobrinha neta do autor. -Escultor e pintor nascido na Itália, cidadão alemão por naturalização, De Fiori radicou-se em São Paulo em 1936, aqui falecendo nove anos mais tarde. Artista de nível internacional, destacou-se como escultor, mas foi também extraordinário pintor, cuja influência marcou fundamente diversos artistas paulistanos, Zanini e Volpi, inclusive. Em Munique estudou desenho e pintura com Otto Breiner. Em 1909 segue para Londres em busca de outros mestres. De 1912 a 1914 viveu em Paris , onde se iniciou na escultura. Em 1914 estabeleceu-se em Berlim. Em 1918, residindo em Zurique, produziu a "Bagnarte", "Soldato", "Narciso"e outras esculturas que suscitaram admiração geral. Em 1919 voltou a Berlim e aí se destacou entre os artistas modernos. Veio para o Brasil em 1936 e faleceu em São Paulo em 1945. TEODORO BRAGA, pág. 80; MEC, vol. 2-pág. 22; WALMYR AYALA, vol. 1-pág. 312; ITAU CULTURAL; TEIXEIRA LEITE, pág. 149 ; WALTER ZANINI, pág. 571; ARTE NO BRASIL, pág. 791.

062 - MARIO ZANINI - (1907 - 1971)
Lance Livre - Puxando a rede - psa - 15 x 15 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 030 deste catálogo.

063 - FLÁVIO DE CARVALHO - (1899 - 1973)
Lance Livre - Mulheres - lito. P. I. - 64 x 47 - cid - 1972
Pintor, desenhista, escultor, cenógrafo, engenheiro civil, arquiteto e escritor. Educou-se na Inglaterra. Foi um dos pioneiros da arquitetura moderna no Brasil. Figura polêmica e provocativa, teve vida cultural bastante agitada. Participou em diversas bienais e exposições nacionais e internacionais. TEODORO BRAGA, pág. 95/96/97; REIS JR., pág. 379; PONTUAL, pág. 113/114; MEC, vol.1, pág. 363; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 177.; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 478; ARTE NO BRASIL, pág. 746; LEONOR AMARANTE, pág. 28; Acervo FIEO.

064 - CARLOS LEÃO - (1906 - 1982)
Lance Livre - Casal - dn e a - 25 x 19 - cid
Arquiteto, pintor e desenhista ativo no Rio de Janeiro. Participou com Lucio Costa no projeto do edifício sede do Ministério de Educação do Rio de Janeiro (1937). Excepcional desenhista, praticou igualmente a pintura, sempre fiel a uma só temática - "a mulher, seu corpo, seu mundo de amor, sexo e poesia". MEC, vol. 2, pág. 462/3; TEIXEIRA LEITE, pág. 281; PONTUAL, PÁG. 303; JULIO LOUZADA VOL.11, PÁG.171; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 602; ARTE NO BRASIL, pág. 746.

065 - JORGE FONSECA - (1966)
Lance Livre - " Máquina de fazer voar " - tm - 92 x 115 x 12 - ass. - 2011
Complemento de técnica: escultura que permite participação do espectador, confeccionada em madeira, linhas, elásticos e ferragens.Jorge Luiz Fonseca nasceu em Conselheiro Lafaiete, MG. Ex-marceneiro e maquinista de trem, Jorge Fonseca é um artista autodidata que começou a produzir no início dos anos 90. Tem realizado exposições individuais e participado de inúmeras mostras oficiais. Foi premiado no 53° Salão Paranaense (1996), no Salão de Arte Contemporânea de Campos (RJ, 1996) e no Salão Nacional de Arte de Goiás (2002). Em 2009, recebeu da Fundação Pollock-Krasner, de Nova York, uma 'bolsa de estímulo à produção'- por mérito e conjunto da obra. Atuou também como designer de moda e de móveis, arte-educador, diretor de criação e produção de grupos de artesãos, dirigente de organização não governamental , idealizador e coordenador de projetos sociais. Atualmente, é professor convidado, por 'notório saber', do Departamento de Artes da Universidade Federal de Juiz de Fora. Possui ateliês em Ouro Preto e no Rio de Janeiro. ITAU CULTURAL

066 - ESCOLA ITALIANA SÉC XX -
Lance Livre - Porto - ost - 60 x 80 - cid ileg.

067 - FRANCISCO BRENNAND - (1927)
Lance Livre - Flor - pspc - 17 x 17 - n/as.
Pintor e ceramista. Estudou com André Lhote e Fernand Léger, em Paris. Participou de importantes bienais e salões, nacionais e internacionais. Realizou individuais de pintura e cerâmica no MAM-SP em 1960 e outras importantes salas de arte. Executou trabalhos murais em edifícios públicos e particulares no Recife e no estrangeiro. Suassuna considerou a sua pintura "bela, forte e brasileira". Brennand é referência mundial como artista puramente brasileiro. JULIO LOUZADA, VOL, 10, pág 141. PONTUAL, pág, 88. MEC, VOL , 1, pág, 294; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 717; ARTE NO BRASIL, pág. 879. Acervo FIEO. -

068 - ELZA DE OLIVEIRA SOUZA - (1928 - 2006)
Lance Livre - Casal - osc - 32 x 19 - cie
Pernambucana do Recife. Esta importante pintora iniciou suas atividades com o prof. Ivan Serpa. Integrou o grupo de nordestinos que se apresentou na Galeria Giro, no RJ, em 1968. Seu interesse pelo registro da figura humana é praticamente exclusivo. Walmir Ayala afirma: " ... O biotipo que Elza repete obcessivamente, diz respeito ao povo de sua família conterrânea. São gente do povo, sem sofisticação, despojada do requinte civilizatório, mas embebida de um outro requinte, que diz respeito 'as latadas, trepadeiras em flor, animais domésticos, temáticas." JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 313, Acervo FIEO.

069 - GERDA BRENTANI - (1906 - 1999)
Lance Livre - Navio - dn, a e g - 67 x 89 - ld - 1974
Com etiquetas do ateliê da artista e da retrospectiva da artista realizada no Museu de Arte Moderna de São Paulo. -Nasceu em Triestre, Itália, no dia 27 de fevereiro de 1908. Desenhista e gravadora. No Brasil desde 1939, fixou residência em São Paulo, Capital. Iniciou estudos com Ernesto de Fiori e Rossi Osir, por volta de 1940. De traço humoristico, a artista destacou-se no cenário artístico/crítico nacional, cuja obra tem participado em mostras nacionais e internacionais, com sucesso de crítica. JULIO LOUZADA vol.1, pág.153; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 630; Acervo FIEO.

070 - GEORGINA DE ALBUQUERQUE - (1885 - 1962)
Base: R$ 15.000,00 - Flores - ost - 84 x 105 - cid
Pintora e professora. Aos 15 anos, inicia sua formação artística com o pintor italiano Rosalbino Santoro (1858 - s.d.). Muda-se para o Rio de Janeiro em 1904, matricula-se na Escola Nacional de Belas Artes - Enba e estuda com Henrique Bernardelli. Em 1906, casa-se com o pintor Lucílio de Albuquerque e viaja para a França. Em Paris, frequenta a École Nationale Supérieure des Beaux-Arts e ainda a Académie Julian, onde é aluna de Henri Royer. Volta ao Brasil em 1911, expõe em São Paulo e, partir dessa data, participa regularmente da Exposição Geral de Belas Artes. De 1927 a 1948, leciona desenho artístico na Enba e, em 1935, é professora do curso de artes decorativas do Instituto de Artes da Universidade do Distrito Federal. Em 1940, em sua casa no bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro, funda o Museu Lucílio de Albuquerque, e institui um curso pioneiro de desenho e pintura para crianças. Entre 1952 e 1954, exerce o cargo de diretora da Enba. TEIXEIRA LEITE, págs. 15 e 16; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 22 a 26; TEODORO BRAGA, pág. 107; REIS JR., pág. 370; PRIMORES DA PINTURA NO BRASIL, vol. 1, págs.17 e 141; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 455; ARTE NO BRASIL, pág 574; Acervo FIEO, RUTH TARASANTCHI.

071 - FIRMINO SALDANHA - (1906 - 1985)
Lance Livre - Composição - ose - 112 x 76 - cie - 1979
Pintor e arquiteto, Firmino Fernandes Saldanha nasceu em Santana do Livramento, RS e faleceu no Rio de Janeiro. Cursou arquitetura na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro (1931) e na década de 1940, iniciou-se como autodidata em pintura. Em 1957, foi escolhido, juntamente com Candido Portinari, para concorrer aos prêmios Guggenheim e participar da exposição realizada em Paris. Além disso, integrou a comissão encarregada de projetar a Cidade Universitária, no Rio de Janeiro, ao lado de Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e Affonso Eduardo Reidy; atuou como presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil - IAB; e realizou, dentre outros, o mural do Banco Nacional - Palácio do Planalto, em Brasília. Muitas foram suas exposições individuais e participações em Salões oficiais no Brasil e exterior. Participou das Bienais Internacionais de São Paulo em 1951, 1953, 1957, 1959, 1961, 1963. ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA VOL. 8, PÁG. 737; PONTUAL PÁG. 468; MEC VOL.4, PÁG. 149.

072 - INGRES SPELTRI - (1940)
Lance Livre - "Pianista - Opus 21007" - asmdf - 50 x 70 - cid e d
Nasceu em Jau, São Paulo, em 20/01/1940. Pintor, desenhista, escultor, gravador e professor. Apresentando uma pintura de fases bem demarcadas, onde as possibilidades plásticas do cubismo, do construtivismo e do concretismo foram exploradas com paixão e rigor de pesquisa, o autor tem percorrido um rico itinerário em sua incessante buscar de universo expressivo e de uma linguagem pictórica definitiva. O autor é professor titular da Escola Panamericana de Arte, SP. JULIO LOUZADA, vol 1, pág 937; ITAU CULTURAL; Acervo FIEO.

073 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Torso - e em m p - h = 28 - ass.
Escultor e pintor paulista, iniciou seus estudos de escultura em Roma 1920/1922. Mais tarde tornou-se aluno de Maillol, em Paris, onde também frequentou as academias Ranson e de La Grande Chaumière, em 1936. É considerado o maior escultor nacional. MEC, vol.2, pág. 250/1; PONTUAL, pág. 237/8; MAYER/84, pág. 1333; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 587; ARTE NO BRASIL, pág. 715; LEONOR AMARANTE, pág. 18.

074 - COLETTE PUJOL - (1913 - 1999)
Lance Livre - Paisagem - ost - 38 x 55 - cid e d
Esta premiadíssima pintora e professora paulistana, recebeu as suas primeiras aulas de desenho e pintura de Antonio Rocco e de Lucília Fraga, ainda na capital paulista. Residindo em Salvador, freqüentou a Escola de Belas Artes, onde foi aluna de Presciliano Silva (1942 a 1944); a partir de 1946 até 1949, estudou na Europa. Possui obras em museus brasileiros. PONTUAL, pág. 440; MEC, vol. 3, pág. 438; TEODORO BRAGA, pág. 73; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

075 - HENRIQUE CAVALLEIRO - (1892 - 1975)
Lance Livre - Casario - dlc - 26 x 37 - cie - 1968 - Bahia
Pintor, desenhista e professor. Foi aluno de Eliseu Visconti, tendo recebido em 1918 o prêmio de viagem à Europa. Participou de diversos salões e exposições. REIS JR., pág. 375; TEODORO BRAGA, pág. 117; PRIMORES DA PINTURA NO BRASIL, vol. 2, pág. 45 e 275; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 187 e 190; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 446; ARTE NO BRASIL, pág. 556; Acervo FIEO.

076 - MARCELO GRASSMANN - (1925)
Lance Livre - Guerreira - grav. 28/100 - 34 x 30 - cid - 1980
Desenhista, gravador, ilustrador, pintor, escultor e professor, nasceu em São Simão, SP. Estuda fundição, mecânica e entalhe em madeira na Escola Profissional Masculina do Brás, SP. Passa a realizar xilogravuras a partir de 1943. Atua como ilustrador do Suplemento Literário do ‘Diário de São Paulo’, do ‘O Estado de S. Paulo’ e do ‘Jornal do Estado da Guanabara’. Quando reside no Rio de Janeiro, a partir de 1949, freqüenta os cursos de gravura em metal, com Henrique Oswald e de litografia, com Poty, no Liceu de Artes e Ofícios. Em Salvador (1952), trabalha com Mario Cravo Júnior. .Recebe o prêmio de viagem ao exterior do Salão Nacional de Arte Moderna (1953) e vai para a Academia de Artes Aplicadas, em Viena. Passa a dedicar-se principalmente ao desenho, à litografia e à gravura em metal. Em 1969, sua obra completa é adquirida pelo governo do Estado de São Paulo, passando a integrar o acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo . Em 1978, a casa em que nasceu, em São Simão, é transformada em museu e tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo - Condephaat. Participou de muitas exposições e das Bienais de: São Paulo (1951 a 1961, 1967, 1969, 1979, 1985, 1989); Veneza (1950, 1956, 1958, 1962); Paris (1959). Principais prêmios: Bienal de São Paulo (1951, 1955, 1957, 1959, 1967); Bienal de Veneza (1950, 1956, 1958,1962); Bienal de Paris (1959). PONTUAL, PÁG. 249; MEC, VOL. 2, PÁG. 281 E 282; ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA, VOL.1, PÁG. 439; VOL. 5, PÁG. 453; VOL. 9, PÁG. 383.

077 - INÁCIO RODRIGUES - (1947)
Lance Livre - Paisagem - lito. 23/30 - 25 x 26 - cid - 1989
Reproduzido na página 75 do livro "Inácio Rodrigues - Navegador de Espaços" de autoria de Geraldo Edson de Andrade. -Pintor e desenhista cearense, natural de Fortaleza, fixou-se em 1966 no Rio de Janeiro. Participou do SNAM-RJ em 1968 e 1975, recebendo neste último, o prêmio de viagem ao País. JULIO LOUZADA , VOL, 12, pág 345. TEIXEIRA LEITE, pág, 450. WALMIR AYALA, VOL, 2, pág, 259; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

078 - CELSO TADEU DOMINGOS - (1961)
Lance Livre - Composição - ost - 40 x 50 - cid
Artista plástico paulistano. Realizou exposição individual em São Paulo (1986) e tem participado de inúmeras mostras e Salões Oficiais. ITAU CULTURAL.

079 - FRANK SCHAEFFER - (1917 - 2008)
Lance Livre - Operários - osp - 100 x 52 - cid - 1977
Pintor, desenhista e professor. Realizou sua formação artística com Arpad Szenes no Brasil e, entre 1948 e 1949, com André Lhote e Fernand Léger em Paris. Participou de diversas edições da Bienal SP, do SNAM, e outras mostras importantes, tais como I Bienal Interamericana do México (1958), SAMDF (1964 e 1965), entre outras, todas com premiações. Pintor fiel ao seu estilo, pinta seus tema preferidos através de sua imaginação romântico-expressionista. TEODORO BRAGA, pág. 101; PONTUAL, pág. 477; MEC, vol. 4, págs. 192 e 209; Catálogo da Exposição de Paisagem Brasileira, MEC-MNBA/Rio/1944.; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 717.

080 - ALDO BONADEI - (1906 - 1974)
Base: R$ 18.000,00 - Ponte sobre o rio Tamanduateí - ostcc - 19 x 25 - csd e d - 1925
Ex-coleção Waldyr Bonadei Fücher, São Paulo - SP. -Estudou com Pedro Alexandrino (1923 a 1928) e aperfeiçoou-se na Itália. Integrou o Grupo Santa Helena, com Rebolo, Zanini, Rosa, Graciano, Pennacchi (1935) e participando em 1937 de exposições da Família Artística Paulista. Pintou paisagens e naturezas mortas, com composição estruturada no cubismo. MEC, vol. 1, pág. 247; PONTUAL, págs. 78/79; ARTE NO BRASIL, vol. 2, pág. 1041; ART PRICE ANNUAL 2000, pág. 258; TEIXEIRA LEITE, pág. 79; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 586; LEONOR AMARANTE, pág. 72; Acervo FIEO.

081 - MARIO MAREL AGOSTINELLI - (1915 - 2000)
Lance Livre - Composição - e em b - h = 32 - ass.
Nasceu em Arequipa, Peru. Pintor e escultor. Ativo no Rio de Janeiro, cidade onde se radicou. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes de Lima, Peru, com Daniel Hernandes. Fez cursos de aperfeiçoamento na Argentina, França, Itália e Brasil. Expôs individualmente em 1946 e 1966, na Galeria BoninoRJ e coletivamente a partir de 1943. Suas pinturas de cenas e tipos populares, revela virtuosismo de execução e vivacidade de colorido que assume aspecto suntuoso, particularidade acentuada pelo cronista Rubem Braga, na apresentação que fez do artista (1966). WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 15; MEC, vol 1, pág. 38; PONTUAL, págs. 5 e 6; JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 31; ITAU CULTURAL.

082 - ORLANDO TARQUINIO - (1894 - 1977)
Lance Livre - Paisagem - osm - 18 x 27 - cie
Com carimbo do ateliê do artista, no dorso. -Nasceu e faleceu em São Paulo-SP, onde foi ativo pintor, aluno de Zillani e de Antonio Parreiras. A seu respeito, Quirino da Silva escreveu: "Orlando Tarquinio era de uma finíssima sensibilidade, e durante toda a sua existência dourou com ela tudo o que idealizou, tudo o que fez. Era um excelente pintor, que conhecia o seu ofício; um notável artista que, em cada pincelada, deixava a sua fina sensibilidade; em cada tela o impulso de sua alma ..." Participou do SNBA, obtendo Menção Honrosa (1928) e Medalha de Bronze (1929); do SPBA (1934, 1939, 1951, 1959, 1966 e 1970), conquistando Medalhas de Prata (1939 e 1951) e Medalha de Ouro (1959). O MNBA-RJ e a Pinacoteca-SP, guardam obras de sua autoria. JULIO LOUZADA, vol.1, pág. 957

083 - ALBERTO DA VEIGA GUIGNARD - (1896 - 1962)
Lance Livre - Paisagem - dn - 20 x 28 - cid
Pintor, desenhista, gravador e professor. No dizer de Rodrigo de Melo Franco de Andrade, no álbum de reproduções da obra do artista, em 1967: "Quando Guignard voltou da Europa, para onde tinha ido menino, só regressando com mais de 30 anos, redescobriu o Brasil, tomado de uma ternura e de uma admiração comovidas que conservou até os seus últimos dias. Toda a obra que produziu, desde então, ficou impregnada da emoção e da poesia sentidas naquele reencontro com a terra natal." PONTUAL, pág. 254 a 256; MEC, vol. 2, pag. 304; TEIXEIRA LEITE, pág. 236 a 240 ; JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 404; ART PRICE ANNUAL 2000, pág. 1013; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 373/375/377; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 559; ARTE NO BRASIL, pág. 505; LEONOR AMARANTE, pág. 28.

084 - ANTONIO POTEIRO - (1925 - 2010)
Lance Livre - Arando a terra - ost - 26 x 31 - cid e d
Português de Braga, viveu em São Paulo e Minas Gerais, radicando-se definitivamente em Goiânia, desde 1967. O sobrenome artístico Poteiro vem das obras em barro e cerâmica que trabalhou por mais de 12 anos, até se transformar no pintor original e vigoroso que foi. Amigo de Siron Franco, seu grande incentivador na pintura. WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 217; TEIXEIRA LEITE, págs 31 e 32; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 808; LEONOR AMARANTE, pág. 294, Acervo FIEO.

085 - ISABEL PONS - (1912)
Lance Livre - Composição - grav. P. A. - 28 x 25 - cid - 1968
Nasceu em Barcelona, Espanha. Importante gravadora, desenhista e pintora. Estudou pintura na Escola de Belas Artes de Barcelona (1925-1930). Ilustrou poemas de Garcia Lorca. Fixou residencia no Rio de Janeiro a partir de 1948. Estudou gravura com Friedlaender, no MAM-RJ, em 1959. A partir de então dedica-se principalmente à atividade de gravadora em metal, técnica que domina como poucos e a consagrou no cenário nacional e internacional. Está representada em diversos museus brasileiros e estrangeiros, como o MNBA, MAM-RJ, MOMA-NY, etc MEC, vol. 3-pág. 425; PONTUAL-pág. 431; WALMIR AYALA, vol. 2, págs.203/4; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 707; ARTE NO BRASIL, pág. 853; LEONOR AMARANTE, pág. 126.

086 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Mulata - dl - 19 x 12 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

087 - ANTONIO BANDEIRA - (1922 - 1967)
Lance Livre - Composição - a - 20 x 15 - cid
Grande pintor brasileiro, nascido em Fortaleza, Ceará e falecido em Paris onde viveu a maior parte de sua curta e rica vida. Começando figurativo, num estilo expressionista, adotou, já em França, um não figurativismo lírico, algo à maneira do grande Wols, seu amigo que iria manter até o precoce fim. É um dos pioneiros da arte abstrata no Brasil. BENEZIT, vol.1, pág.415; MEYER/87, pág.606; MEC, vol.1, págs.159,160 e 167; PONTUAL, págs. 48 e 49; WALMIR AYALA, vol.1, págs. 71 a 74; TEIXEIRA LEITE, pág. 52 a 54; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 637; ARTE NO BRASIL, pág. 599; LEONOR AMARANTE, pág. 34; Acervo FIEO.

088 - CARLOS PRADO - (1908 - 1992)
Lance Livre - Procissão - dn - 47 x 33 - cie - 1955
Arquiteto, pintor, gravador e ceramista paulistano. Recebeu menção honrosa no SPBA de 1935, participando também na I e II BSP e na exposição de Arte Moderna no Brasil, realizada em Buenos Aires, Rosário, Santiago do Chile e Valparaíso, em 1957. No dizer de TEIXEIRA LEITE, em sua obra A Gravura Brasileira Contemporânea, Carlos Prado utilizava por vezes a gravura como meio expressivo, subordinando-a, porém, a interesses maiores. TEIXEIRA LEITE, pág. 421; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 254. PONTUAL, pág. 438; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 582; ARTE NO BRASIL, pág. 781. Acervo FIEO.

089 - JACQUES NICOLAS BELLIN - (1703 - 1772)
Lance Livre - "Carte du Bresil" - grav.a - 25 x 34 - séc. XVIII
Bellin nasceu em Paris. Ele era hidrógrafo de França escritório hidrográfica , membro da Academie de Marine e da Royal Society de Londres. Ao longo de uma carreira de 50 anos, ele produziu um grande número de mapas de especial interesse para a Marinha .Seus mapas do Canadá e dos territórios franceses na América do Norte ( Nova França , Acadia , Louisiana ) são particularmente valiosos. Ele morreu em Versailles .

090 - FARNESE DE ANDRADE - (1926 - 1996)
Base: R$ 15.000,00 - Composição - assemb. - 28,5 x 12,5 x 42,5 - d - 1980
Ex-coleção Osmar Francisco Gentil - Rio de Janeiro - RJ. -Mineiro de Araguari. Pintor e gravador. Foi discípulo de Guignard, e se tornou destacado aluno pela sua criatividade. Mais tarde mudou-se para o Rio de Janeiro, onde aperfeiçoou-se no curso de Friedlander no MAM. No principio suas obras eram compostas de objetos que eram devolvidos pelo mar, bonecos mutilados e corroídos, madeiras e imagens de gesso. Com o passar do tempo, desenvolveu seu processo de criação, voltando-se para as suas raízes, memórias, tabus familiares e morais. Assim, chegou aos " bric-à-bracs" , antiquários, o kitsch e o sacral. JULIO LOUZADA vol.1B, pág. 64.; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 760; ARTE NO BRASIL, pág. 911; Acervo FIEO.

091 - GERSON DE AZEREDO COUTINHO - (1900 - 1967)
Lance Livre - Paisagem - ostcc - 37 x 45 - cie - Rio
Pintor e arquiteto gaúcho (cidade de Jaguarão), estudou com Henrique Bernardelli e na Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro. Foi paisagista, e por várias vezes mereceu prêmios no Salão Nacional de Belas Artes. TEODORO BRAGA, pág. 108; PRIMORES DA PINTURA NO BRASIL, vol. 2, pág 133; Citado no Catálogo da Exposição de Paisagem Brasileira, Ministério da Educação e Saúde-MNBA/Rio/1944; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 67; RGS, pág. 104. Acervo FIEO. -

092 - LUZIA SIMONS - (1953)
Lance Livre - Figura - foto - 150 x 100 - d - 2001
Fotógrafa, desenhista e artista multimídia nascida em Quixadá, CE. Desde 1976 vive no exterior, com passagem pela França antes de fixar-se em Berlim, Alemanha, em meados dos anos 1980. O início de sua carreira se deu na década de 1990. Sua própria miscigenação cultural serve de mola propulsora para os trabalhos autorais que abrangem a fotografia, performance e filmes. Na fotografia, inspirada pela prática dos fotogramas, registros em papel fotográfico sem câmera, introduzidos por Man Ray, Simons desenvolveu sua própria forma de registro, o ‘scanograma’; um novo modo de ver, sem ponto de vista ou foco central, como é costume na prática com uma lente fotográfica. Expôs individualmente em São Paulo (2001, 2010); Belém, PA (2001); Stuttgart, Alemanha (2006). ITAU CULTURAL; www.nararoesler.com.br; artnet.com.

093 - JORGE GUINLE FILHO - (1947 - 1987)
Lance Livre - Composição - tm - 17 x 26 - cie - 1980
Pintor e desenhista. Expôs com regularidade no Rio e São Paulo a partir de 1973, com ótimo mercado. JULIO LOUZADA, vol. 2, pág.482; LEONOR AMARANTE, pág. 312. Acervo FIEO.

094 - RUBENS MATUCK - (1952)
Lance Livre - Figura - ag. - 32 x 47 - cie - setembro de 2000
Paulistano, o autor é gravador, pintor, escultor, desenhista, ilustrador, designer. Arquiteto pela FAU-SP em 1977. Freqüenta os ateliês de pintura de Aldemir Martins e de Flexor; o de gravura de Evandro Carlos Jardim e de Renina Katz, e o de escultura de Van Acker. Ilustra páginas de publicações, como o Jornal da Tarde, de 1969 a 1976; e as revistas Playboy e IstoÉ, entre outras. É autor e ilustrador de diversos livros infanto-juvenis. Em 1993, recebe o Prêmio Jabuti pela ilustração do livro infantil O sapato furado. Conforme depoimento de Aldemir Martins..."Desenhista dos mais finos e senhor da mão que revela os mistérios das coisas e seres. Conhecedor de peixes, passáros, animais e pessoas. De corpo inteiro aí está Rubens Matuck que conhece e capta a leveza dos traços e a crueza dos sonhos, o mapa da amizade e leva para o papel as dúvidas e certezas das artes. Eis meu amigo que conhece e trilha os caminhos do Nordeste e calca em seda os caminhos de Marco Polo, na poesia dos tempos, como caravaneiro e artista. Da poeira dos tempos sugere retratos, pesquisa de almas, senhor do preto e branco, dono das riquezas das cores, senhor do carinho arabe, misturados nestes sonhos o cadinho da amizade. Meu amigo." in MATUCK, Rubens. Rubens Matuck. São Paulo, Escritório de Arte Val de Almeida Jr., 1993. ITAÚ CULTURAL.

095 - HARRY ELSAS - (1925 - 1994)
Lance Livre - Menino - ostce - 64 x 48 - cie
Nascido na Alemanha e radicado no Brasil desde 1936, Elsas desenvolveu suas aptidões artísticas com Lasar Segall, que muito o incentivou a ingressar na carreira das artes. Permaneceu no Nordeste brasileiro por oito anos, retratando com maestria e singularidade paisagens e aspectos da vida local, sempre com influência renascentista, com cor e desenhos fortíssimos. Participou de coletivas no Brasil e no exterior a partir de 1962, com excelente repercussão. JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 99. MEC, vol, 2, pág, 111; TEIXEIRA LEITE, pág 176; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

096 - JOSÉ MARQUES CAMPÃO - (1892 - 1949)
Lance Livre - Paisagem - a - 37 x 32 - n/as.
Com certificado de autenticidade firmado por Marcos Marcondes - São Paulo. -Excelente paisagista paulistano, aluno de Oscar Pereira da Silva, da Academia Julian - Paris, e da Escola Nacional Superior de Belas Artes de Paris, entre 1912 e 1918. Foi membro da Comissão de Orientação Artística de São Paulo em 1944. Expôs no Salão dos Artistas Franceses e em diversas exposições coletivas e individuais. TEODORO BRAGA, pág. 61/62; PONTUAL, pág. 102; MEC, vol. 1, pág. 331; REIS JR., pág. 374; WALMIR AYALA, vol. 1,pág. 160; ITAU CULTURAL, Acervo FIEO, RUTH TARASANTCHI.

097 - HEITOR DOS PRAZERES - (1898 - 1966)
Lance Livre - "Flautistas e sambistas" - ost - 50 x 61 - cid - 11/03/1964 - Rio
Com certificado da família do artista, firmado pelo curador da obra, Sr. Heitor dos Prazeres Filho. -Compositor e pintor, iniciou-se na pintura em 1937. São seus temas preferidos o samba, favelas cariocas, mulatas e malandros. Participou da I Bienal de SP (1951), sendo nela premiado. Mostrou a sua obra em diversas exposições, no Brasil e no exterior. JULIO LOUZADA, vol.11, pág.247; MEC. Vol.3, pág.400; WALMIR AYALA. Vol.2, pág.194; TEIXEIRA LEITE, pág.408; PONTUAL, pag.439; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág.810; LEONOR AMARANTE, pág. 266; 673; Acervo FIEO.

098 - HENRIQUE BERNARDELLI - (1858 - 1936)
Lance Livre - Caça - osm - 68 x 34 - cie
Natural de Valparaíso, Chile, Henrique Bernardelli faleceu no Rio de Janeiro, cidade brasileira que adotou, inclusive a nacionalidade na década de 1870. Frequentou a Academia Imperial de Belas Artes, inclusive como aluno de Zeferino da Costa. Em 1878 viajou para a Itália, encontrando-se com o irmão, Rodolfo, escultor, que gozava merecido prêmio de viagem conquistado na Academia. Foi professor da ENBA-RJ. Os seus trabalhos inculcam um temperamento irriquieto, nervoso, sôfrego de impressões. A sua obra é original, vigorosa, cheia de calor e de ousadia. MEC, vol.1, pág.217/218; WALMIR AYALA, vol.1, pág.96/7; TEIXEIRA LEITE, pág.71, ARTE NO BRASIL, vol.1, pág.32; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 411; ARTE NO BRASIL, pág. 392; F. ACQUARONE.

099 - KARL ERNEST PAPF - (1838 - 1910)
Lance Livre - Plantas - dn - 24 x 20 - cid
Natural de Dresden, Alemanha, veio para o Brasil em 1867 sob contrato do fotógrafo Albert Henschel. Residiu no Recife - Pernambuco, e Salvador-Bahia. Foi exímio retratista, paisagista e pintor de naturezas mortas, destacando-se aí as orquídeas, que o artista cultivava em um esplêndido orquidário, em sua casa de Petrópolis - RJ. BENEZIT, vol. 8, pág. 119; MAYER / 83, págs. 84/957/1081; MEC, vol. 3, pág. 333; PONTUAL, pág. 405; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 162 e 165. TEIXEIRA LEITE pág. 384; ITAÚ CULTURAL.

100 - DJANIRA DA MOTTA E SILVA - (1914 - 1979)
Base: R$ 26.000,00 - Festa - ose - 40 x 50 - cie
Com resquicios de etiqueta de Exposição de Belas Artes, no dorso. Reproduzido sob o nº 66 de catálogo de leilão de abril de 2006 de Renot - São Paulo - SP. -Pintora, desenhista e gravadora, natural de Avaré, SP. Foi aluna de Marcier. A partir de 1942 participa do SNBA, recebendo premiação em 1943, 1944 e 1950. Realizou exposições individuais. Participou de diversas coletivas e salões de arte, nacionais e internacionais, com excelente recepção da crítica especializada. Diz-se que sua pintura é ingênua, mas ela declarava que ingênua, era ela mesma. JULIO LOUZADA vol.1, pág. 336; PONTUAL, pág. 181; TEIXEIRA LEITE, pág. 164; MEC, vol. 2, pág 58; WALMIR AYALA, vol. 1, pág, 263; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 810; ARTE NO BRASIL, pág. 824; Acervo FIEO.

101 - INÁCIO RODRIGUES - (1947)
Lance Livre - Composição - ast - 70 x 100 - cid e d - 1996 - Atibaia - SP
Reproduzido na página 56 do livro "Inácio Rodrigues - Navegador de Espaços" de autoria de Geraldo Edson de Andrade. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 077 deste catálogo.

102 - NICOLA PETTI - (1904 - 1983)
Lance Livre - "Ao sol" - ose - 72 x 98 - cid e d
Ativo em São Paulo, foi também excepcional desenhista, aluno nesta capital, do pintor e professor alemão Georg Ficher Elpons; participou assiduamente do Salão Paulista de Belas Artes, desde sua inauguração em 1933, onde foi muito premiado. MEC, vol. 3, pág. 393; JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 685; ITAU CULTURAL, Acervo FIEO.

103 - KUTKA - (1952)
Lance Livre - Composição - tm - 105 x 75 - ci - 1982
Vicente KUTKA Neto, pintor, gravador e muralista, nasceu em São Paulo, Capital. "(...) Com a queda do muro de Berlim, onde vivia, e portanto com o sonho realizado de chegar ao castelo de Leipzig do outro lado, Kutka recomeça a trabalhar a gravura transpondo e sintetizando em tamanho minúsculo as formas, as cores, as grafias, relevos e texturas encontradas ali." Sheila Leiner, no catálogo da exposição Fuga para Leipzig ..., na Monica Filgueiras-SP. Coletivas desde 1981 (Salões Bunkyo-S), e XXIII Bienal Internacional-SP (1991) e, em 1992, no VII Salão Brasileiro de Arte da Fundação Mokiti Okada-SP. Foi premiado diversas vezes. JULIO LOUZADA, vol 9 , pág 458.

104 - FERNANDO ODRIOZOLA - (1921 - 1986)
Lance Livre - Composição - tm - 16 x 13 - cie - 1967
Fernando Pascual Odriozola nasceu em Oviedo, Espanha e faleceu em São Paulo. Pintor, desenhista e gravador. Começou a pintar em 1936. Veio para o Brasil em 1953 e fixou residência em São Paulo. No ano seguinte, realizou sua primeira exposição individual na Galeria Portinari. O Museu de Arte Moderna de São Paulo dedicou-lhe outra individual, em 1955. Na década de 1960, lecionou no Instituto de Arte Contemporânea da Fundação Armando Álvares Penteado e colaborou como ilustrador nos jornais O Estado de S. Paulo e Diário de S. Paulo, e na revista Habitat. Em 1964, integrou, com Wesley Duke Lee , Yo Yoshitome e Bin Kondo , o Grupo Austral, ligado ao movimento internacional Phases. Participou das 7ª, 8ª, 9ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª e 18ª Bienais Internacionais de São Paulo onde foi premiado na 7ª, 8ª, e 14ª edição; da 7ª Bienal de Tóquio; dos 2º e 5º Panoramas da Arte Atual Brasileira, entre outras. No ano de seu falecimento, o Centro Cultural São Paulo (CCSP) realizou uma exposição retrospectiva póstuma em sua homenagem. JULIO LOUZADA VOL.11, PÁG. 231; MEC VOL.3, PÁG.291; PONTUAL PÁG. 389; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI PÁG. 737; ARTE NO BRASIL PÁG.907; LEONOR AMARANTE PÁG. 143; ACERVO FIEO.

105 - CARLOS MERIDA - (1891 - 1984)
Lance Livre - Composição - tm - 49 x 39 - cid
Desenhista, pintor, muralista, gravador e professor nascido na Cidade da Guatemala, Guatemala e falecido na Cidade do México, México. Seu aprendizado artístico se iniciou na Guatemala (Cidade da Guatemala e Queltzaltenango) e, em Paris (1910-1914), onde teve contato com Pablo Picasso e Amedeo Modigliani. Retornou à Guatemala (1914) e fez sua primeira individual. Em 1919, interessado na revolução artística e social do México, mudou-se para lá e se envolveu na escola de pintura mural mexicana trabalhando como assistente de Diego Rivera. Criou numerosos murais na Guatemala e no México. Em 1942 foi professor da atual Universidade do Norte do Texas. Suas obras podem ser encontradas em muitos museus do mundo. www.adanigallery.com; www.literaturaguatemalteca.org; www..artcyclopedia.com; www.britannica.com; www.latinart.com; www.latinamericanart.com; artnet.com; askart.com; arcadja.com; artprice.com.

106 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - "A parada dos coronéis" - g - 37 x 28 - le
Projeto de capa da revista Fon Fon. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

107 - IVETE KO - (1945)
Lance Livre - Rostos femininos - ost - 69 x 57 - cie - 1977 - Paris
No estado. -Pintora e desenhista ativa em São Paulo. Participou da IX Bienal desta cidade em 1967. O MASP expôs as suas obras em concorrido evento realizado em 1987. Pietro Maria Bardi , em 1971, assim se referiu aos seus desenhos: "Os desenhos de Ivete Ko são de uma artista de talento e numa linha de atualidade, de pouca comunicação e, o que mais me interessa, de conteúdo humano. JULIO LOUZADA , vol. 1 pág. 511;

108 - DJANIRA DA MOTTA E SILVA - (1914 - 1979)
Base: R$ 8.000,00 - Rinha de galos - g e n - 23 x 33 - cie - Reproduzido sob o nº 49 em catálogo de leilão de Evandro Carneiro. -
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 100 deste catálogo.

109 - LOUCO - BOAVENTURA DA SILVA FILHO - (1932 - 1992)
Lance Livre - Profeta - e em m - h = 71 - d
O autor, conhecido como Louco, é natural de Cachoeira, histórica cidade baiana, às margens do rio Paraguaçu. Foi aí que começou seu trabalho. Pouco a pouco suas esculturas tornaram-se amplamente conhecidas, garantindo, para Boaventura, um lugar de destaque entre os artistas populares brasileiros. A partir do reconhecimento de sua obra, participou de exposições significativas como a mostra do Centro Domus, em Milão, Itália; o Espírito Criador do Povo Brasileiro, através da coleção de Abelardo Rodrigues, e Sete Brasileiros e seu Universo, em Brasília. É dele a seguinte explicação para o seu novo nome: "É porque sou louco pra trabalhar! Fui o primeiro artista da cidade. Trabalho com inspiração e amor. Às vezes me afasto de tudo - vou pro mato, fico lá sozinho, sem zuada, só com o meu radinho e os troncos de madeira, despreocupado, longe da mulher, dos dez filhos, dos fregueses. eles conversam muito e atrapalham. E a mulher quer muita coisa, Mulher é como criança, nada chega." (texto extraído do livro O Reinado da Lua - Escultores Populares do Nordeste, de Silvia Rodrigues Coimbra, Flávia Martins e Maria Letícia Duarte - Ed. Salamandra, 1980, págs. 112, 113 e 114).

110 - BOI - (1944)
Lance Livre - Paisagem - ost - 80 x 100 - cid e d - 1976/1978
José Carlos Boi Cezar Ferreira nasceu em Marília, SP. Pintor, desenhista, escultor, vive e trabalha em São Paulo. Assina Boi. Cursou desenho na Chouinard Art School, LosAngeles, Estados Unidos (1968 - 1969). Quando voltou, freqüentou a Escola Brasil (1970 - 1973) onde foi aluno de Carlos Fajardo, Luiz Paulo Baravelli,Frederico Nasser, José Resende e, em 1974, torna-se professor de arte da escola. Realiza a primeira individual no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand - MASP, em 1976, quando também recebe o prêmio de viagem ao exterior no 7º Salão Paulista de Arte Contemporânea. Viaja para a Europa no ano seguinte. Participou também, em São Paulo, do Panorama da Arte Atual Brasileirano MAM, em 1974, e da Bienal Internacional , em 1985, entre muitas individuaise mostras oficiais. ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA VOL. 2, PÁG. 145; VOL. 13,PÁG.43; www.nararoesler.com.br; www.fundacaostickel.org.br; sp-arte.com/web/artistas;www.artcanal.com.br/oscardambrosio.

111 - TUNEU - (1948)
Lance Livre - Composição - lito. 9/100 - 30 x 45 - cid - 1988
Nascido Antonio Carlos Rodrigues, em São Paulo, Capital. Desenhista e pintor, começou a desenhar profissionalmente por volta de 1960. Foi orientado por Tarsila do Amaral em 1966, mesmo ano que começou a participar de exposições. Artista renomado, Tuneu figurou em diversas exposições importantes no país, que trouxeram o panorama da arte dos dias de hoje. JULIO LOUZADA, vol. 12 pág. 410; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 764; LEONOR AMARANTE, pág.185, Acervo FIEO.

112 - LOTHAR CHAROUX - (1912 - 1987)
Lance Livre - Composição - g - 25 x 10 - cid
Pintor e desenhista austríaco, natural de Viena, transferiu-se para o Brasil em 1928, fixando residência em São Paulo, Estudou no Liceu de Artes e Ofícios da cidade, onde conheceu Valdemar da Costa, com ele fazendo aprendizado de pintura a partir de 1940. Artista estável, sua evolução não sofreu sobressaltos, uma vez formado numa linguagem linear de sensibilidade pessoal, despojada e exigente, rigorosamente artesanal. PONTUAL, pág. 131; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI pág. 645; ARTE NO BRASIL, pág. 798; Acervo FIEO.

113 - ROBERTO MAGALHÃES - (1940)
Lance Livre - Figuras - xilo. P. A. - 28 x 35 - cid - dec. 60
Gravador e desenhista, praticamente autodidata, fez rápidos estudos na antiga ENBA, no Rio de Janeiro, sua cidade natal, onde é ativo. Desde 1963 participa de coletivas e salões, tendo recebido diversas premiações. É desenhista festejado pela crítica especializada. PONTUAL, pág. 328; ITAÚ CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 966; LEONOR AMARANTE, pág. 143. Acervo FIEO.

114 - JEAN GUILLAUME - (1912 - 1985)
Lance Livre - Barcos - ost - 117 x 82 - cie - 1962
Nascido em Bayonne, França, em 26/5/1912 e falecido em Cabo Frio, Brasil, onde era ativo desde 1961. Estudou em Bordeaux e Paris. Frequentou a Académie de la Grande Chaumière, onde tornou-se amigo de Bernard Buffet, dentre outros mestres da época. No Brasil desde 1951, expos regularmente no Rio de Janeiro e outras cidade da América do Sul. JULIO LOUZADA, vol. 2, pág. 480; ITAU CULTURAL.

115 - LULA CARDOSO AYRES - (1910 - 1987)
Lance Livre - "Casamento na roça" - g - 20 x 25 - n/as. - c. 1940
Com certificado de autenticidade firmado por João Cardoso Ayres Neto. -Natural do Recife, PE, foi pintor e desenhista, tendo se iniciado artisticamente sob a orientação de Henrich Moser, naquela mesma cidade. Estudou no Rio de Janeiro com Carlos Chambelland e na antiga ENBA até 1930, onde foi aluno de Rodolfo Amoedo. Foi contemporâneo nessa escola de Portinari, Teruz, Oswaldo Teixeira, Joaquim da Rocha Ferreira e Orózio Belém. A partir de 1933, já de volta à sua terra natal, dedica-se totalmente aos temas regionais. JULIO LOUZADA vol. 1, pág. 31; TEIXEIRA LEITE, pág. 293; WALTER ZANINI, pág. 637; ARTE NO BRASIL, pág. 879; Acervo FIEO.

116 - LEVINO FANZERES - (1884 - 1956)
Lance Livre - Pôr do sol - ostcc - 19 x 27 - cid
No estado. - Pintor e professor. Estudou no Liceu de Artes e Ofícios e na antiga ENBA, ambas no Rio de Janeiro, recebendo nesta última, orientação de Zeferino da Costa e de João Batista da Costa. Excepcional colorista, interpreta com sentimento e honestidade o momento da natureza que se propõe a retratar, e sempre com admirável êxito. TEIXEIRA LEITE, pág.190; PONTUAL, pág.201; JULIO LOUZADA vol.2, pág.387; ITAU CULTURAL.

117 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Gato - ast - 40 x 50 - cid e d - maio de 2003 - São Paulo
Com certificado de autenticidade emitido pelo Estúdio Aldemir Martins. - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

118 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Figuras - a - 37 x 28 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

119 - JOÃO DUTRA - (1893 - 1984)
Lance Livre - Paisagem - ostcc - 25 x 34 - cie
Nasceu em Rio Claro, SP, e faleceu em Piracicaba-SP. Descendente da família Dutra, composta de pintores ativos em São Paulo a partir do Séc. XVIII durante várias gerações. Expôs pela primeira vez em 1919, em São Paulo, onde realizaria outras mostras até 1937. Participou do SNBA, recendo medalha de prata. Destacou-se como autor de naturezas mortas. TEODORO BRAGA, pág. 85; MEC, vol. 2, pág. 84; TEIXEIRA LEITE, pág. 171; PONTUAL, pág. 186; ITAU CULTURAL, RUTH TARASANTCHI.

120 - FRANCISCO REBOLO GONSALES - (1903 - 1980)
Base: R$ 18.000,00 - "Mulher e flor" - ose - 66 x 48 - cid - 1966
Ex-coleção Napoleão de Carvalho - São Paulo - SP. Esta obra participou da "Mostra Retrospectiva 40 anos de Pintura Rebolo" no Museu de Arte Moderna de São Paulo, abril de 1973. -Grande pintor paulistano, um dos principais membros do Grupo Santa Helena e da Família Artística Paulista, Rebolo é acima de tudo um paisagista de colorido suave e desenho sensível. MEC, vol. 4, pág. 28/29; TEODORO BRAGA, pág. 202/3; PONTUAL, pág. 447/448; REIS JR., pág. 382; TEIXEIRA LEITE, pág. 433/434/435.; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 584; LEONOR AMARANTE, pág. 13; ARTE NO BRASIL; Acervo FIEO.

121 - MARíLIA KRANZ - (1937)
Lance Livre - Composição - lito. 48/100 - 30 x 62 - cid
Pintora, desenhista, gravadora e escultora. No Rio de Janeiro, cursa a Escola Nacional de Belas Artes - Enba, em 1956 e estuda com Caterina Baratelli, em 1963. Faz sua primeira exposição individual em 1968 na Galeria Oca. Em 1989, executa um painel para o Rockfeller Plaza em Nova York, Estados Unidos. ITAÚ CULTURAL. -

122 - EUGÊNIO DE PROENÇA SIGAUD - (1889 - 1979)
Lance Livre - "Carregando cimento" - enc. - 33 x 41 - cse e d - 1975
Estudou desenho na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro com Modesto Brocos, formando-se em arquitetura em 1932, nessa mesma escola. A partir de 1935, dedicou-se à pintura mural e, de 1937, à pintura de temas sociais, com predominância de motivos de operários em construção e trabalhadores rurais. Caracteriza-se por uma grande versatilidade técnica, sendo dos raros pintores brasileiros a utilizar, lado a lado, o óleo, a têmpera e a encáustica, além da aquarela e do guache. Participou do Núcleo Bernardelli. PONTUAL, pág. 489; MEC, vol. 4, pág. 243; TEIXEIRA LEITE, pág. 475 e 476; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 324 a 327; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 579; ARTE NO BRASIL, pág. 763, Acervo FIEO.

123 - ANTONIO AUGUSTO MARX - (1919 - 2008)
Lance Livre - Vaso de flores - ost - 70 x 60 - cid
Arquiteto e pintor ativo em São Paulo, onde participa de mostras coletivas a partir de 1966, com reconhecimento de crítica e público. Artista de muitos recursos técnicos, suas obras tem como tema a paisagem, do campo e da cidade, com conteúdo de atmosfera, côr e equilibrio. MEC vol.3, pág. 99; PONTUAL, pág. 346; JULIO LOUZADA vol.11, pág. 203; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 803, Acervo FIEO.

124 - LIONELLO BERTI - (1927 - 1976)
Lance Livre - Figura - ost - 70 x 100 - cid
Natural de Florença, Itália, onde fez seu aprendizado com Ottone Rosai na Academia de Belas-Artes de Florença. No Brasil desde 1957 (Rio de Janeiro, depois Ribeirão Preto-SP, onde faleceu), participou de diversas coletivas, recebendo premiações. Sua obra tem estilo expressionista. TEIXEIRA LEITE, pág. 74; JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 84.

125 - RUBENS GERCHMAN - (1942 - 2008)
Lance Livre - Figura - a - 35 x 24 - cid - dec. 1980
Reproduzido sob o nº 325 em catálogo de leilão de Soraia Cals, Rio de Janeiro - RJ, realizado no mês de agosto de 2012. -Pintor, desenhista, gravador, escultor nascido no Rio de Janeiro e falecido em São Paulo. Em 1957, freqüenta o Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro, onde estuda desenho. Faz curso de xilogravura com Adir Botelho e freqüenta a Escola Nacional de Belas Artes - Enba, entre 1960 e 1961. Em 1967, é contemplado com o prêmio de viagem ao exterior no 16º Salão Nacional de Arte Moderna e viaja para os Estados Unidos. Reside em Nova York entre 1968 e 1972. Retorna ao Brasil e faz o roteiro, a cenografia e a direção do filme 'Triunfo Hermético' e os curtas 'ValCarnal' e 'Behind the Broken Glass'. De 1975 a 1979, assume a direção da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, RJ. É co-fundador e diretor da revista 'Malasartes'. Em 1978, viaja para os Estados Unidos com bolsa da Fundação John Simon Guggenheim. Em 1982, permanece por um ano em Berlim como artista residente, a convite do Deutscher Akademischer Austauch Dienst - DAAD [Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico]. Realizou diversas exposições individuais e participou de muitas mostras oficiais no Brasil e pelo mundo recendo prêmios na Bienal de São Paulo (1965), Bienal de Salvador, BA (1966), Bienal de Cali, Colômbia (1967, 1970). JULIO LOUZADA VOL. 1, PÁG. 417; PONTUAL, PÁG. 235; TEIXEIRA LEITE, "in" A GRAVURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, PÁG. 734; ARTE NO BRASIL, PÁG. 974; LEONOR AMARANTE, PÁG. 143, MEC VOL. 2, PÁG. 246; Acervo FIEO.

126 - MASSIMO CAMPIGLI - (1895 - 1971)
Lance Livre - Meninas - xilo. P. A. - 36 x 51 - cid - 1952
Importantíssimo pintor italiano, nascido em Florença, e falecido em Saint-Tropez, França. Pintor exemplar, fez de tema central de seus trabalhos a busca pelo passado, o elogio à tradição, contrariamente à maioria dos artistas das vanguardas do século XX, que buscavam romper tanto com o passado, como com a tradição. Nascido em Florença, foi criado com a presença exclusiva da mãe, o que lhe provocou um grande fascínio pelo universo feminino, visível em sua obra. Trabalhou como jornalista em Milão, sendo enviado especial do 'Corriere della Sera'. Prestou serviço militar na I Guerra. Ao retornar, em 1919, sua inclinação pela pintura se manifesta de forma incisiva, começando a pintar como autodidata. Decidido a buscar novo cenário para desenvolver sua arte, instala-se em Paris, neste mesmo ano, onde vai realmente encontrar as bases para a criação de seu estilo pessoal. Durante a década de trinta, foi encarregado de fazer murais para várias instituições na Itália, entre elas, a Universidade de Pádua. Na década de quarenta, Campigli passou a morar em Milão. Representado em muitas coleções públicas da Europa e da América, foi talvez o pintor italiano mais reconhecido internacionalmente, em seu tempo. A pintura de Campigli teve, pode-se dizer, duas fases. Uma próxima da pintura de Pablo Picasso, e das formas cilíndricas de Fernand Léger, em 1920. Outra seria aquela em que ele, fascinado pela arte antiga, principalmente, pela arte estrusca e de Pompéia, desenvolve, de forma sutil, um diálogo entre elementos antigos e modernos que se combinam na sua pintura. BENEZIT, vol. 2, pág. 486 e 487. ART PRICE ANNUAL 2000

127 - LUCILIO DE ALBUQUERQUE - (1877 - 1939)
Lance Livre - Paisagem - ostcc - 18 x 29 - cie
Natural de Barras, PI, Lucílio de Albuquerque frequentou a ENBA no Rio de Janeiro, onde foi aluno de Zeferino da Costa, Rodolfo Amoedo e Henrique Bernardelli. Expõe pela primeira vez em 1902, recebendo menção e premiações neste e nos demais certames de que participou (1904, 1907 e 1912). Profesor, foi iniciador de Portinari. Artista de vários gêneros, destacou-se como paisagista e pintor de figuras. Foi casado com a artista Georgina de Albuquerque. JULIO LOUZADA, vol. 13, pág. 196; TEIXEIRA LEITE, pág. 16; PONTUAL, pág. 10; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág.455; ARTE NO BRASIL, pág. 564, Acervo FIEO.

128 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Chama - e em b - h = 23 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

129 - MICHELE BRIL - (1953)
Lance Livre - "Caleibioscópio 5" - tm - 59 x 44 - cid - 1979
Com etiquetas da exposição "Panorama de Arte Atual Brasileira" realizada pelo Museu de Arte Moderna de São Paulo e do "II Salão Nacional de Artes Plásticas" realizado pela FUNARTE - Rio de Janeiro. -Pintora, desenhista, ilustradora, artista intermídia, gravadora. Recebe Bolsa/ateliê concedida pela Cité Internationale des Arts, e vive em Paris, França, entre 1976 e 1978. Nesta cidade, integra a cooperativa de artistas Cairn e publica uma série de desenhos alquímicos pela livraria La Table D'émeraude. De volta ao Brasil, funda e dirige o Grupo Quebranto - grupo interdisciplinar de pesquisa em artes visuais, teatro, dança e música - com o qual representa o Brasil no Festival Internacional de Teatro de Grupos, em Zacatecas, México, em 1980. ITAÚ CULTURAL. -

130 - EUGÊNIO DE PROENÇA SIGAUD - (1889 - 1979)
Lance Livre - "Operários" - ost - 101 x 81 - cie e d - 1961
Ex-coleção Anníbal Uzêda de Oliveira - Rio de Janeiro - RJ. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 122 deste catálogo.

131 - LUIS PAULO BARAVELLI - (1942)
Lance Livre - "Bairro do Paraíso" - ost - 30 x 60 - d - 1973
Paulistano, BARAVELLI é pintor, desenhista, escultor, arquiteto e artista gráfico, formado em desenho e pintura na FAAP-SP, e em arquitetura na USP. Aperfeiçoou-se em pintura com Wesley Duke Lee. Fundos a Escola de Arte Brasil, juntamente com Carlos Alberto Fajardo, José Resende e Frederico Nasser. É um pesquisador de múltiplas técnicas e materiais, desde o desenho e a pintura até a escultura e o objeto, desde o ferro e a madeira até o acrílico e a fórmica. É artista contemporâneo de expressão e reconhecimento da crítica especializada. JULIO LOUZADA vol.2, pág. 98; TEIXEIRA LEITE, pág. 55; ITAÚ CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 908; LEONOR AMARANTE, pág. 154; Acervo FIEO.

132 - MARCELO GRASSMANN - (1925)
Lance Livre - Guerreiro - grav. P. A. - 25 x 32 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 076 deste catálogo.

133 - MILTON DACOSTA - (1915 - 1988)
Lance Livre - Vênus - dlc - 17 x 19 - cid - 1971
Pintor, desenhista, gravador, ilustrador. Milton Rodrigues da Costa nasceu em Niterói, RJ e faleceu no Rio de Janeiro. Iniciou estudos de desenho e pintura, em 1929, com o professor alemão August Hantv. No ano seguinte matriculou-se no curso livre de Marques Júnior, na Escola Nacional de Belas Artes. Junto com Edson Motta, Bustamante Sá e Ado Malagoli , entre outros, criou o Núcleo Bernardelli em 1931. Viajou para Estados Unidos em 1945, com o prêmio de viagem ao exterior do Salão Nacional de Belas Artes do ano anterior. Na cidade de Nova York, estudou na Art's Students League of New York. Em 1946, foi para a Europa e após visita a vários países, fixou-se em Paris, onde estudou na Académie de La Grande Chaumière. Conheceu Pablo Picasso, por intermédio de Cícero Dias, e freqüentou os ateliês de Georges Braque e Georges Rouault. Expôs no Salon d'Automne (Paris) e regressou ao Brasil em 1947. Em 1949, casou-se com a pintora Maria Leontina e passou a residir em São Paulo. Realizou muitas exposições individuais e também recebeu prêmios nas Bienais Internacionais de São Paulo (1955, 1957). TEODORO BRAGA, PÁG. 163; WALMIR AYALA, VOL. 1, PÁG. 229; MEC, VOL. 2, PÁG. 13; BENEZIT, VOL. 3, PÁG.315; ITAU CULTURAL; PONTUAL, PÁG. 155; WALTER ZANINI, PÁG. 573; ARTE NO BRASIL, PÁG. 763; LEONOR AMARANTE, PÁG. 63; ACERVO FIEO.

134 - MARIA LEONOR APPE - (1933)
Lance Livre - Frutas - ost - 100 x 50 - cid - 2012
Nasceu em Santos, SP, no dia 22 de maio, transferindo residência para a Capital com a família em 1942, onde reside e é ativa. Desde cedo acompanhava o trabalho do pai, então pintor amador, que procurava incentivá-la nas artes plásticas. Autodidata, após o falecimento do pai em 1968, dedica-se à pintura, recebendo ensinamentos dos mestres Nestor Peres, Colete Pujol e Waldemar da Costa. A partir de 1990 dedica-se totalmente à pintura e à aquarela; integra a Diretoria da Associação Paulista de Belas Artes, da qual é sócia benemérita e conselheira perpétua. Participou de diversos certames oficiais, com premiações várias, tais como medalhas de bronze e de prata.

135 - WEGA NERY - (1912 - 2007)
Lance Livre - Composição - dn - 65 x 46 - cid - 1959
Com desenho no dorso. -Natural de Corumbá-MT, estudou desenho e pintura na Escola de Belas Artes em São Paulo entre 1946 e 1949. Nos anos 50, aperfeiçoou estudos com Joaquim da Rocha Ferreira, Yoshiya Takaoka e Samson Flexor. Participou do Grupo Guanabara em 1952 e do Atelier-Abstração, liderado por Samson Flexor, em 1953. Expõs individualmente a partir de 1955. Recebeu o prêmio de melhor desenhista nacional em 1957 e o prêmio aquisição nacional em 1963. PONTUAL, pág. 551; TEIXEIRA LEITE, pág. 541, JULIO LOUZADA vol.9, pág. 919; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 682; ARTE NO BRASIL, pág. 942; LEONOR AMARANTE, pág. 57.

136 - MONTEZ MAGNO - (1934)
Lance Livre - Composição - p - 55 x 39 - cid - 1962
No estado. - Pintor, escultor, artista intermídia, escritor e ilustrador nascido na cidade pernambucana de Timbaúba. Estudou desenho e pintura, entre 1953 e 1966, bem como realiza sua primeira exposição individual no Instituto dos Arquitetos do Brasil em 1957, em Recife. A partir de 1960, publica artigos e pesquisas sobre arte em jornais brasileiros. Com o Prêmio recebido no I Salão Global do Nordeste, viaja para Europa e Argélia a estudos em 1975. De volta ao Brasil, leciona escultura na Universidade Federal da Paraíba. Ilustra o livro O Diabo na Noite de Natal, de Osman Lins, e vários livros de sua própria autoria. Participou de diversas coletivas, entre elas: Bienal Internacional de São Paulo, entre 1959 e 1967 (Prêmio Aquisição, 1967); Salão de Pintura, no Museu do Estado, Recife, 1960 ( Primeiro Prêmio de Pintura); Salão Paulista de Arte Moderna, São Paulo, 1962 e 1963 (Medalha de Prata, 1962); Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, entre 1965 e 1975 (Isenção de Júri, 1967); Bienal Nacional de Artes Plásticas, Salvador, 1966 e 1968 (Prêmio Pesquisa, 1966); Panorama da Arte Atual Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo,1971 e 1972; Bienal de Valparaíso, Chile, 1985; Bienal de Havana, Cuba, 1989; 15 Artistas Brasileiros, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, 1996. JULIO LOUZADA, vol. 3, pag. 755; ITAU CULTURAL; MEC, WALTER ZANINI.

137 - IVAN SERPA - (1923 - 1973)
Lance Livre - Composição - g - 24 x 19 - cid
Pintor, desenhista, gravador e professor, estudou com Axel Leskoschek no Rio de Janeiro. Participou da Divisão Moderna do SNBA (1947-1951). Foi um dos precursores do concretismo no Brasil, criando ao lado de Aluisio Carvão, Lígia Clark, Hélio Oitica e outros o Grupo Frente, que se manteve ativo de 1954 a 1956, inclusive com exposições no Rio de Janeiro. Ivan Serpa possui invejável e extenso curriculum de vida artística, passando de exposições coletivas, a grandes retrospectivas de sua obras. Há um reconhecimento nacional da importância de sua atividade, tratando-se de um dos grandes artistas nacionais. PONTUAL, pág 486; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 605; ARTE NO BRASIL, pág. 840; LEONOR AMARANTE, pág. 26; Acervo FIEO.

138 - COLETTE PUJOL - (1913 - 1999)
Lance Livre - Flores - ost - 70 x 50 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 074 deste catálogo.

139 - VASCO PRADO - (1914)
Lance Livre - Casal - e em c - h = 24 - ass.
Escultor, desenhista e gravador, VASCO PRADO abriu seu primeiro ateliê em 1941. Bolsista do governo francês, estudou na França na Escola de Belas Artes de Paris, tendo recebido ensinamentos de Fernand Léger. De volta ao Brasil em 1951, foi um dos fundadores do Clube de Gravura de Porto Alegre, ao lado de Scliar. Artista atuante, VASCO PRADO valoriza a sua arte pelo esmero e originalidade de suas obras. JULIO LOUZADA vol.9, pág. 699; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 711; ARTE NO BRASIL, pág. 842.

140 - ORLANDO TERUZ - (1902 - 1984)
Base: R$ 22.000,00 - Briga de galos - ostcm - 60 x 73 - cid
Reproduzido no convite deste leilão. - Natural do Rio de Janeiro, RJ, foi aluno de Rodolfo Chambelland e Batista da Costa na antiga ENBA. Participa do SNBA a partir de 1924, ganhando diversas premiações, inclusive o prêmio de viagem ao exterior. Diversos e importantes museus do mundo tem obras suas, inclusive o Hermitage de Moscou. TERUZ encanta pela sua apurada técnica e temas, seus personagens e suas cores. TEODORO BRAGA- pág. 226; PONTUAL- -págs. 520/1; WALMIR AYALA, vol. 2-págs. 379/81; MEC, vol. 4-pág. 383; TEIXEIRA LEITE, pág. 505; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 578, Acervo FIEO.

141 - MICK CARNICELLI - (1893 - 1967)
Lance Livre - Paisagem - osm - 20 x 34 - cie
Pintor ativo em São Paulo. Participou da coletiva 50 Anos de Paisagem Brasileira, São Paulo (1956), representado por obras em coleções paulistas; Paisagem Urbana, na Biblioteca Municipal de São Paulo;Santo André (1951), coleção João Amoroso Neto; e Coração de Jesus, coleção Lourdes Milliet. Participou, também, da I Bienal de São Paulo(1951) com as obras: Pátio de Manobras da Sorocabana e Subúrbio. MEC ,vol. 1, pág.359; JULIO LOUZADA, vol. 10 , pág. 595; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 630. Acervo FIEO.

142 - YOSHIYA TAKAOKA - (1909 - 1978)
Lance Livre - Vila Européia - a - 36 x 46 - cid - 1967
Reproduzido sob o nº 260 em catálogo de leilão de Evandro Carneiro. -Pintor e desenhista nascido em Tóquio, Japão, veio para o Brasil em 1925, fixando-se no interior de São Paulo, trabalhando na lavoura. Mudou-se para São Paulo, onde ganhava a vida vendendo pastéis, fazendo caricaturas e como pintor de paredes. Foi aluno de Bruno Lechowsky no Rio de Janeiro. Foi um dos fundadores do Grupo Seibi, que reuniu artistas plásticos da colônia japonesa em São Paulo (1935). Fundou em 1948, juntamente com Geraldo de Barros e Antonio Carelli, o Grupo dos Quinze. Viveu em Paris de 1952 a 1953, estudando técnica de mosaico; Freqüentou o Núcleo Bernardelli, onde se ligou de amizade a Pancetti. Participou de diversos salões e exposições, nacionais e estrangeiras, recebendo diversas premiações. PONTUAL, pág. 510; TEIXEIRA LEITE, pág. 490; MEC, vol. 4, pág. 352; TEODORO BRAGA, pág. 220; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 361; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 579; ARTE NO BRASIL.

143 - RENOT - (1932)
Lance Livre - Mulheres - tm - 29 x 21 - csd - 2008
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 054 deste catálogo.

144 - NORMANDO MARTINEZ - (1955 - 2001)
Lance Livre - Composição - tm - 56 x 65 - cie
Pintor com diversas exposições individuais e coletivas realizadas, tais como: Individual : 2011 - São Paulo - São Paulo - Brasil - Gestos (2011 : São Paulo, SP) - Jo Slaviero & Guedes Galeria de Arte (São Paulo, SP) Coletivas: 1974 - São Paulo - São Paulo - Brasil - Bienal Nacional 74 (1974 : São Paulo, SP) - Fundação Bienal (São Paulo, SP) Campinas - São Paulo - Brasil - Salão de Arte Contemporânea de Campinas (9. : 1974 : Campinas, SP) - Museu de Arte Contemporânea José Pancetti (Campinas, SP) 1998 - São Paulo - São Paulo - Brasil - Traços e Formas (1998 : São Paulo, SP) - Jo Slaviero Galeria de Arte (São Paulo, SP) . ITAÚ CULTURAL.-

145 - FANG, CHEN KONG - (1931)
Lance Livre - Maternidade - ost - 55 x 65 - cid - 1986
Pintor, desenhista e gravador. Ativo em São Paulo, estudou com Y. Takaoka; expôs nos Salões de Belas Artes de São Paulo e do Rio de Janeiro, obtendo diversas premiações. Tem obras em coleções particulares e na Pinacoteca de São Paulo. MEC, vol. 2, pág. 124; JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 366; TEIXEIRA LEITE, pág. 189; PONTUAL, pág. 201.; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

146 - JOAQUIM TENREIRO - (1906 - 1992)
Lance Livre - Máscara - dn e g - 46 x 32 - cid
Com autenticação no dorso pela filha do autor. -Português da cidade de Melo, Serra da Estrela, foi discípulo do Núcleo Bernardelli e de Quirino Campofiorito, no Rio de Janeiro-RJ. Fixou residência definitiva no Brasil no ano de 1929. Fez o Curso de Desenho do Liceu Português, onde conquista o prêmio Joaquim Alves Meira, a maior láurea daquele estabelecimento. Tem pinturas suas figurando no MAM-SP, no MNBA e Museu Manchete-RJ. Mário Barata escreve a seu respeito: " Depois de uma fatura limpa, de acabamento preciso e claro, Tenreiro, mesmo prosseguindo com certo rigor estilistico, cedeu, ultimamente, 'a tentação das densidades de matéria e ao cromatismo baixo, 'as vezes terroso, cinza, que o informal bastante generalizou." É o renovador do mobiliário brasileiro, responsável por toda uma linha de criação em que a funcionalidade se alia o bom gosto e o aproveitamento racional dos materais do País. MEC, vol.4, págs.381 E 382; PONTUAL, pág.520,; TEIXEIRA LEITE, pág.504; WALMIR AYALA, vol.2, pág.376 e 377 ; JULIO LOUZADA, vol.11, pág.320; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 580; ARTE NO BRASIL, pág. 763.

147 - MOACIR ALVES - (1904 - 1982)
Lance Livre - Paisagem de Itatiaia - ost - 46 x 54 - cid e d - 1953 - Itatiaia
Carioca de nascimento, diplomou-se em arquitetura na antiga Universidade do Brasil. Anos mais tarde tornou-se membro e ocupou o cargo de secretário da Sociedade Brasileira de Artes do Rio de Janeiro. Começou a participar de coletivas em 1930, sendo grande o número de premiações.Possui obras no antigo Palácio da Fazenda (RJ) e na sede na Light, em Toronto, Canadá. JULIO LOUZADA vol.9, pág. 38; ITAÚ CULTURAL.

148 - RUBEM VALENTIM - (1922 - 1991)
Lance Livre - "Emblema 86" - ast - 22 x 27 - d - Brasilia - DF
Baiano de Salvador, autodidata, Rubem Valentin pinta desde meados de 1940. Sua primeira coletiva foi em 1949, no Salão Baiano de Belas Artes, do qual participaria outras vezes, recebendo premiações. Viveu no Rio de Janeiro e na Europa, fixando residência permanente em Brasil, DF, há mais de 20 anos. O artista assim explicava a sua arte: "Minha linguagem plástico-visual signográfica está ligada aos valores míticos profundos de uma cultura afro-brasileira (mestiça-animista-fetichista). Com o peso da Bahia sobre mim - a cultura vivenciada; com o sangue negro nas veias - o atavismo; com os olhos abertos para o que se faz no mundo - a contemporaneidade; criando os meus signos-símbolos procuro transformar em linguagem visual o mundo encantado, mágico, provavelmente místico que flui continuamente dentro de mim". PONTUAL, pág.532; WALMIR AYALA, vol.2, págs.395 a 397; TEIXEIRA LEITE, pág.517; MEC, vol.4, pág.443; JULIO LOUZADA, vol.11, pág.330; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 682; ARTE NO BRASIL, pág. 874; LEONOR AMARANTE, pág. 257, Acervo FIEO.

149 - OCTÁVIO ARAÚJO - (1926)
Lance Livre - Surreal - lito. 27/100 - 62 x 44 - cid - 1972
Este importante artista brasileiro nasceu em Terra Roxa, SP. Em São Paulo foi aluno de Edmundo Migliaccio e José Barchitta, e teve por colegas, dentre outros, Luiz Sacilotto e Marcelo Grassmann, ao lado de quem, no Rio de Janeiro, com 20 anos de idade, expôs pela primeira vêz. Em 1947 integrou o Grupo dos 19. Trabalhou para Portinari em Paris, na confecção do grande mural Pescadores, com quem aprendeu a disciplina e a consciência profissional. Expôs em viagens que fêz pela China, na então União Soviética e nos Estados Unidos. Na sua obra é destaque a figura da mulher, em leitura ora fantástica, ora mágica, mas sempre perturbadora. TEIXEIRA LEITE, pág. 34; ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 71; ARTE NO BRASIL, pág. 803; WALTER ZANINI, pág. 645; Acervo FIEO.

150 - ANATOL WLADYSLAW - (1913 - 2004)
Lance Livre - "Abstração lírica" - ost - 45 x 54 - cid e d - 1961
Pintor e desenhista nascido em Varsóvia, Polonia; faleceu em São Paulo, aos 91 anos de idade. No Brasil desde 1930, fixou residência em São Paulo, naturalizando-se brasileiro. Dedicou-se à pintura e ao desenho a partir de 1946, participando da I à IX Bienal, recebendo diversas premiações. Formado em engenharia no Mackenzie, tornou-se um dos pioneiros da arte abstrata, participando ativamente do movimento Ruptura, ao lado de Valdemar Cordeiro, Lothar Charoux e Luiz Sacilotto. Figura no acervo do MAM-RJ e MNBA de Buenos Aires. JULIO LOUZADA, VOL, 4, pág, 1177. MEC, VOL, 4 pág, 512. TEIXEIRA LEITE, pág, 544. WALMIR AYALA, VOL 2. pág, 442; PONTUAL, pág. 553; ITAÚ CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 921.

151 - ORLANDO TERUZ - (1902 - 1984)
Lance Livre - Maternidade - ose - 45 x 27 - cid e d - 1968 - Rio
Reproduzido sob o nº 61 em catálogo de leilão de Renot - São Paulo - SP. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 140 deste catálogo.

152 - SAMSON FLEXOR - (1907 - 1971)
Lance Livre - Composição - g - 17 x 23 - cid - 1951
Pintor nascido na Romênia, estudou em Paris, onde fez em 1927 sua primeira individual, radicando-se em 1946 em São Paulo, onde faleceu. Foi um dos pioneiros do abstracionismo no Brasil, tendo criado em 1948 o Atelier Abstração. Em 1968 sua obra foi objeto de importante retrospectiva no MAM-RJ. BENEZIT vol. 4, pág. 402; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 313/4; TEIXEIRA LEITE, pág. 198; PONTUAL, pág. 217/8; MEC, vol. 2, pág. 179 e 180; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 917; LEONOR AMARANTE, pág. 75; WALTER ZANINI, pág. 643, Acervo FIEO.

153 - OSWALDO TEIXEIRA - (1905 - 1974)
Lance Livre - Estudo - dl - 46 x 33 - cie - 1944 - Rio de Janeiro-RJ
Nascido e falecido no Rio, participou de inúmeras mostras nacionais e internacionais, com várias premiações. Foi por vários anos diretor do MNBA do Rio de Janeiro. TEODORO BRAGA, pág. 225; WALMIR AYALA vol.2, pág.373; MEC vol.4, pág. 378; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 573; ARTE NO BRASIL, pág. 577, Acervo FIEO; F. ACQUARONE, pág. 227.

154 - GEDLEY BELCHIOR BRAGA - (1967)
Lance Livre - Composição - asc - 22 x 28 - d - 1987
Pintor, desenhista e artista multimídia nascido em Divinópolis, MG. Residiu em Belo Horizonte de 1983 a 1993 onde cursou a Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. Também estudou desenho e pintura com Inimá de Paula, Carlos Fajardo e Marco Tulio Resende. Especializou-se em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis. Concluiu o Mestrado e o Doutorado na Universidade de São Paulo. Participou de muitos Salões e mostras oficiais no Brasil e Exterior. Realizou exposições individuais em: Divinópolis, MG (1993, 1995); Belo Horizonte, MG (1993, 1995); Brasília (1995); Passos, MG (1995);Uberlândia, MG (2005) e São Paulo (2005, 2008). ITAU CULTURAL.

155 - DURVAL PEREIRA - (1918 - 1984)
Lance Livre - Paisagem - ost - 70 x 50 - cie
Nascido e falecido em São Paulo, DURVAL PEREIRA foi pintor e professor ativo em São Paulo. Premiado com a Menção Honrosa no SPBA em 1944, passou a viver exclusivamente da pintura. Pintava ao ar livre aos domingos com os pintores Salvador Rodrigues, Salvador Santisteban, Cirilo Agostinho, Jaime Dinis, Djalma Urban, Innocencio Borghese, e outros. Premiado praticamente em todos os Salões de que participou. Recebeu ao todo, 15 comendas das mais importantes do Brasil. Nos últimos três anos de sua vida, recebeu todos os Primeiros Prêmios e Medalhas de Ouro nas exposições de Paris, Rouen, Lyon, Roma, Miami e Milão. MEC, vol. 3, pág. 368; JULIO LOUZADA, vol. 1, págs. 749/750/751. ITAU CULTURAL; Acervo FIEO.

156 - ANTONIO HENRIQUE AMARAL - (1935)
Lance Livre - Figura - p - 34 x 24 - cid - cerca de 1970
Com estudo no dorso. -Gravador, desenhista e pintor, foi aluno de Lívio Abramo no MAM / SP, e de Shiko Munakata, no Pratt Graphic Art, em Nova York. Artista consagrado nacional e internacionalmente. WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 37; MEC, vol. 1, pág. 73; PONTUAL, pág. 21;TEIXEIRA LEITE, pág. 23 a 25; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 754; ARTE NO BRASIL, pág.903; LEONOR AMARANTE, pág. 170; Acervo FIEO.

157 - MARIO GRUBER - (1927 - 2011)
Lance Livre - "Fantasiado de vermelho" - ost - 80 x 70 - cid e d - 2006
Pintor e gravador, Gruber foi um dos principais artistas de São Paulo desde quando, ainda muito jovem, tomou parte no Grupo dos 19. PONTUAL, pág. 253; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 370; MEC, vol. 1, pág. 466; JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 448; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág.649; ARTE NO BRASIL, pág. 803; LEONOR AMARANTE, pág. 376; Acervo FIEO.

158 - DANILO DI PRETE - (1911 - 1985)
Lance Livre - Composição - ost - 60 x 50 - cid
Nasceu em Pisa, Itália. Foi pintor e programador visual. Autodidata, iniciou a sua carreira na Itália. No Brasil desde 1946, participou de todas as Bienais de São Paulo, de 1951 a 1967, nelas recebendo o prêmio de Melhor Pintor Nacional em 1951 e 1965, dispondo de salas especiais para os seus trabalhos em 1961 e 1967. Foi o primeiro colocado no concurso internacional de cartazes para a VII BSP. Artista premiadíssimo. JULIO LOUZADA vol.10, pág.286; TEIXEIRA LEITE , pág. 163; PONTUAL, pág. 179; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 647; ARTE NO BRASIL, pág. 898; LEONOR AMARANTE, pág. 13.

159 - PAULO CLÁUDIO ROSSI OSIR - (1890 - 1959)
Lance Livre - Flores e pêra - osm - 65 x 36 - cid - 12/11/1938
Com etiqueta do ateliê do artista no dorso. Reproduzido sob o nº 130 em catálogo de leilão de Evandro Carneiro realizado nos dias 27, 28 e 29 de julho de 2004. -Pintor e arquiteto nascido e falecido em São Paulo. Estudou na Europa, e em 1921 expõe individualmente em sua cidade natal. Integrou, mais tarde, a Família Artística Paulista. Seu estilo combina elementos impressionistas e cubistas. Criou a OSIRARTE, firma especializada no fabrico de azulejos artísticos. TEODORO BRAGA, pág. 208; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 268; PONTUAL, pág. 462; MEC, vol, 3, pág. 303; ITAU CULTURAL; LEONOR AMARANTE, pág. 128; ARTE NO BRASIL; WALTER ZANINI, pág. 579, Acervo FIEO, RUTH TARASANTCHI.

160 - BENIAMINO PARLAGRECO - (1856 - 1902)
Base: R$ 11.000,00 - "Nostalgia dos imigrantes" - ost - 33 x 46 - cid
Ex-coleção Arthur Guimarães. Reproduzido sob o nº 129 do catálogo "Grande Leilão da Primavera" realizado por Mauricio Pontual Galeria de Arte, em 1983. São Paulo - SP -Pintor e desenhista italiano, tendo realizado sua formação artística em Nápoles, veio fixar-se no Rio de Janeiro em 1895, onde morreria de febre amarela. Já em 1898 conquistava a medalha de outro no Salão Nacional de Belas Artes. Encontram-se obras suas no Museu Nacional de Belas Artes e na Pinacoteca do Estado de São Paulo.Obras de sua autoria são raríssimas e grandemente disputadas. LAUDELINO FREIRE, pág. 517; THEODORO BRAGA, pág. 183; WALMIR AYALA, vol.2, pág.57; PONTUAL, págs. 386 e 406; ARTE NO BRASIL.

161 - ALBERTO DA VEIGA GUIGNARD - (1896 - 1962)
Lance Livre - Paisagem - a - 22 x 14 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 083 deste catálogo.

162 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - Samba - dn e g - 21 x 16 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

163 - PÉRICLES - (1924 - 1961)
Lance Livre - "O amigo da Onça" - dn e a - 41 x 39 - cie
Com a seguinte inscrição: "Dá-lhe uma pancadinha nas costas que ele desengasga". -Caricaturista e cartunista, Péricles de Andrade Maranhão nasceu em Recife, PE e faleceu no Rio de Janeiro. Publicou seus primeiros desenhos na Revista do Colégio Marista do Recife, onde estudou na década de 1930. Por volta de 1942, chegou ao Rio de Janeiro e ingressou nos 'Diários Associados', de Assis Chateaubriand, iniciando sua produção em 'O Guri' e, pouco depois, na revista 'A Cigarra', onde lançou seu personagem 'Oliveira Trapalhão'. A partir de 1945, ilustrou os textos de Millôr Fernandes na seção Pif-Paf da revista 'O Cruzeiro'. 'Laurindo e Miriato Gostosão' foram outros personagens criados por Péricles, mas o de maior sucesso foi 'O Amigo da Onça', publicado pela primeira vez em 1943 em' O Cruzeiro'. 'O Amigo da Onça' foi produzido por quase 20 anos e, mesmo após a morte de seu criador, continuou a ser publicado no traço de Carlos Estevão. Sua criação foi capaz de transpor as páginas desenhadas em 'O Cruzeiro' e permanecer na memória visual e humorística brasileira. Seus trabalhos participaram, após a sua morte, de exposições em: Curitiba, PR (1980); São Paulo (1983, 1997, 2001); Belo Horizonte (1997); Brasília (1998); Penápolis, SP (1998). ITAU CULTURAL.

164 - DJANIRA DA MOTTA E SILVA - (1914 - 1979)
Lance Livre - Crianças soltando balão - tm - 16 x 19 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 100 deste catálogo.

165 - TARSILA DO AMARAL - (1890 - 1973)
Lance Livre - Cisnes - dn - 14 x 24 - cid
Monstro sagrado da pintura brasileira, Tarsila é a criadora de duas das principais tendências ou movimentos de nossa arte nacionalista: o Pau Brasil (1924) e o Antropofagia. Sua arte poderia ser definida como um Cubismo adaptado às condições e ao temperamento brasileiros. TEODORO BRAGA, págs. 220/21/22/23; REIS JR.-págs.388/89 ; WALMIR AYALA, vol. 2-págs. 365 e 367 ; MEC, vol. 4-págs. 370/71; PONTUAL, pág. 511; TEIXEIRA LEITE, pág. 492; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 389; ARTE NO BRASIL, pág. 577; LEONOR AMARANTE, pág. 24.

166 - PAULO VERGUEIRO LOPES DE LEÃO - (1889 - 1964)
Lance Livre - Cena histórica - ost - 60 x 107 - cid
Pintor paulistano, foi bolsista do Governo do Estado de São Paulo na Itália, Florença (1913). Estudou com Biloul, em Paris (1920). Exerceu diversos cargos públicos e privados ligado às artes, como a de Diretor da Pinacoteca de São Paulo, em 1939. Foi paisagista, retratista e pintor de história. TEIXEIRA LEITE, pág.289; JULIO LOUZADA vol.11, pág.179; ITAÚ CULTURAL, RUTH TARASANTCHI.

167 - LOIO PÉRSIO - (1927 - 2004)
Lance Livre - Composição - g - 20 x 26 - cid - 1972
Pintor, desenhista, gravador, ilustrador, artista gráfico e publicitário, Loio PérsioNavarro Vieira de Magalhães nasceu em Tapiratiba, SP e faleceu no Rio de Janeiro. Iniciou os estudos artísticos com Guido Viaro, em Curitiba, PR.Transferiu-se para o Rio de Janeiro e completou sua formação estudando pintura com Ado Malagoli e cenografia com Santa Rosa (1949- 1950). Em 1951, retornou a Curitiba e fundou o Centro de Gravura do Paraná. Em1953, trabalhou em ateliê comum com o pintor, desenhista e gravador alemão Gunther Schierz, discípulo de Käthe Kollwitz. Transferiu-se para São Paulo em 1958.Com o prêmio de viagem ao exterior, concedido pelo Salão Nacional de Arte Moderna em 1963, viajou para a Europa, no ano seguinte. Foi convidado a trabalhar na Escola Superior de Arte de Stuttgart, Alemanha, em 1965. Entre 1975 e 1976, viajou para Roma, Londres e, em Paris, tornou-se pintor residente na Fundação Karoly. Em 1981, mudou-se para Belo Horizonte, onde lecionou desenho e pintura na Escola Guignard. Em 1995, fixou-se novamente em Curitiba. Realizou inúmeras exposições individuais e participou devárias mostras coletivas, Salões oficiais no Brasil e exterior ganhando muitos prêmios. ITAU CULTURAL; MEC VOL. 3, PÁG.391; PONTUAL, PÁG. 318; JULIO LOUZADAVOL. 5, PÁG.584; VOL.7, PÁG. 404.

168 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Nu - e em b - h = 43 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

169 - ANATOL WLADYSLAW - (1913 - 2004)
Lance Livre - Composição - dn e a - 35 x 49 - cid - 1962
Com etiqueta da Bienal de São Paulo. Ex-coleção Maria Amelia Whitaker de Queiroz. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 150 deste catálogo.

170 - INIMÁ DE PAULA - (1918 - 1999)
Base: R$ 30.000,00 - Paisagem - ost - 38 x 46 - cie - 1975
Reproduzido no convite deste leilão. Obra registrada sob o nº PR0448 na Fundação Inimá de Paula. -Mineiro de Itanhomi, Inimá, depois de prestar o serviço militar em Juiz de Fora, passou a frequentar o Núcleo Antônio Parreiras (que no início dispunha de professores, mas logo se transformou em ateliê livre), da mesma cidade, em 1938. Integrou-se ao grupo de Bandeira e Aldemir Martins na cidade de Fortaleza (1941). No Rio frequentou o ateliê de Portinari e realizou a sua primeira individual (1948). Recebeu o prêmio viagem ao estrangeiro no I SNAM (1952), certame do qual participou por diversas vêzes até 1960. Em Paris estudou com Lothe. É um de nossos artistas mais completos. JULIO LOUZADA, vol.11, pág.152; PONTUAL, pág. 271; MEC, vol.3, pág.355; WALMIR AYALA, vol.1, págs. 401 1 404; TEIXEIRA LEITE, pág.260; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 637; ARTE NO BRASIL, pág. 870; Acervo FIEO.

171 - ÉLVIO BECHERONI - (1934 - 2000)
Lance Livre - Jogo de xadrez e gamão - objeto - 56 x 56 - ass.
Confeccionado em madeira com peças em bronze. -Escultor e pintor natural de Florença, Itália, onde nasceu a 23/2/1934, e falecido em São Paulo-SP, onde residia e foi ativo. Iniciou suas atividades em 1962, participando no decorrer de sua carreira de diversas e importantes exposições nacionais e internacionais, tais como o Prêmio Juan Miró, em Barcelona, Espanha. Artista que alcançou renome internacional, constando inclusive de catálogo internacional de arte. JULIO LOUZADA, vol. 13, pág. 32

172 - RANCHINHO - (1923 - 2003)
Lance Livre - Na fazenda - ost - 50 x 70 - cid - 2000
Seu verdadeiro nome era Sebastião Theodoro Paulino da Silva, nascido na cidade paulista de Oscar Bressane, no dia 7 de janeiro de 1923, mudando-se com a mãe, então viúva, para Assis, SP, onde viveu até morrer. Pintor ingênuo, hoje consagrado, comeu durante a sua vida " o pão que o diabo amassou", conforme narra, de forma pungente, R. Rugiero, no catálogo de exposição do artista no ano de 1988, de cujo texto, reproduzido no vol. 4, página 931, do dicionário JULIO LOUZADA, extraímos o seguinte texto: "... Com o tempo pôs-se a viver exclusivamente da catança de papéis, latas, garrafas - e de algumas famílias obtinha também comida e roupas velhas. Passou a habitar ranchos de beira de estrada, abandonados, donde lhe veio o apelido de Ranchinho, com a qual a garotada o atazanava, atirando-lhe pedras e gritando o nome que o punha fora de si. Por fim fixou-se num casebre, em uma granja abandonada, e alí viveu até 1962, em grande necessidade. E sempre desenhando obsessivamente em qualquer superfície branca que lhe caísse nas mãos." Foi descoberto pelo escritor José Nazareno Mimessi, que percebeu em Ranchinho um impressionante fenômeno artístico, no que não estava enganado. JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 259; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

173 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Baiana do acarajé - dn - 30 x 22 - cid
Reproduzido na página 158 do livro "Carybé - As Sete Portas da Bahia", Livraria Martins Editora, São Paulo - SP.1962. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

174 - ALBERTO TEIXEIRA - (1925 - 2011)
Lance Livre - Composição - tm - 29 x 40 - cid - 1955
Alberto Dias D'Almeida Teixeira nasceu em São João do Estoril, Portugal e faleceu em Campinas, SP. Pintor, desenhista e professor. Assinou em monograma até 1984 e depois A. Teixeira. Estudou desenho e pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes (1947-1950), em Lisboa. Fixando residência em São Paulo, em 1950, foi aluno de Samson Flexor e tornou-se membro do Atelier Abstração. Expôs em diversas edições da Bienal Internacional de São Paulo (entre 1953 e 1965), do Panorama da Arte Atual Brasileira (1970 e 1973) e na Bienal Brasil Século XX, organizada pela Fundação Bienal de São Paulo (1994). Suas participações no Prêmio Leirner de Arte Contemporânea e no 1º Salão Esso de Artistas Jovens lhe renderam, respectivamente, o segundo e o primeiro prêmio em pintura. JULIO LOUZADA, VOL. 3 PÁGS. 1118 A 1122; ITAU CULTURAL; PONTUAL, PÁG. 517; TEIXEIRA LEITE, PÁG. 497; MEC VOL. 4, PÁG. 376; ACERVO FIEO.

175 - ANGELO CANNONE - (1899 - 1992)
Lance Livre - Nu - p - 48 x 33 - cie - 1962 - Rio
Nascido na Itália, radicou-se no Brasil. Seu estilo liga-se ao dos Macchiajoli oitocentistas (os equivalentes italianos dos impressionistas franceses) e ao de Pratella em especial. São especialmente notáveis suas paisagens e marinhas. WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 168; JULIO LOUZADA vol.11, pág.54; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

176 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Base: R$ 12.000,00 - Vaso de flores - ast - 46 x 55 - cid - 1998
Com certificado de autenticidade da Galeria Pintura Brasileira, firmado por Marcelo Rodrigues Barbosa - São Paulo - SP. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

177 - EDUARDO SUED - (1925)
Lance Livre - Figuras - dl - 12 x 21 - cid - 1952 - Paris
Natural da cidade do Rio de Janeiro-RJ, onde reside e é ativo. Pintor, desenhista, ilustrador e gravador. Formou-se na Escola Nacional de Engenharia do Rio de Janeiro em 1948. Foi aluno de desenho e pintura do pintor Henrique Boese. Trabalhou como desenhista no escritório do arquiteto Oscar Niemeyer (1950-1951). Freqüenta os ateliês de La Grande Chaumière e L'Académies Julian em Paris (1951), retornando ao Rio de Janeiro em 1953, onde estuda gravura em metal com Iberê Camargo. Diversas exposições coletivas e individuais. JULIO LOUZADA, vol. 2, pág. 975/976; ARTE NO BRASIL, pág. 814; ITAU CULTURAL; Acervo FIEO.

178 - ALICE BRILL - (1920)
Lance Livre - Cidade - ost - 40 x 30 - cid - 1982
No Brasil desde os 14 anos, esta artista alemã, nascida em Colônia, radicou-se em São Paulo, onde estudou com Osir, Bonadei e Yolanda Mohalyi, aperfeiçoando-se com bolsa de estudos nos Estados Unidos. Estudou gravura em São Paulo com Karl-Heinz Hansen, voltando a fazê-lo com Potty Lazzarotto em 1950, no MASP.Como pintora, a primeira exposição de que participou, em 1944, foi o Salão do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo, desde então, este sempre presente em diversas coletivas nacionais e estrangeiras. Sua pintura traz a cidade em suas telas. JULIO LOUZADA, vol. 8, pág. 134; MEC, vol. 1, pág. 296; PONTUAL, pág. 90; TEIXEIRA LEITE, pág. 88; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 717; Acervo FIEO.

179 - SERGIO TELLES - (1936)
Lance Livre - Figuras - tm - 21 x 29 - cid
Pintor, professor e diplomata, estudou pintura na ENBA/Rio; foi discípulo de Levino Fanzeres, Paul Gagarin, Rodolpho Chambelland e Paschoal Valente. Artista de renome internacional, consagrou-se pela sua requintada técnica de composição e domínio da cor. Com exposição retrospectiva programada para o Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro em 2009. TEIXEIRA LEITE, pág. 503; MEC, vol. 4, pág. 380; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 319; ITAÚ CULTURAL. Acervo FIEO.

180 - ANTONIO PARREIRAS - (1860 - 1937)
Base: R$ 20.000,00 - Floresta - osc - 21 x 26 - cid - 1937
Reproduzido no convite deste leilão. - Reproduzido sob o nº 13 em catálogo de leilão da Bolsa de Arte do Rio de Janeiro, realizado em 2 de dezembro de 2003. -Um dos maiores paisagistas do Brasil, autor também de imponentes nus, Antonio Parreiras estudou com Grimm, mas adquiriu em seguida um estilo próprio, que se traduziu numa cor e numa textura violentas, quase fauves. BENEZIT, vol. 8, pág. 136; MAYER/84, pág. 1082; MEC, vol, 3, págs. 335/6; PONTUAL, págs. 406/7; LAUDELINO FREIRE, pág. 382; WALMIR AYALA, vol. 2, págs. 168 e 170; TEIXEIRA LEITE, pág.386/388; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 416; ARTE NO BRASIL, pág. 532; LEONOR AMARANTE, pág. 42; F. ACQUARONE, pág. 155.

181 - FAQUEIRO -
Lance Livre - -
Faqueiro para doze pessoas composto de 70 peças, fabricado na Alemanha por Bestecke Solingen. Metal/vermeil. -

182 - HEITOR DOS PRAZERES - (1898 - 1966)
Lance Livre - "Favela do Pasmado" - ost - 60 x 80 - cid - 08/07/64 - Rio
Com certificado da família do artista, firmado pelo curador da obra, Sr. Heitor dos Prazeres Filho. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 097 deste catálogo.

183 - AGOSTINHO BATISTA DE FREITAS - (1927 - 1997)
Lance Livre - "Bar e Bilhar S/A" - ost - 50 x 70 - cid - 03/02/1970
Começou a pintar no início da década de 1950 (e ele próprio relatou que vendia seus trabalhos na Praça do Correio da capital paulista) sendo logo descoberto por Pietro Maria Bardi que organizou uma exposição de seus trabalhos no Museu de Arte de São Paulo, em 1952, mais tarde apresentados também, no Museu de Arte Moderna de São Paulo e da Bahia e no Museu de Arte Contemporânea de Campinas. Participou da XXXIII Bienal de Veneza (1966). MEC, vol. 2, pág. 210; PONTUAL, pág. 225; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 323; TEIXEIRA LEITE, PÁG. 208; ARTE NAIF NO BRASIL, pág. 214; ITAÚ CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 832; Acervo FIEO.

184 - CARLOS OSWALD - (1882 - 1971)
Lance Livre - Vaso de flores e frutas - osm - 34 x 39 - cie
Gravador e pintor, ativo no Rio de Janeiro, estudou na Europa; foi o primeiro a fazer gravura em metal com finalidade artística; dedicou-se a temas religiosos, paisagens, cenas de gêneros e retratos. PONTUAL, pág. 397; ARTE NO BRASIL, vol. 2, pág. 1053; ITAÚ CULTURAL.; WALTER ZANINI, pág. 446; Acervo FIEO.

185 - SIRON FRANCO - (1947)
Lance Livre - "Jose Carlos visto por Siron" - ag. - 31 x 46 - cie - 15/06/1977 - Madrid
Com estudos no dorso. -Batizado GESSIRON FRANCO, o artista nasceu em Goiás, GO. Um dos mais elogiados pintores e desenhista brasileiros pela crítica, a partir da década de 70, quando alcançou a maturidade em seus trabalhos. Seus trabalhos transmitem de forma muito pessoal e original, todo o sentimento humano com relação ao cotidiano da sociedade e seus integrantes emocionais; traz denúncia, inconformismo, medo, conflitos, imagens fortes e decisivas. WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 343/344; TEIXEIRA LEITE, pág. 206/207; JULIO LOUZADA, vol. 2, pág. 957; PONTUAL, pág. 222; ITAU CULTURAL ; WALTER ZANINI, pág. 760; LEONOR AMARANTE, pág. 240, Acervo FIEO.

186 - MARCELO GRASSMANN - (1925)
Lance Livre - Nu - p - 48 x 68 - cid - 2001
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 076 deste catálogo.

187 - ANA ANDRADE - (1953)
Lance Livre - "Chegando a São Paulo" - grav. 27/30 (edição em preto) - 30 x 30 - cid - 1985
Complemento de técnica: maneira negra e água tinta. -Ana Cristina Andrade Moreira é pintora, gravadora, desenhista, professora e designer vidreira. Iniciou sua formação artística na Escola Superior de Arte Santa Marcelina, SP (1972-1975). Aprendeu gravura em metal (1980-1990) com Iole Di Natale; técnicas de gravura na Scuola Internazionale di Gráfica em Veneza, Itália (1983); Gravura Especial com Evandro Carlos Jardim, no MAC-SP (1991); Técnica Calcográfica Experimental com Mario Benedetti, na FASM-SP (1997); Vitrofusão com Roberto Bonino. Exposições individuais: São Paulo, SP (1984, 1987, 1995, 2003); Bauru, SP (1989); “Projeto Interior com Arte” – Museu Banespa (1998 – Exposição itinerante pelo interior do Estado de São Paulo). Coletivas: Epinal, França (1975); São Paulo, SP (1974,1982,1984,1985,1986,1988,1994,1995,2000,2002 a 2004); Santo André,SP (1982); Novo Hamburgo, RS (1982); Taiwan, China (1983,1985); San Juan, Porto Rico (1983); Santos, SP (1983); Cabo Frio, RJ (1983); Ribeirão Preto,SP (1984); Curitiba, PR (1984); Piracicaba,SP (1984); Veneza, Itália (1984,1985); Campinas, SP (1985); São José do Rio Preto, SP (1986); Limeira, SP (1986); Washington D.C.,EUA (1991); Campos do Jordão, SP (1991); Kanagawa, Japão (1992); Maastricht, Holanda (1993); Illinois, EUA (1994); Cidade do México, México (1996); Jacareí, SP (1998); Budapeste, Hungria (1996); Uzice, Yuguslávia (1997); Ourense, Espanha (1994,2006). Prêmios: São Paulo, SP (1974); Novo Hamburgo, RS (1982); Santos, SP (1983); Ribeirão Preto, SP (1984); Curitiba, PR (1984); Piracicaba, SP (1984); Campinas, SP (1985); São José do Rio Preto, SP (1986). JULIO LOUZADA, vol.1, pág. 62; vol.2, pág. 66; Acervo FIEO. ITAU CULTURAL.

188 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Ilustração para capa da revista "O Malho" - dn - 28 x 20 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

189 - QUIRINO DA SILVA - (1902 - 1981)
Lance Livre - Mulher - ost - 52 x 49 - cie - 13/10/1944 - São Paulo
Com dedicatória. -Nasceu no Rio de Janeiro e faleceu em São Paulo. Pintor, gravador, escultor e crítico de arte. É considerado como uma das mais legítimas expressões nas artes plásticas do Brasil. Muito dinâmico e dotado de espírito inquieto, fez de São Paulo o campo de suas aspirações, onde participou de vários movimentos artísticos locais, tendo sido o crítico de arte responsável do Diário de São Paulo e dos Diários Associados. Foi então que, por sua iniciativa e insistência junto a Assis Chateaubriand, foi criado o MASP. Integrou-se no movimento que já vinha da Semana de 22. JULIO LOUZADA vol.9, pág. 708; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 545; ARTE NO BRASIL, pág. 795.

190 - JOAQUIM TENREIRO - (1906 - 1992)
Base: R$ 12.000,00 - Fita dupla - e em f - h = 111,5 - b
Reproduzido no convite deste leilão. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 146 deste catálogo.

191 - TARSILA DO AMARAL - (1890 - 1973)
Lance Livre - Paisagem - dn - 11 x 16 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 165 deste catálogo.

192 - FULVIO PENNACCHI - (1905 - 1992)
Lance Livre - "Estudo para mural" - g - 10 x 19 - cid - 1938
Com etiqueta de Oscar Seraphico Galeria de Arte - Brasilia, DF, no dorso. -Nasceu em 27 de dezembro na cidade de Villa Collemandina, na Itália, e fixou-se no Brasil desde 1929, após ter estudado em Florença, e haver-se diplomado em pintura pela Academia Real de Pintura de Lucca. Pennacchi integrou a Familia Artística Paulista. Muralista de inspiração pré-renascentista, sua pintura é sensível e pessoal de modo especial na interpretação dos grandes temas bíblicos e da vida dos santos (mercê de uma infância marcada por sólida educação religiosa Católica), e na evocação do mundo caipira. Realizada em 1973, considerado o Ano de Pennacchi, importante retrospectiva da obra deste festejado artista no MAM de São Paulo. O artista fez exposições em Milão e foi homenageado em seu país natal. TEODORO BRAGA, pág. 192; MEC, vol, 3, pág. 365; WALMIR AYALA, vol, 2, pág. 182; PONTUAL, pág. 416; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 584; ARTE NO BRASIL, pág. 784; Acervo FIEO.

193 - ANTONIO BANDEIRA - (1922 - 1967)
Lance Livre - Composição - dn - 28 x 40 - cid - 1949
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 087 deste catálogo.

194 - ROBERTO DE ALMEIDA - (1940)
Lance Livre - Mulatas - ost - 100 x 81 - cid
Pernambucano do Recife, este artista foi aluno do curso regular da Escola de Belas Artes da Universidade de Munique, Alemanha. Em 1964 participa da fundação do Atelier e Galeria do Mercado da Ribeira, em Olinda, onde também lecionava História da arte. Exposições individuais e coletivas no Rio de Janeiro e coletivas em Salvador e Recife. JULIO LOUZADA, vol.1 pág. 51.

195 - CARLOS BALLIESTER - (1874 - 1926)
Lance Livre - Marinha - ost - 37 x 90 - cid - 1910
Pintor pernambucano, ativo no Rio de Janeiro, onde foi discípulo de Auguste Petit. Participou várias vezes da Exposição Geral de Belas Artes (1896, 1898, 1899, 1916, 1919 e 1925). Paisagista e marinhista. TEODORO BRAGA, pág. 45; MAYER/87, pág. 604, JULIO LOUZADA vol.11, pág. 24; ITAÚ CULTURAL.

196 - THÉO (DJALMA PIRES FERREIRA) - (1901 - 1980)
Lance Livre - Juscelino e Jânio - dn e g - 31 x 22 - cid
Caricaturista, Djalma Pires Ferreira, conhecido como Théo, nasceu na Bahia e veio para o Rio de Janeiro com 21 anos. Publicou seus primeiros trabalhos na "Tarde" (1918 a 1922) e no "Diário de Notícias", Seção Esportes (1919). Foi o divulgador da "Bola do Dia" das colunas de "O Globo" e colaborou no "Malho", "Careta", "Fon-Fon", outras revistas e jornais do Rio de Janeiro e na "Cigarra", em São Paulo. Exposições póstumas: São Paulo (1997, 2003); Belo Horizonte, MG (1997); Campinas, SP (1997); Brasília, DF (1998). ITAU CULTURAL; MEC VOL. 4, PÁG. 384; CARICATURISTAS BRASILEIROS, 1836 - 2001 PÁG. 120.

197 - INOS CORRADIN - (1929)
Lance Livre - "Composição de paisagem" - ost - 50 x 70 - cid - Déc. de 1980
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 014 deste catálogo.

198 - ANTONIO AUGUSTO MARX - (1919 - 2008)
Lance Livre - Paisagem - ost - 50 x 70 - cid e d
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 123 deste catálogo.

199 - DUDU SANTOS - (1943)
Lance Livre - Composição - g - ld - 1987
Composto de três trabalhos medindo 16 x 19 cm, 17 x 21 cm e 21 x 18 cm. - Pintor e gravador paulistano, estudou com Mário Gruber, Darel, Grassmann e Nélson Nóbrega, entre outros. Expõe individualmente desde 1961. JULIO LOUZADA, vol, 5, pág, 935; MEC, vol, 4 pág, 182; PONTUAL, pág, 474; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

200 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Orixá - tm - 38 x 23 - cid
Reproduzido no convite deste leilão. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

201 - SERGIO MILLIET - (1898 - 1966)
Lance Livre - Paisagem - ost - 49 x 38 - cid
Nascido e falecido em São Paulo, Capital. Poeta, ensaísta, crítico literário e de arte, e pintor. Ao lado de suas múltiplas atividades de poeta, crítico e estudioso das artes plásticas, Sergio Milliet também foi assíduo pintor de domingo, especialmente das praias de Santos. Foi diretor artístico do MAM-SP, o qual organizou em 1969, uma exposição de sua pintura, comentada no Jornal do Brasill, de 22/9/1969. PONTUAL, pág. 361; JULIO LOUZADA vol.10, pág. 598; ITAÚ CULTURAL; TEIXEIRA LEITE, pág. 325. Acervo FIEO.

202 - ORLANDO TARQUINIO - (1894 - 1977)
Lance Livre - Quintal - osc - 38 x 54 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 082 deste catálogo.

203 - CAMPOS AYRES - (1881 - 1944)
Lance Livre - Paisagem - ost - 35 x 50 - cie
Natural de Itapetininga, SP, Campos Ayres foi pensionista do Estado de São Paulo para estudar em Paris a partir de 1909, com Henry Royer, Fleury e Laurens. No SPBA obteve prêmios e menções. Dedicou-se especialmente à pintura de paisagem. A PINACOTECA-SP, possui duas telas de sua autoria. Expôs individualmente em São Paulo, nos anos de 1930, 1933 e 1938, com muito sucesso de público e crítica. TEODORO BRAGA, pág. 63; REIS JR., pág. 368; MEC, vol. 1,pág. 41; PONTUAL, pág. 105; WALMIR AYALA, vol. 1,pág. 167; ITAU CULTURAL; ACERVO FIEO, pág. 11, RUTH TARASANTCHI.

204 - TOMIE OHTAKE - (1913)
Lance Livre - Composição - grav. 47/50 - 30 x 39 - cid - 1997
Importantíssima pintora, nascida em Kyoto, Japão, e radicada no Brasil desde 1936, País que adotou inclusive a cidadania. Iniciou-se artisticamente a partir de 1950, com o pintor japonês visitante Keiya Sugano. Ligou-se ao Grupo Seibi, em cujos salões obteve diversas premiações. Participou ainda por várias vezes, com premiações, do SPAM e do SNAM. MEC, vol. 3, pág. 323; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 791; BENEZIT, vol. 7, pág. 791; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 140/141; PONTUAL, pág. 390; ART PRICE ANNUAL 1990, pág. 1464; TEIXEIRA LEITE, pág. 362/3/4; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 939; LEONOR AMARANTE, pág. 170; WALTER ZANINI, pág. 693; Acervo FIEO.

205 - CLODOMIRO AMAZONAS - (1893 - 1953)
Base: R$ 9.000,00 - Natureza morta - ost - 40 x 50 - cse - 1938
Clodomiro Amazonas Monteiro, nasceu em Taubaté-SP, e faleceu na Capital-SP. Pintor e restaurador, iniciou-se em pintura aos 16 anos, realizando restaurações em telas e afrescos do Convento Santa Clara, em Taubaté. Fixa residência em São Paulo em 1906, quando entra em contato com a obra de Baptista da Costa e tem aulas com o pintor Carlo de Servi. Manteve contato com intelectuais, escritores e artistas como Monteiro Lobato, Menotti del Picchia, Lucílio e Georgina de Albuquerque e também Pedro Alexandrino, entre outros. É um dos fundadores do Salão Paulista de Belas Artes, em 1934. Amazonas foi artista de méritos, cuja pintura, vazada num desenho de grande solidez, e um colorido realista, não deixa de irradiar certa rústica poesia. MEC, vol. 1, pág. 75; TEIXEIRA LEITE, pág. 26; PONTUAL, pág. 24; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 42; TEODORO BRAGA, pág. 72; ITAU CULTURAL, RUTH TARASANTCHI.

206 - TORQUATO BASSI - (1880 - 1967)
Lance Livre - Vaso de flores - ost - 60 x 73 - cie
Nascido em Ferrara / Itália, veio para o Brasil ainda muito jovem, fixando-se em São Paulo, onde desenvolveu sua vida artística. Participou durante anos do Salão de Belas Artes do Rio de Janeiro, Salão Paulista de Belas Artes e de mostras de pintores italianos. Tem obras na Pinacoteca do Estado de São Paulo e no Museu Paulista de Belas Artes. TEODORO BRAGA, pág. 47; PONTUAL, pág. 58; MEC, vol. 1, pág. 188; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 89; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO, RUTH TARASANTCHI.

207 - MANOEL SANTIAGO - (1897 - 1987)
Lance Livre - Praia - osm - 31 x 35 - cid e d
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 035 deste catálogo.

208 - DARIO MECATTI - (1909 - 1976)
Lance Livre - Paisagem com figuras - ost - 32 x 33 - cie
Pintor nascido na Itália. Mecatti radicou-se no Brasil em 1940, após trabalhar por vários anos na Tripolitânia, no norte da África. É notável pela estilização de suas figuras e paisagens concebidas, em tons baixos e obedientes a uma composição pessoal. TEODORO BRAGA, pág. 161/2; MEC, vol. 3, pág. 109; PONTUAL, pág. 352; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 72; TEIXEIRA LEITE, pág. 320; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

209 - UMBERTO MASTROIANNI - (1910 - 1988)
Lance Livre - Composição - grav. 57/60 - 32 x 32 - cid
Reproduzido sob o nº 179 em catálogo de leilão de Evandro Carneiro realizado nos dias 27, 28 e 29 de julho de 2004. -Pintor,escultor e gravador Italiano, com mercado e participação em exposições individuais e coletivas em toda a Europa e Estados Unidos. ART PRICE.

210 - CLÓVIS GRACIANO - (1907 - 1988)
Base: R$ 28.000,00 - Dançarinos - ost - 55 x 46 - cid - Déc. 1940
Reproduzido no convite deste leilão. Com autenticação nº 124-0737-1389. do Projeto Graciano. -Pintor e desenhista figurativo, integrou o Grupo Santa Helena, juntamente com Volpi, Zanini e outros, e foi um dos organizadores e expositores do I Salão da Família Artística Paulista; suas figuras seguem a disciplina cubista da organização do espaço, destacando-se uma série de Músicos; dedicou-se a pinturas murais e à ilustração de obras literárias. MEC, vol. 2, pág. 280; PONTUAL, pág. 247/8; TEIXEIRA LEITE, pág. 225 a 227; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 586; ARTE NO BRASIL, pág. 784; LEONOR AMARANTE, pág. 58; Acervo FIEO.

211 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Maternidade - e em b - h = 23 - ass.
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

212 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - O Gordo e o Magro - a - 38 x 28 - ci
Projeto de capa da revista "O Cruzeiro". - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

213 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Base: R$ 10.000,00 - Flores - astce - 40 x 50 - cid - 1999
Acompanha fotografia do artista junto à obra. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

214 - WALTER LEWY - (1905 - 1995)
Lance Livre - Paisagem surreal - ost - 46 x 55 - cid - 1975
Pioneiro do surrealismo, o qual praticava desde que chegou ao Brasil, em 1937, fixando residência em São Paulo. Participou de Salões Nacionais e Bienais de São Paulo, entre 1951 e 1965, recebendo diversas premiações oficiais. JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 497; MEC, vol. 2, pág. 474; TEODORO BRAGA, pág. 245; TEIXEIRA LEITE, pág. 286; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 630; LEONOR AMARANTE, pág. 142; Acervo FIEO.

215 - TOMÁS SANTA ROSA - (1909 - 1956)
Lance Livre - "Mural do Hotel Brasil" Teresópolis - ost - 91 x 62 - cid e d - 1959
Reproduzido no convite deste leilão. Ex-coleção Anníbal Uzêda de Oliveira - Rio de Janeiro - RJ. -Pintor, gravador, cenógrafo e professor. Oriundo da Paraíba, onde nasceu, fixou-se no Rio de Janeiro, iniciando em 1930 sua bem sucedida carreira de ilustrador de obras de autores estrangeiros e brasileiros, que inclui, dentre outros, Graciliano Ramos, José Lins do Rêgo, Jorge Amado, Castro Alves e muitos outros. Sua obra tem reconhecimento nacional e unanimidade de crítica, havendo se destacado em todas as áreas das artes que praticou. PONTUAL, pág. 472; TEIXEIRA LEITE, pág. 460; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 572; LEONOR AMARANTE.

216 - ZIRALDO ALVES PINTO - (1932)
Lance Livre - Sermão - dn e a - 29 x 40 - cid
Desenhista, caricaturista, cartunista, ilustrador, jornalista e escritor. Apresenta seu primeiro desenho aos 7 anos de idade no jornal Folha de Minas, em 1939. Em 1949, muda-se para o Rio de Janeiro, onde colabora nos periódicos infantis Vida Infantil, Vida Juvenil e Sesinho e começa a publicar trabalhos na revista A Cigarra. Em 1952 ingressa na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG e realiza trabalhos mensais na revista Era uma Vez. Em 1954, substitui o caricaturista Borjalo (1925 - 2004) no jornal Folha de Minas e colabora no jornal Binômio. Em 1957, muda-se para o Rio de Janeiro e, no ano seguinte, começa a trabalhar na revista O Cruzeiro, onde, dois anos depois, cria o personagem Pererê. Com o sucesso desse personagem, a empresa O Cruzeiro passa a publicar uma revista mensal apenas com suas histórias. No ano de 1963, começa a trabalhar no Jornal do Brasil e, em 1964, na revista Pif-Paf, dirigida por Millôr Fernandes (1923). Em 1967, edita o suplemento dominical Cartum JS, do Jornal dos Sports. No ano seguinte, ganha destaque internacional, e tem seus desenhos publicados em revistas estrangeiras. Integra a equipe de fundadores do jornal O Pasquim, lançado em 1969. Desde então, dedica-se à publicação de livros infantis e, entre muitos títulos, destacam-se Flicts (1969), O Menino Maluquinho (1980) e O Bichinho da Maçã (1982). Em 1982 abandona a direção d'O Pasquim para dedicar-se principalmente à literatura infantil. Em 1999, funda as revistas Bundas - paródia da revista Caras - e Palavra. Em 2002, começa a publicar um novo periódico chamado O Pasquim 21. ITAÚ CULTURAL.

217 - LEVINO FANZERES - (1884 - 1956)
Lance Livre - Igreja - ose - 23 x 30 - cie
No estado. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 116 deste catálogo.

218 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Orfeu - e em b - h = 64 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

219 - WALDEMAR DA COSTA - (1904 - 1982)
Lance Livre - Cajus - ost - 54 x 65 - cid - 1976 - São Paulo
Paraense de Belém, onde nasceu em 11 de junho de 1904. Faleceu em Curitiba, no ano de 1982. Foi pintor e professor. Estudou na Escola de Belas Artes de Lisboa, em 1910. Foi para Paris, lá permanecendo de 1928 a 1931, quando retornou para o Brasil, integrando-se no meio artístico. Foi professor de Maria Leontina, Charoux e Clovis Graciano. JULIO LOUZADA vol. 12 pág. 115; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág.584; ARTE NO BRASIL, pág. 795; Acervo FIEO.

220 - JORGE GUINLE FILHO - (1947 - 1987)
Base: R$ 25.000,00 - "Céu selado" - ost - 120 x 150 - cie e d - 1980
Reproduzido no convite deste leilão. Acompanha nota fiscal de venda em leilão nº 8134 de 30/07/2003 do Espaço Urca Arte Ltda. Rio de Janeiro - RJ. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 093 deste catálogo.

221 - RUBENS MATUCK - (1952)
Lance Livre - Paisagem - osm - 19 x 22 - d - 1990
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 094 deste catálogo.

222 - SILVIA ALVES - (1947)
Lance Livre - "Outono em São Paulo" - ost - 30 x 40 - cid - 2012
Série "São Paulo é poesia". -Nascida SILVIA Ferraro ALVES, em São Paulo, SP, a 2 de maio de 1947. É pintora, desenhista, escultora, gravadora, ilustradora, professora, poetiza e atriz, ativa nesta Capital. Estudou pintura e desenho com Lecy Bonfim, e pintura acadêmica com o professor Desdedith Campanelli. Artista festejada nos variados meios em que expressa as suas brilhantes qualidades artísticas. JULIO LOUZADA, vol, 10, pág, 49.

223 - JOSINALDO FERREIRA BARBOSA - (1951)
Lance Livre - "Pescadores" - ast - 40 x 50 - cid e d - junho de 2011 - São Paulo
Pintor, assina Josinaldo. Com diversas exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior. Tambem participou de Salões, entre eles o Salão de Piracicaba. JÚLIO LOUZADA vol. 12 pág. 214.

224 - YASUICHI KOJIMA - (1934)
Lance Livre - "Paróquia de São Francisco de Assis" - ost - 35 x 25 - cid e d - 2006
Nascido no Japão em 24 de fevereiro de 1934, naturalizou-se brasileiro. Após o término da guerra, imigrou com grande esperança para o Brasil, como técnico em cerâmica. Fixou residência em São Paulo, onde pinta desde 1969, tendo contato com Mabe e Takaoka. Foi selecionado para os salões SEIBI, de São Caetano, de São Bernardo, de Santo André e de Mauá.

225 - TADASHI KAMINAGAI - (1899 - 1982)
Lance Livre - Paisagem - a - 20 x 25 - cid
Grande pintor japonês da Escola de Paris, amigo de Marquet, Vlaminch e Déiran, entre outros, passou no Brasil praticamente toda a década de 1940, aqui se ligando de amizades a pintores como Portinari, Pancetti e Djanira, e iniciando na arte vários jovens pintores de ascendência nipônica, como Flávio Shiró Tanaka, por exemplo. Autor de paisagem, naturezas mortas e retratos de excelente qualidade pictórica, Kaminagai veio freqüentes vezes ao Brasil, onde expôs com enorme sucesso. TEODORO BRAGA, pág.134; BENEZIT, vol.6, pág.152; WALMIR AYALA, vol.1, pág.435 e 437; MEC, vol.2, pág.401; PONTUAL, pág.287; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 643; ARTE NO BRASIL; Acervo FIEO.

226 - ERNESTO CAPOBIANCO - (1918)
Lance Livre - Marinha - ost - 50 x 60 - cid
Pintor ativo em São Paulo. Tem como tema paisagens rurais e casas de colonos. JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 177, Acervo FIEO.

227 - TRINAZ FOX (RUBENS FERREIRA TRINAZ FOX) - (1899 - 1964)
Lance Livre - No teatro - dn e e - 37 x 49 - cid - 1951 - Rio de Janeiro -RJ
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 045 deste catálogo.

228 - CLAUDIO TOZZI - (1944)
Lance Livre - "Interferência" - ser. P. A. - 44 x 44 - cid - 1973/74
Pintor, arquiteto e gravador paulista com diversas exposições e participações em salões e bienais no Brasil e no exterior. Dedicou-se inicialmente à colagem e à gravura, numa utilização crítica das histórias em quadrinhos; numa fase posterior passou a criar múltiplos tridimensionais e a efetuar pesquisas em torno dos efeitos ópticos. WALMIR AYALA vol.2, pág.388/9; PONTUAL, pág.525/6; TEIXEIRA LEITE, pág. 512; ARTE NO BRASIL vol.2, pág.1059; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 740; LEONOR AMARANTE, pág. 170; Acervo FIEO.

229 - GUIMA - (1927 - 1993)
Lance Livre - "Marinha" - ost - 46 x 55 - d - 1971
Pintor e desenhista de mérito invulgar, Guima era paulista de Taubaté, residiu por muitos anos no Rio de Janeiro e praticava o figurativismo expressionista, por vezes eivado de notas líricas, de outras descambando para o fantástico. MEC, vol. 2, pág. 306; PONTUAL, pág.257; WALMIR AYALA, vol. 1, págs. 377/8; JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 407; ITAÚ CULTURAL.

230 - NOEMIA MOURÃO - (1912 - 1992)
Lance Livre - Mulher com colar - dn - 32 x 22 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 024 deste catálogo.

231 - DAREL VALENÇA LINS - (1924)
Lance Livre - Composição - lito. P. I. - 60 x 81 - cid
Este importante pintor, gravador, desenhista e professor, conquistou em 1957, no SNAM, o prêmio de viagem ao estrangeiro, voltando a ser contemplado na VII Bienal de São Paulo, como o melhor desenhista nacional. Foi aluno de Henrique Oswald e recebeu aconselhamento técnico de Goeldi. MEC vol.3, pág. 18; PONTUAL, pág.160/161; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 715; ARTE NO BRASIL, pág. 839; LEONOR AMARANTE, pág. 125; Acervo FIEO.

232 - JAVIER ALVARO ASFADUROFF NIBBES - (1954)
Lance Livre - "Natureza morta" - ost - 40 x 60 - csd - 2010
Uruguaio de Montevideu, onde nasceu a 14 de novembro de 1954. Frequentou o Liceu Onze de Cerro Montevidéu, entre 1965 e 1967, sendo aluno de Torres Garcia. A partir de 1994 passou a figurar em bienais e várias exposições coletivas. JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 637

233 - EDUARDO IGLESIAS - (1940)
Lance Livre - "Serenata" - lito. 58/80 - 73 x 55 - cid - 1989
Natural de Marilia, SP. Transferiu-se para São Paulo em 1957. Participa de exposições desde 1962. Já apresentou seus trabalhos no Brasil, Estados Unidos e Europa. Seus trabalhos levam o expectador e o analista a uma incursão, nem sempre fácil, através do mundo das ambiguidades visuais ou das imagens oníricas... É assim que várias de suas composições, com figuras ou pássaros, tornam-se fantásticos vasos de flores, ou um navegante, que faz seu barco ir cortando as vagas, com uma árvore florida, 'a feição da vela de uma escuna submete a indagações o suporte de suas telas..." . (Antonio Bento, crítico de arte, 1981). JULIO LOUZADA vol.2, pág. 510; ITAU CULTURAL, Acervo FIEO.

234 - BETH MAGLI - (1944)
Lance Livre - Pescadores - a - 50 x 70 - cid - 1995
Paulistana, viveu sua juventude no interior de São Paulo e no Paraná. Autodidata, seus temas iniciais foram os motivos brasileiros do interior paulista e quadros folclóricos de Salvador, Bahia. Suas obras, de grande sensibilidade e fantasia, retratam a farta e rica diversidade das cores tropicais. Expõe desde 1981, inclusive na Alemanha (1992 e 1993). Suas obras fazem parte de coleções no Brasil, USA, Suiça, Alemanha, França, Italia, Espanha e Inglaterra. JULIO LOUZADA, vol. 9, pág. 517

235 - ALBERTO LUME - (1944)
Lance Livre - Paisagem - ost - 30 x 40 - cid
Nascido José Alberto Nascimento Gomes Lume, natural da Ilha da Madeira, Portugal, em 6 de fevereiro de 1944. Formou-se artísticamente na Europa, onde conviveu com renomados pintores, tornando-se um colorista experimentado. Radicado no Brasil, usa o seu talento para fixar a beleza da cor brasileira. JULIO LOUZADA vol.11, pág. 184

236 - EMANOEL ARAÚJO - (1940)
Lance Livre - Composição - lito. 77/80 - 42 x 32 - cid
Gravador e escultor, o baiano Emanuel Araújo estudou com Henrique Oswald e expõe individualmente desde 1960, já tendo mostrado sua obra em inúmeras cidades do Brasil, Europa, Estados Unidos e Extremo Oriente. Foi Diretor da PINACOTECA do Estado de São Paulo, cujo cargo exerceu com extrema competência. TEIXEIRA LEITE, pág. 190; MEC, vol. 2, pág. 143; PONTUAL, pág. 37; JULIO LOUZADA, vol 1, págs. 68/69 e vol. 11, pág. 18; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 846; WALTER ZANINI, pág. 770; Acervo FIEO.

237 - MARCIO SCHIAZ - (1965)
Lance Livre - "Ubatuba II" - osm - 17 x 25 - cie e d - 2007
Paulistano, o pintor nasceu em 10/5/1965. Estudou na APBA-SP, onde desenvolveu curso de desenho e pintura, frequentado sessões de modelo vivo. Individuais desde 1989 e coletivas em Salões Oficiais, com sucesso de crítica. Recebeu diversos prêmios. JULIO LOUZADA, vol.13, pág. 304; Acervo FIEO.

238 - EMANOEL ARAÚJO - (1940)
Lance Livre - Composição - lito. 78/140 - 35 x 43 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 236 deste catálogo.

239 - DENES CSANKY - (XIX - XX)
Lance Livre - Paisagem - dn e a - 11 x 19 - cie - 1945
Pintor húngaro, estudou em Paris com Jean Paul Laurenz. Expôs seus trabalhos na Europa e na América, tendo também participado de salões internacionais recebendo premiações. De 1924 a 1935 foi diretor do Museu de Budapeste e de 1935 a 1945 foi diretor do Museu das Artes Instrutivas da Hungria. O Museu Histórico Municipal de Budapeste possui mais de 700 aquarelas de sua autoria.

240 - FERNANDO VELLOSO - (1939)
Lance Livre - Composição - lito. 94/100 - 30 x 60 - c - 2002
Natural da cidade do Rio de Janeiro, onde é ativo. Frequentou aulas de pintura com os mestres Almir Gadelha e Fábio Ineco, desenvolvendo, a partir daí, uma técnica pessoal onde passa a compor temas festivos e que valorizam a vida. Participa de exposições coletivas a partir de 1965, expondo individualmente na sua cidade natal. JULIO LOUZADA, vol. 1 pág. 906

241 - ROBERTO SCORZELLI - (1938)
Lance Livre - Manhã - ost - 100 x 100 - cie - 1983
Com etiqueta da Galeria Contorno - Rio de Janeiro, datada de 22/12/1983, no dorso. -Pintor e desenhista natural da cidade do Rio de Janeiro, onde nasceu a 17 de agosto de 1938. Frequentou a Escola de Belas Artes-RJ e entre 1955 e 1959, estudou desenho com Abnelardo Zaluar, pintura com Henrique Cavalleiro e gravura com Darel, dedicando-se inicialmente ao desenho. Na déc 70 seu trabalho toma o rumo da abstração construtivista, voltando na déc. seguinte para o figurativismo sob a forma de paisagens do Rio de Janeiro. Em 1991 o crítico italiano Carlo Belloi comenta sobre uma mostra que o artista participou em Milão: " ... A superposição de diversas cores favorecem uma percepção cromática em regras de combinações entre transparências e superfícies sobrepostas, dando visão, estímulos de planos e profundidade." Individuais a partir de 1962 e coletivas desde 1959, inclusive internacionais. JULIO LOUZADA, vol 6 pág 1037

242 - HELIO ROLA - (1936)
Lance Livre - Casas - g - 68 x 51 - cid - 1973
Francisco Hélio Rola nasceu em Fortaleza-CE. Pintor, desenhista, escultor, gravador e cineasta. Estudou na Sociedade Cearense de Artes Plásticas, em 1949. Forma-se em medicina em 1961. Estudou pintura com Joseph Tobin e Agnes Hart no Art Student's League, em Nova York-EUA. Como membro do Grupo Aranha realiza diversos painéis de pintura mural coletiva em Fortaleza e São Paulo. "Não se pode observar ainda, em meio a certa variedade de tentativas, uma definição precisa de caminho no desenho e na pintura deste cearense, mesmo depois do aperfeiçoamento na Art Student´s League, de New York, com Agnes Hart. No entanto, é evidente seu interesse por uma figuração que se vai progressivamente simplificando nos elementos de linha, massa e cor, desde os retratos infantis tendentes ao ´fauve´ até os casarios resolvidos sob esquema flexível de geometria. Essa propensão construtiva, próxima às vezes de uma quase-abstração, serve-lhe, tal como em Volpi, para acentuar os rudimentos do lirismo e da iconografia da fonte popular, submetendo-os a um jogo ótico que corresponde muito funcionalmente ao ludismo da espontaneidade expressiva recebida de sua origem nordestina. O casario se adorna para festa, as bandeirinhas o cobrem e o ligam de casa a casa, de calçada a calçada, num mesmo espaço ritmado". Roberto Pontual - in PONTUAL, Roberto. Arte/Brasil/hoje: 50 anos depois. São Paulo: Collectio, 1973. TEIXEIRA LEITE, pág. 451; ITAU CULTURAL.

243 - GUILHERME DE FARIA - (1942)
Lance Livre - "Intuição" - lito. 88/120 - 60 x 40 - cid - 1988
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 006 deste catálogo.

244 - HERTON ROITMAN - (1943)
Lance Livre - Composição - lito. 12/110 - 50 x 70 - cid - 2000
Nascido em Porto Alegre, RS, no dia 28 de junho de 1943. Residindo em São Paulo, formou-se pela ECA-USP. Com parte de sua vida artística voltada para o teatro e elaboração de figurinos, fez diversos cursos ligados a esta arte, onde também lecionou. Participa de exposições a partir de 1966, apresentando a mostra Máscaras, na Galeria Guignard, de BH-MG. ganhando diversos prêmios, tais como os de Melhor Figurinista do Ano, nos anos de 1964, 65, 66, 67, o de Melhor Cenógrafo, 1967, Revelação Desenho, 1967, e o de Melhor Figurinista Brasileiro, medalha de outro, XII Bienal Internacional, SP. RGS, pág. 251.

245 - JOÃO ROSSI - (1932 - 2000)
Lance Livre - Composição - tm - 40 x 45 - ld
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 005 deste catálogo.

246 - JOÃO CAMARA - (1944)
Lance Livre - Figura - lito. 29/100 - 38 x 26 - cid
Importantíssimo artista nacional, natural de João Pessoa, PB, e radicado em Olinda, PE. Pintor, desenhista e gravador, João Câmara conquistou os primeiros prêmios de pintura e de gravura nos SPMEP de 1962 E 1964. Neste último ano fundou, em companhia de artistas locais, o Atelier Coletivo de Ribeira, em Olinda. Exerceu o magistério entre 1967 e 1969, lecionando pintura no Setor de Arte da Universidade Federal da Paraíba. Suas obras, tratando de temas atuais, reúnem mensagens poéticas com uma dose de surrealismo, e que segundo o crítico Walmyr Ayala, " desmistifica toda e qualquer atitude romântica" . Walter Zanini, por sua vez, comenta (1967), que " Suas imagens encadeadas quase como um ´puzzle` parecem amalgamar deuses aztecas e ícones do baralho, assumindo ar de aquilina ´terribilitá` sobriamente derrisório." Participou de quase todas as mostras mais importantes do País, com sucesso de crítica. ITAU CULTURAL; PONTUAL, pág. 100; TEIXEIRA LEITE, pág. 100; WALTER ZANINI , pág. 754; ARTE NO BRASIL, pág. 688; Acervo FIEO.

247 - SYLVIO PINTO - (1918 - 1997)
Lance Livre - Paisagem - ost - 46 x 65 - cie
Freqüentou o Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro, lá recebendo suas primeiras noções de desenho. Mais tarde, recebe lições do pai - o Pinto das Tintas. Conheceu Pancetti na casa paterna. Em 1938 estudou no Núcleo Bernardelli e a partir de 1940 dedica-se exclusivamente à pintura. Participou de vários Salões de Belas Artes, recebendo inúmeros prêmios. MEC, vol. 3, pág. 419, Acervo FIEO.

248 - MANEZINHO ARAUJO - (1910 - 1993)
Lance Livre - Praia - ser. 59/100 - 33 x 46 - cid
Com dedicatória. -Com apenas dezesseis anos de idade mudou-se para Recife, a fim de concluir seus estudos. Após cursar a escola de comércio de Pernambuco, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde foi buscar fama através da música, sua primeira paixão. Destacou-se como compositor e intérprete de música popular nordestina, o que lhe valeu a possibilidade de montar um restaurante de comida nordestina em SP, muito famoso durante vários anos, o Cabeça Chata. Apesar de viver, em SP, suas raízes ainda permanecem em Pernambuco. De uma forma autodidata começou a dedicar-se à pintura, retratando o folclore nordestino, sua gente, suas vidas, fase que sustentou até o seu desaparecimento, com uma menção surrealista. Expôs individualmente nas Galerias Astreia e Capela (SP), e na Ranulfo em Recife (1969). Em 1968, apresentado por Aldemir Martins, teve publicado o álbum de serigrafias Meu Brasil. WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 56; MEC, vol. 1, pág. 109; PONTUAL, pág. 38; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 18; ITAU CULTURAL; ARTE NO BRASIL, pág. 832; Acervo FIEO.

249 - SONIA MULLER - (XX)
Lance Livre - Composição - p - 70 x 110 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 003 deste catálogo.

250 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Flores - lito. - 51 x 35 - cid - 1963 - São Paulo
Com dedicatória. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

251 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Galo - lito. P.A. - 55 x 45 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

252 - JOÃO CAMARA - (1944)
Lance Livre - Nu - lito. 251/300 - 33 x 27 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 246 deste catálogo.

253 - HENRIQUE BOESE - (1897 - 1982)
Lance Livre - Composição - lito. 3/100 - 56 x 30 - cid - 1975
Natural de Berlim, Alemanha. Pintor. Realizou seus estudos na sua cidade natal, onde foi discípulo de Kothe Kollwitz, entre os anos de 1918 e 1922. Fixou residência no Brasil em 1938, vivendo algum tempo em Caraguatatuba, no litoral paulista. Sua primeira fase foi dedicada 'a pintura expressionista, voltando-se mais tarde para o abstracionismo, gênero em que se fixou e o consagrou. Participou da II, III, V 'a IX Bienal de São Paulo, entre 1953 e 1967, premiado com Isenção do Júri. Realizou exposições individuais no MAM-SP, nas Galerias Seta, São Luiz e Astreia, todas em São Paulo. Participou de exposição em Hamburgo. na Alemanha. JULIO LOUZADA vol. 10 pág. 121; PONTUAL, pág. 78; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 697.

254 - GALINA SHEETIKOFF - (1933)
Lance Livre - Rua - a - 17 x 20 - cid - 1981
Nascida na Rússia e radicada no Brasil desde 1949, GALINA reproduz em sua extensa obra, paisagens, flores, arcadas e diáfanas figuras, com rigor técnico e suaves pinceladas. Ganhadora de diversas premiações nos diversos certames de que participou. JULIO LOUZADA, vol.11 - pág.123

255 - FATIMA TOSCA - (1960)
Lance Livre - Composição - lito. - 35 x 73 - cid
Maria de Fátima Tosca de Oliveira Ribeiro, pintora, desenhista e ilustradora, é natural de Salvador, BA. Autodidata, iniciou suas atividades artísticas em 1976 com desenho e aquarela, ilustrando livros, diários e revistas. Em 1979 ingressou no curso de artes plásticas da Universidade Católica de Salvador - UCSA, mas abandonou o curso em favor do curso de Direito na Universidade Federal da Bahia - UFBA. Na década de 80 aperfeiçoou-se no Instituto Mauá de Salvador, trabalhando com pesquisa artesanal de materiais, e foi selecionada pela OEA para o Curso Interamericano de Desenho Artesanal. Expôs em uma série de coletivas na Bahia e em outros Estados. Na década de 90 realizou várias exposições individuais, além de apresentar suas obras em Madri, Espanha e Frankfurt, Alemanha. Foi premiada pela Fundação Mokiti Okada M. O. A., SP (1990) e na 1ª Bienal do Recôncavo Baiano (1991), entre outros. ITAU CULTURAL; JULIOLOUZADA VOL. 5, PÁG. 1061; VOL. 8, PÁG. 841; www.fatimatosca.com.

256 - EMANOEL ARAÚJO - (1940)
Lance Livre - Composição - lito. 67/80 - 46 x 32 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 236 deste catálogo.

257 - EDUARDO LIMA - (1954)
Lance Livre - "Hora" - lito. P. E. V/IX - 61 x 80 - cid - 1990
Natural da Capital paulista, onde nasceu a 16/1/1954. Estudou desenho e pintura com Zozo e Waldemar da Costa (1972/1977). Em 1975, formou em Desenho Industrial na Universidade Mackenzie-SP, recebendo orientação em pintura Sumi-ê com Massao Okinaka. No ano de 1979, trabalhou na diagramação do fascículo Arte no Brasil, da Editora Abril-SP. Individuais a partir de 1980 e coletivas desde 1975, inclusive no exterior. JULIO LOUZADA, vol. 3 pag. 617;

258 - DOMENICO CALABRONE - (1928 - 1999)
Lance Livre - Série fóssil - lito. 22/50 - 41 x 63 - cid - 1965
Com etiqueta de Documenta Galeria de Arte - São Paulo - no dorso. -Pintor, escultor, ceramista e joalheiro. Nascido na Calábria, Itália, completou seus estudos artísticos em Roma, no ano de 1951. Fixou-se em São Paulo em 1954, passando e frequentar a Escola de Arte do Museu de Arte Moderna. Sua escultura, hoje conhecida internacionalmente, destaca-se pelo vigor de suas mensagens e pela alta qualidade artística e técnica. JULIO LOUZADA vol.2, pág.194; ITAU CULTURAL; LEONOR AMARANTE, pág. 336; WALTER ZANINI, pág. 770.

259 - CLÓVIS GRACIANO - (1907 - 1988)
Lance Livre - Figuras - - cid
Composto de três gravuras, P. A., emolduradas e assinadas individualmente, medindo 8 x 16 cm cada. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 210 deste catálogo.

260 - CLAUDIO TOZZI - (1944)
Lance Livre - "S.P./P.S." - lito. 39/90 - 43 x 63 - cid - 1971
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 228 deste catálogo.

261 - CARLOS SCLIAR - (1920 - 2001)
Lance Livre - Figuras - lito. nº4/Ex. 26 - 32 x 23 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 025 deste catálogo.

262 - ALFREDO VOLPI - (1896 - 1988)
Lance Livre - Ogiva - ser. 31/100 - 95 x 63 - cid
Pintor, desenhista, gravador e ceramista nascido em Lucca, Itália e falecido em São Paulo. Muda-se com os pais para São Paulo em 1897 e, ainda criança, estuda na Escola Profissional Masculina do Brás. Mais tarde trabalha como marceneiro, entalhador e encadernador. Em 1911, torna-se pintor decorador e começa a pintar sobre madeiras e telas. Na década de 1930 passa a fazer parte do Grupo Santa Helena com vários artistas como Mário Zanini e Francisco Rebolo. Em 1936, participa da formação do Sindicato dos Artistas Plásticos de São Paulo e integra, em 1937, a Família Artística Paulista - FAP. Em 1940, ganha o concurso promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, com trabalhos realizados com base nos monumentos das cidades de São Miguel e Embu. Realiza trabalhos para a Osirarte, empresa de azulejaria criada em 1940, por Rossi Osir. Sua primeira exposição individual ocorre em São Paulo, em 1944. Em 1950, viaja para a Europa acompanhado de Rossi Osir e Mario Zanini. É convidado a participar, em 1956 e 1957, das Exposições Nacionais de Arte Concreta e mantém contato com artistas e poetas do grupo concreto. Recebe o prêmio Aquisição na Bienal de Veneza (1952), Melhor Pintor Nacional da Bienal Internacional de São Paulo (1953), dividido com Di Cavalcanti; o prêmio Guggenheim (1958); Melhor Pintor Brasileiro pela crítica de arte do Rio de Janeiro (1962 e 1966), Melhor Pintor Nacional no Panorama da Arte Brasileira MAM - SP (1970), entre outros. REIS JUNIOR, PÁG. 378; WALMIR AYALA, VOL. 2, PÁG. 426 e 428; JULIO LOUZADA VOL.1, pág.1048; MEC. VOL.4, PÁG. 496; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, PÁG. 584; ARTE NO BRASIL, PÁG. 684; LEONOR AMARANTE, PÁG. 28, Acervo FIEO; BENEZIT VOL. 10, PÁG. 567; PONTUAL PÁG.546. NTE, pág. 28, Acervo FIEO.

263 - ARTHUR BYRNE - (1946)
Lance Livre - Jardim de inverno - lito. 246/260 - 65 x 48 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 017 deste catálogo.

264 - INOS CORRADIN - (1929)
Lance Livre - Flores - lito. 60/180 - 60 x 47 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 014 deste catálogo.

265 - MILTON DACOSTA - (1915 - 1988)
Lance Livre - Composição - ser. 35/100 - 56 x 77 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 133 deste catálogo.

266 - LIVIO ABRAMO - (1903 - 1992)
Lance Livre - Vegetação - xilo. 10/20 - 32 x 18 - cie
Paulista de Araraquara, Lívio foi exímio gravador, desenhista, pintor, jornalista e professor. Autodidata, executou suas primeiras gravuras em madeira por volta de 1926. Sofreu influência de Lasar Segall, focalizando desde então de modo expressionista tipos e paisagens dos subúrbios paulistanos, inclusive temas de caráter social, como indicou Sérgio Milliet em sua obra de 1940. O autor, certa feita, assim falou de si próprio: "Geralmente persisto em um mesmo motivo por longo tempo: trabalho-o até que me pareça haver esgotado todas as possibilidades que ele oferece. Jamais pensei em fazer 'paisagens'. O que procuro é interpretar o sentido e a problemática da natureza de uma terra, a força dos sentimentos que ela provoca em mim, e assim, quanto mais de acordo com a minha própria natureza, tanto mais imediata surge a interpretaçãop plástica, como sucedeu, por exemplo, com meu 'encontro' com as 'arquiteturas' da realidade íntima da terra paraguaia. PONTUAL, pág. 1, JULIO LOUZADA vol. 3, pág. 19; MEC vol.1, pág. 33; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 584; ARTE NO BRASIL, pág. 795; LEONOR AMARANTE, pág. 28; Acervo FIEO.

267 - ANNA REGINA AGUIAR - (1944)
Lance Livre - "Estandarte II" - ost - 80 x 80 - d - 1980
No estado. -Pintora e desenhista, Anna Regina Aguiar nasceu no Rio de Janeiro. Tem participado de inúmeras coletivas e Salões oficiais como: Salão Nacional de Artes Plásticas – Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro (1978, 1980); Salão Paulista de Arte Contemporânea – Fundação Bienal, São Paulo (1982). ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA VOL. 4, PÁG. 29.

268 - ANTONIO HENRIQUE AMARAL - (1935)
Lance Livre - "A viagem" - xilo. 76/100 - 34 x 23 - cid - 1961
Reproduzido na página 92 do livro "Antônio Henrique Amaral - Obra gráfica 1957-2003". - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 156 deste catálogo.

269 - BIN KONDO - (1937)
Lance Livre - Composição - ost - 54 x 73 - cid - 1969
Pintor e desenhista chinês. Realizou sua formação artística no Japão, residindo em São Paulo desde 1960. Diversas exposições individuais e coletivas. Várias premiações.PONTUAL, pág. 292; MEC, vol.2, pág. 411; JÚLIO LOUZADA, vol. 9, pág. 453; WALTER ZANINI, pág. 697, Acervo FIEO.

270 - JOSÉ MARIA DA SILVA NEVES - (1896 - XX)
Lance Livre - "Retrato do pintor Pedro Américo" - dn - 21 x 15 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 020 deste catálogo.

271 - CACIPORÉ TORRES - (1932)
Lance Livre - Composição - lito. P. A. 2/6 - 30 x 19 - cid
Nascido CACIPORÉ de Sá Coutinho de Lamare TÔRRES, na cidade de Araçatuba, SP. É escultor e professor. Participou do I SPAM (1951) e da I, II, III, VI, VIII e IX Bienal de São Paulo. Recebeu diversos prêmios, inclusive de viagem à Europa em 1951. MEC, vol. 4, pág. 406; PONTUAL, pág. 524; JULIO LOUZADA, vol. 10, pág. 156; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 769; ARTE NO BRASIL, pág. 899; LEONOR AMARANTE, pág. 23.

272 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - "De tardinha" - ser. 48/200 - 29 x 39 - cid
Reproduzido no catálogo da Mostra Itinerante do Artista realizada em treze capitais em 1995. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

273 - EDUARDO IGLESIAS - (1940)
Lance Livre - Flores - ost - 50 x 50 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 233 deste catálogo.

274 - MENASE WAIDERGORN - (1927)
Lance Livre - Feira - ost - 20 x 30 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 032 deste catálogo.

275 - CHRISTINA PARISI - (1946)
Lance Livre - "Lumina" - lito. 48/50 - 98 x 69 - cie - 1992
Desenhista e gravadora. Faz curso de especialização em desenho e história da arte na Fundação Armando Alvares Penteado - FAAP. É aluna de Odair Magalhães e Selma Daffre, em curso de gravura em metal. Em 1979, realiza sua primeira exposição individual na Pinacoteca Municipal de Franca, na cidade de Franca, em São Paulo. Em 1980, ganha o Prêmio Revelação do Ano da Associação Paulista de Críticos de Arte. ITAÚ CULTURAL.

276 - GRECO (HRISTUS GEORGIOS TZEDAKIS) - (1928)
Lance Livre - Impedindo a caça - ost - 40 x 50 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 026 deste catálogo.

277 - EUGÊNIO ACOSTA - (1896 - XX)
Lance Livre - Paisagem - ost - 60 x 100 - cid
Nascido EUGÊNIO ACOSTA MEDINA. Pintor espanhol que foi ativo no Rio de Janeiro. JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 274; TEODORO BRAGA; ACERVO FIEO, pág. 143.

278 - CLAUDIO TOZZI - (1944)
Lance Livre - "Lábio" - ser. 40/60 - 46 x 46 - cid - 1972
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 228 deste catálogo.

279 - WALTER SEBASTIÃO - (XX)
Lance Livre - Composição - lito. 73/76 - 70 x 70 - cid - 2003
Pintor e desenhista natural de Belo Horizonte, MG, com diversas participações em exposições coletivas em Belo Horizonte e em outras cidades mineiras.

280 - MARIO ZANINI - (1907 - 1971)
Lance Livre - Vaso de flores - mon. - 38 x 25 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 030 deste catálogo.

281 - DARO - (1946)
Lance Livre - "Quimera" - lito. 51/66 - 50 x 35 - cid - 1991
Natural de Mirassol, SP, é pintor e gravador. Segundo Olavo Drummond, na apresentação das obras do autor, assim a ele se refere: " A arte de Daro é a explosão da beleza adolescente da belle-epoque. Traz o suporte de uma mediunidade congênita, capaz de catalogar as sombras do meio século, sem jamais haver convivido com o esplendor daquela época. O artista vence o tempo com a mesma força com que o tempo imortalizará o artista." JULIO LOUZADA, vol 2, pág. 330; Acervo FIEO.

282 - JORGE REIDER - (1912 - 1962)
Lance Livre - Rosas - ost - 60 x 121 - cid
Natural da Áustria, foi pintor ativo em São Paulo, expondo no Salão Paulista de Belas Artes em 1952. Sua obra é vasta, tendo pintado mais de três mil telas durante a sua carreira, sendo as flores o seu tema predileto. JULIO LOUZADA vol.3, pág.953.

283 - EDUARDO LIMA - (1954)
Lance Livre - "Pausa" - lito. 33/116 - 60 x 80 - cid - 1994
No estado. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 257 deste catálogo.

284 - DARCILIO LIMA - (1944)
Lance Livre - Figura surreal - lito. os - P.A. - 58 x 33 - cid - 1970
Cearense de Cascavel, o festejado desenhista Darcilio foi para o Rio de Janeiro, e já depois de haver iniciado autodidaticamente seu trabalho no campo da pintura e da utilização do lápis cêra. Recebeu orientação de Ivan Serpa, passando a dedicar-se especialmente ao desenho a bico-de-pena, com a permanente fixação gráfica da fantasia erótica como veículo de impacto crítico. PONTUAL, pág. 159. MEC, vol.1, pág.17; WALTER ZANINI, pág. 760; LEONOR AMARANTE; ITAU CULTURAL.

285 - BUSTAMANTE SÁ - (1907 - 1988)
Lance Livre - Paris - a - 24 x 18 - cid
Natural da cidade do Rio de Janeiro, estudou na ENBA naquela cidade, onde foi aluno de Rodolfo Amoedo e Rodolfo Chambelland. Participou do Núcleo Bernardelli, do qual foi um dos fundadores em 1931. Participou de sucessivas versões do SNBA a partir de 1928, recebendo diversas premiações. Excepcional pintor do gênero paisagem. TEODORO BRAGA, pág. 59; REIS JR. , pág. 385; MEC,vol. 4, pág. 127; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 145 e 147; TEIXEIRA LEITE, pág. 94; JÚLIO LOUZADA, vol. 11, pág. 47; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 579; ARTE NO BRASIL, pág. 763; Acervo FIEO.

286 - EMANOEL ARAÚJO - (1940)
Lance Livre - Composição - lito. 92/100 - 46 x 31 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 236 deste catálogo.

287 - MARCIO SCHIAZ - (1965)
Lance Livre - "Praia vermelha" - ost - 27 x 41 - cid e d - 2002
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 237 deste catálogo.

288 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Bordel - lito. P.A. - 50 x 65 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

289 - ELIZABETH CORTELA - (1950)
Lance Livre - "Toli" - tm s/t - 80 x 100 - cid e d - 1992
Elizabeth Cortella Oliveira Lima. Assina Elizabeth Cortella. É natural de São Paulo, SP. Participou de diversas exposições e Salões oficiais como: em 1984 - São Paulo (Itu, Ribeirão Preto, São Paulo); Roma, Itália; em 1985 - Piracicaba, SP; Estocolmo, Suécia; em 1986 - São Paulo (Santo André, Ribeirão Preto, Prudente, Franca, Piracicaba), Paraná; em 1987 - Chile (Valparaiso), São Paulo (Santo André, Franca, Marília); em 1988 - São Paulo (Americana, Mococa, Santo André, São Paulo), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF); em 1990 - São Paulo (Ribeirão Preto, São Paulo), Paraná; em 1991 - São Paulo (SP); em 1992 - São Paulo (Jundiaí); em 1994 e 1995 - São Paulo (SP). Individuais: São Paulo, SP (1987,1993). Prêmios: Roma, Itália (1984); Prudente, SP; Franca, SP (1986); Franca, SP (1987); São Paulo, SP (1988); São Paulo, SP (1991). JULIO LOUZADA, vol. 3, pág. 291; vol. 4, pág.283; vol.13, pág. 92.

290 - FULVIO PENNACCHI - (1905 - 1992)
Lance Livre - Trabalhadores - lito. 192/195 - 35 x 54 - cid - 1986
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 192 deste catálogo.

291 - SANSÃO CAMPOS PEREIRA - (1926)
Lance Livre - Barcos - ost - 46 x 38 - cid
Ativo no Rio de Janeiro, foi membro da Academia Brasileira de Artes, e da Academia Brasileira de Belas Artes. Artista várias vezes premiado, participou de diversas coletivas e salões, recebendo premiações várias. Seu tema preferido é a marinha. MEC vol.3, pág.389; JULIO LOUZADA vol.11, pág.243, Acervo FIEO.

292 - HENRIQUE GOLDSHMIDT - (1865 - 1952)
Lance Livre - Saudade - a - 23 x 16 - cid
Pintor e desenhista nascido (24/2) e falecido no Rio de Janeiro-RJ. Especializou-se nas pequenas e delicadas aquarelas, privilegiando as localidades cariocas. Foi chamado de "...talentoso pintor miniaturista e fantasista" pelo jornal O Paíz do Rio de Janeiro. TEODORO BRAGA, pág. 109; LAUDELINO FREIRE, pág. 389; JULIO LOUZADA, vol. 5, pág. 442.

293 - HANSEN BAHIA - (1915 - 1978)
Lance Livre - Mulheres no bordel - xilo. - cid
Composto de três trabalhos assinados e emoldurados individualmente, medindo 24 x 16 cm cada. -Seu nome de batismo era Karl Heinz Hansen, nascido na Alemanha. Dedicou quase toda a sua vida de artista fixando aspectos da Bahia, daí o nome artístico que adotou. Apegou-se ao povo, aos animais e principalmente aos cenários daquela região, e que tão bem soube reproduzir com sua alma e essencia. JULIO LOUZADA vol.1, pág. 81; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 720; ARTE NO BRASIL, pág. 842; ACERVO FIEO, pág. 251.

294 - HERTON ROITMAN - (1943)
Lance Livre - Composição - lito. 73/85 - 50 x 70 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 244 deste catálogo.

295 - JOÃO ROSSI - (1932 - 2000)
Lance Livre - Composição - tm - 40 x 45 - ld
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 005 deste catálogo.

296 - JOÃO CAMARA - (1944)
Lance Livre - Lendo - lito. 251/300 - 33 x 27 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 246 deste catálogo.

297 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - Art Noveau - dn - 25 x 15 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

298 - MARIO GRUBER - (1927 - 2011)
Lance Livre - Figuras - lito. 64/140 - 29 x 37 - cid - 1971
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 157 deste catálogo.

299 - GREGÓRIO GRUBER - (1957)
Lance Livre - Leitor - a e p - 70 x 100 - cie - 1986
Pintor, desenhista, gravador, cenógrafo, escultor e fotógrafo, nascido em Santos-SP. Filho do artista plástico Mário Gruber, em cujo atelier cursou litografia e fez estágio em artes plásticas e fotografia. Estudou desenho com Frederico Nasser -SP. Em Paris cursou desenho na Académie de la Grand Chaumière. Em 1976 recebeu o Prêmio de Melhor Gravador da APCA-SP. O Itaú Cultural-SP, produz filme sobre o artista (1992). JULIO LOUZADA vol.3, pág. 484; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

300 - THOMAZ IANELLI - (1932 - 2001)
Base: R$ 12.000,00 - Composição - ost - 60 x 50 - cid - 1971
Com etiqueta n°3627 de Galeria Cosme Velho - São Paulo, SP, no dorso. Com certificado do Instituto Cultural Thomaz Ianelli. - Natural de São Paulo, estudou com Angelo Simeone na Associação Paulista de Belas Artes (1953). Participou de coletivas do Grupo Guanabara. Expôs individualmente desde 1960, em diversas cidade do País e no exterior (Madrid, Paris, Bilbao e Lima), e particpou de coletivas nacionais e estrangeiras, sendo presença constante em mostras antológicas de pintura brasileira no país e no estrangeiro. Sobre sua obra mais recente, já se disse pertencer a um mundo de suavidades carinhosas, poéticas, sem se tornar adocicado, monótono e cansativo. Um mundo feérico, aberto, fluído. Viveu no Paraná, com grande sucesso de público e crítica. TEIXERIA LEITE, pág. 507; MEC, vol. 2, pág. 345; WALTER ZANINI, pág. 755; ARTE NO BRASIL, pág.914, Acervo FIEO.

301 - ADRIANO GAMBIM - (1983)
Lance Livre - "Múltiplos de um" - xilo. 7/10 - 56 x 40 - cid - 2006
Reproduzido na página 67 do catálogo da "VIII Biennale Internazionale per l'Incisione" - Acqui Terme, Itália - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 051 deste catálogo.

302 - FERNANDO COELHO - (1939)
Lance Livre - Paisagem - ost - 15 x 30 - cid e d - 1964
Pintor baiano nascido em Salvador. Inicialmente publicitário de sucesso, dedica-se integralmente à pintura a partir de 1963. Além de exposições individuais nas Galerias Querino (Salvador), Astréia (SP), e Bonino (RJ), expôs na Alemanha e participou dos SNAM e BNAP. Produz pintura que, fixando paisagens urbanos, se situa entre o figurativismo e o abstracionismo. WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 209/210; MEC, vol. 1,pág. 441; PONTUAL, pág. 139; TEIXEIRA LEITE, pág. 126; JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 74.; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

303 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Figura - asp - 19 x 15 - cie - março de 1993
Com certificado de autenticidade emitido pelo Estúdio Aldemir Martins. - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

304 - RENOT - (1932)
Lance Livre - "Figuras do carnaval" - ost - 24 x 19 - csd e d - 1978
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 054 deste catálogo.

305 - ANTONIO AUGUSTO MARX - (1919 - 2008)
Lance Livre - Paisagem - ost - 60 x 50 - cid e d - Teresópolis - Rio
Com etiqueta de Oscar Seraphico Galeria de Arte - Brasilia - DF - no dorso. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 123 deste catálogo.

306 - HENRIQUE BOESE - (1897 - 1982)
Lance Livre - Favela - tm - 42 x 30 - cie - 1975
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 253 deste catálogo.

307 - BELMONTE, BENEDITO BASTOS BARRETO - (1887 - 1947)
Lance Livre - Emilia e Visconde de Sabugosa - dn - 41 x 28 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 057 deste catálogo.

308 - ALOYZIO ZALUAR - (1937)
Lance Livre - "A última camada de ozônio" - ost - 50 x 80 - ce e d - 2011 - Rio de Janeiro-RJ
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 058 deste catálogo.

309 - INOS CORRADIN - (1929)
Lance Livre - Acrobata - e em res. - h = 44 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 014 deste catálogo.

310 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Mulata - tm - 35 x 22 - cid - 1942
Com a seguinte dedicatória "Para querida Alzira, beijos do Di". - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

311 - INÁCIO RODRIGUES - (1947)
Lance Livre - "Paisagem transfigurada" - gic - 80 x 120 - cie e d - 2012
Reproduzido na página 96 do livro "Inácio Rodrigues - Navegador de Espaços" de autoria de Geraldo Edson de Andrade. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 077 deste catálogo.

312 - MARIO ZANINI - (1907 - 1971)
Lance Livre - Puxando a rede - psa - 15 x 15 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 030 deste catálogo.

313 - FRANCISCO REBOLO GONSALES - (1903 - 1980)
Lance Livre - "Iconografia paulistana" - osc - 23 x 32 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 120 deste catálogo.

314 - CARLOS OSWALD - (1882 - 1971)
Lance Livre - Paisagem - grav. 57/100 - 20 x 29 - cid
Reproduzido na página 89 do livro "Carlos Oswald" editado pelo Museu Nacional de Belas Artes - Rio de Janeiro - RJ. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 184 deste catálogo.

315 - JOAQUIM TENREIRO - (1906 - 1992)
Lance Livre - Composição - grav. - 25 x 53 - n/as.
Citado na página 87 do livro "Inácio Rodrigues - Navegador de Espaços" de autoria de Geraldo Edson de Andrade. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 146 deste catálogo.

316 - ALDIR MENDES DE SOUZA - (1914 - 2007)
Lance Livre - "Geo/Metria nº 30" - ost - 70 x 110 - d - 1985
Com etiqueta de Dan Galeria - São Paulo - no dorso. - Pintor, desenhista, gravador e escultor. Ativo em São Paulo, onde participou da I BNAP (1966), SPAM (1966/7), SACC (1996/7), IX BSP (1967), com premiações. "A cor é o conteúdo e a forma na pintura de Aldir. A geometria ajuda-o a construir a cor, enquanto sua temática, seja ela a Geometria da Terra (o campo) ou a Geometria da Urbe (os edifícios), são formas, meros pretextos e, às vezes, intertextos, para a arquitetura de sua linguagem iconográfica. Se é com a cor que Aldir traça sua geometria, o produto obtido é uma geometria da cor". Alberto Beutenmüller, in18 CONTEMPORÂNEOS. Apresentação de J. Peter Cohn. São Paulo: Dan Galeria, 1987. PONTUAL, pág. 501; MEC, vol. 4, pág. 310/11; CATÁLOGO DA EXPOSIÇÃO PANORAMA DE ARTE ATUAL BRASILEIRA - MUSEU DE ARTE MODERNA / 1976; TEIXEIRA LEITE, pág. 18; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 349; JÚLIO LOUZADA, vol. 10, pág. 40; ITAÚ CULTURAL; LEONOR AMARANTE, pág. 252; Acervo FIEO.

317 - ALDO BONADEI - (1906 - 1974)
Lance Livre - Figura - dc - 28 x 21 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 080 deste catálogo.

318 - ELZA DE OLIVEIRA SOUZA - (1928 - 2006)
Lance Livre - Menino - osc - 48 x 33 - cie - 1964
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 068 deste catálogo.

319 - INIMÁ DE PAULA - (1918 - 1999)
Lance Livre - Marinha - dn - 29 x 22 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 170 deste catálogo.

320 - GEORGINA DE ALBUQUERQUE - (1885 - 1962)
Base: R$ 3.000,00 - Momento de leitura - osc - 24 x 32 - cse
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 070 deste catálogo.

321 - JACQUELINE ARONIS - (1955)
Lance Livre - Composição - grav. P. A. - 19 x 24 - cid
Desenhista, gravadora e professora, natural de São Paulo, SP. Seu aprendizado artístico aconteceu em São Paulo, SP; na Inglaterra e em Portugal com Bartolomeu dos Santos. Exposições individuais: Curitiba, PR (1994); São Paulo, SP (1999, 2001, 2002). Coletivas: São Paulo, SP (1981, 1994); Chile (1989); Curitiba, PR (1990); Estados Unidos (1997); Japão (1998, 2001); Rio de Janeiro, RJ (1999); Egito (2000); Ribeirão Preto, SP (2000). ITAU CULTURAL; www.cantogravura.com.br.

322 - INGRES SPELTRI - (1940)
Lance Livre - "Construtivo opus 5211" - ost - 88 x 65 - cid e d
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 072 deste catálogo.

323 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Barco - oscce - 27 x 37 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

324 - COLETTE PUJOL - (1913 - 1999)
Lance Livre - Estudo de academia - dcp - 46 x 30 - cid - outubro de 1929
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 074 deste catálogo.

325 - GENTIL GARCEZ - (1903 - 1992)
Lance Livre - Puxando a rede - ost - 60 x 120 - cid
Sua primeira individual deu-se em 1922. Participou assiduamente de certames artísticos realizados em São Paulo e em outras cidades do País. TEODORO BRAGA, pág. 105; MEC, vol. 2, pág. 240/241; JULIO LOUZADA, vol 1, pág. 410; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

326 - MARCELO GRASSMANN - (1925)
Lance Livre - Cavalos alados - xilo. - 20 x 28 - cid - 1956
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 076 deste catálogo.

327 - JOÃO CAMARA - (1944)
Lance Livre - Cangaceiros - dn - 20 x 14 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 246 deste catálogo.

328 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Praia - lito. os RL "3" - 57 x 40 - cid - Reproduzido no catálogo da Mostra Itinerante do Artista realizada em treze capitais em 1995. -
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

329 - CARMÉLIO CRUZ - (1924)
Lance Livre - Composição - ost - 40 x 80 - cie - 1984
Natural de Canindé, CE. Pintor e desenhista iniciou suas atividades artísticas em sua terra natal. De 1947 a 1950 lecionou desenho no Rio, na Associação Brasileira de Desenho. Fixou-se em São Paulo a partir de então, participando de diversas Bienais até 1967 e nos SNAM, de 1959 a 1963, recebendo diversas premiações. Expôs individualmente em diversas cidades do País. Sobre sua obra, assim se referiu Theon Spanudis (1965): "Partindo de algumas experiências plásticas de Paul Klee, desenvolveu nos últimos anos uma pintura sui-generis, que se caracteriza pelo feliz casamento de dois elementos diferentes, senão opostos (...) Um elemento rítmico, linear que invade a tela e a subdivide em segmentos rítmicos, e um elemento cromático, difuso", encontrando nas suas obras "evocações poéticas de muros antigos, muros abandonados, muros com musgo, e a melancolia de cidadezinhas do interior (...) com seus humildes casebres ritmicamente seriados." MEC, vol. 1, pág. 498; PONTUAL, pág. 152; WALMIR AYALA, vol. 1, págs. 224/226; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 697; LEONOR AMARANTE, pág. 18; Acervo FIEO.

330 - GEORGES WAMBACH - (1901 - 1965)
Lance Livre - Ouro Preto - ost - 54 x 74 - cie
Belga de nascimento, veio a falecer no Rio de Janeiro. Excepcional aquarelista, que retratou o Brasil em suas inúmeras incursões. "Georges Wambach (1901-1965) talvez tenha sido um dos últimos exemplares de uma espécie em extinção, ou já extinta, quem sabe: a dos artistas viajantes de que o século XIX foi pródigo. Artistas com cavalete, paleta, tintas e pincéis na mochila, que vararam o mundo em busca do fantástico, do erótico, e, sobretudo, do excitante desconhecido, aventura que até custou a vida de alguns como Adrien Taunay, que viu a morte aos 25 anos em pleno Mato Grosso." Fernando Cerqueira Lemos, in AQUARELAS de Georges Wambach: impressões do Brasil. Ed. Marca d´Água-SP, 1988. JULIO LOUZADA, vol. 1, pág. 343; TEIXEIRA LEITE, pág. 540; ITAÚ CULTURAL.

331 - SONIA EBLING - (1926 - 2006)
Lance Livre - Banhista - e em b - h=33 - b
Reproduzido na página 156 do livro "Sonia Ebling: a natureza da criação" de autoria de Jacob Klintowitz. Ex-coleção Noel Grinberg - Rio de Janeiro. -Nascida em Taquara, RS, SONIA EBLING consagrou-se como escultora e pintora. Participou da I Bienal de São Paulo. Premiada com viagem ao exterior no I SNAM. Morou em Paris 15 anos, onde frenquentou ateliês de artistas importantes e onde aperfeiçoou a sua importante e bela obra. MEC, vol. 2, pág. 89; PONTUAL, pág. 187; JULIO LOUZADA, vol 13, pág. 119; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 720; ARTE NO BRASIL, pág. 868; RGS, pág. 454.

332 - YOSHIYA TAKAOKA - (1909 - 1978)
Lance Livre - Paisagem - a - 43 x 33 - cid - 1958 - Bahia
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 142 deste catálogo.

333 - ALBERTO DA VEIGA GUIGNARD - (1896 - 1962)
Lance Livre - Cristo - dn - 20 x 12 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 083 deste catálogo.

334 - ANTONIO POTEIRO - (1925 - 2010)
Lance Livre - Voltando da colheita - ost - 24 x 31 - cid e d
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 084 deste catálogo.

335 - MANOEL CONSTANTINO - (1899 - 1978)
Lance Livre - "Na vida" - g - 32 x 22 - csd - 1920 - Rio de Janeiro-RJ
Projeto de capa da revista Fon-Fon. - Mineiro de Baependi, MG. Pintor, arquiteto e conservador de museu. Foi discípulo de Rodolfo Chambelland e de Batista da Costa, na antiga Escola Nacional de Belas-Artes. Suas composiçõpes são bem estudadas em busca de um perfeito equilíbrio de massas, planos e valores. Primores da Pintura no Brasil, vol 2, págs. 213/251; MEC, vol, 1, págs 445/446; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 37; THEODORO BRAGA, pág. 152/153.

336 - ANTONIO BANDEIRA - (1922 - 1967)
Lance Livre - Composição - tm - 15 x 20 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 087 deste catálogo.

337 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Almoçando - dn - 21 x 14 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

338 - CARLOS PRADO - (1908 - 1992)
Lance Livre - Brincadeiras infantis - grav. - 27 x 24 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 088 deste catálogo.

339 - CARLOS SCLIAR - (1920 - 2001)
Lance Livre - "Composição com vários objetos" - v e c e s/t - 55 x 75 - d - 05/05/1985 - Ouro Preto
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 025 deste catálogo.

340 - ASCÂNIO MMM - (1941)
Lance Livre - Composição - m em m 14/20 - 49 x 49 x 3 - d - 1981
Escultor, pintor. Reside no Rio de Janeiro desde 1959. Freqüenta a Escola Nacional de Belas Artes - Enba, de 1963 a 1965. Nessa época, desenvolve os primeiros trabalhos de escultura, utilizando sólidos geométricos de madeira. Na metade dos anos 1960, mantém ateliê com colegas da Enba, entre eles Antonio Manuel (1947) . Conclui o curso da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro - FAU/UFRJ, em 1970. Trabalha como arquiteto até 1976. No inicio dos anos 1970, emprega ripas de madeira, organizadas em progressões verticais e horizontais, e cria as caixas lúdicas, espécie de bases de madeira, sobre as quais o espectador pode deslocar molduras vazadas, em formato quadrado, intercaladas, e de tamanhos decrescentes. Utiliza acrílico e perfis de alumínio anodizado (tubos retangulares) para criar as caixas e os múltiplos, desde os anos 1970. No fim da década seguinte, realiza as primeiras Piramidais, esculturas que apresentam deslocamentos graduais das ripas de madeira ou dos tubos de alumínio, gerando vazios internos. Em 2005, é lançado o livro Ascânio MMM, pela editora Andrea Jakobsson, com textos de Paulo Sergio Duarte, Marcio Doctors, Lauro Cavalcanti e Fernando Cocchiarale. ITAÚ CULTURAL.

341 - ATHOS BULCÃO - (1918 - 2008)
Lance Livre - "Estudo" - tm - 21 x 20 - cid
Pintor e desenhista. Começou a dedicar-se a arte estimulado por Portinari, que, em 1945, o convidou a trabalhar nas obras da Pampulha, em Belo Horizonte. No ano anterior realizara exposição individual na sede recém-inaugurada do Instituto dos Arquitetos do Brasil no Rio de Janeiro, voltando a fazê-lo na Capital mineira em 1946 e 1947. Já então conquistara medalhas de prata em pintura e desenho no SNBA. Recebendo bolsa de estudos no governo francês, viajou em 1948 para Paris, onde permaneceu um ano, visitando ainda a Itália. De regresso ao Brasil, passou a dedicar-se também a trabalhos no campo da decoração. Residindo mais recentemente em Brasília, ali criou azulejos e vitrais para a Igreja de Nossa Senhora de Fátima, com motivos cristãos da Pomba e da Estrela, símbolos do Divino Espírito Santo e da natividade. Participou como isento de júri dos II SAMDF (1965), realizando em 1968 exposição individual de desenhos em Brasília (Galeria Encontro). Rubem Braga focalizou-o em uma crônica publicada na revista Manchete (14 de agosto de 1954). TEODORO BRAGA, PÁG. 59; MEC, vol. 1, pág. 301; WALMIR AYALA, vol.1, pág. 140; PONTUAL, pág. 93; TEIXEIRA LEITE, pág. 92; JÚLIO LOUZADA, vol. 7, pág.112; ITAÚ CULTURAL.

342 - LUZIA SIMONS - (1953)
Lance Livre - Figura - foto - 150 x 100 - d - 2001
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 092 deste catálogo.

343 - BIGIO GERARDENGHI - (1876 - 1957)
Lance Livre - "Vecchia Napoli" - ostce - 27 x 25 - cie e d - 1906
Com etiqueta do ateliê do artista no dorso. Ex-coleção Benedicto Anselho Pierotti. -Italiano de Dronero, Piemonte, onde nasceu em 7/8/1876. Pintor e professor, oriundo de família nobre, o autor sempre viveu em Nápoles, onde realizou estudos e concluiu sua formação artística. Reputado pintor de paisagens e marinhas, figurou em diversas exposições na Itália, onde ganhou a medalha de ouro na Exposição Internacional de Nápoles, e em 1916, quando o seu quadro Lã para os Soldados, foi escolhido pela Cruz Vermelha Italiana para ser reproduzido como propaganda de Socorros de Guerra. No Brasil sua obra foi muito bem recebida pela público e crítica, figurando em diversas exposições. BENEZIT, vol.4, pág. 681; MAYER/84, pág. 835; TEODORO BRAGA, pág. 107; JULIO LOUZADA vol.1, pág. 415; ITAÚ CULTURAL, RUTH TARASANTCHI.

344 - RUBENS MATUCK - (1952)
Lance Livre - Paisagem - ost - 80 x 90 - d - 2012
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 094 deste catálogo.

345 - ANITA MALFATTI - (1896 - 1964)
Lance Livre - Serenata - dn e a - 20 x 25 - cid
Proto-mártir do modernismo brasileiro, com sua mostra de 1917 em São Paulo, Anita Malfatti foi, no dizer de Dario da Silva Brito, o "estopim" da Semana de 1922. Recebeu prêmio de honra no Salão Paulista de 1934. Várias exposições coletivas e individuais como: Anita Malfatti no Museu de Arte Brasileira - FAAP. BENEZIT, vol. 7, pág. 118; TEODORO BRAGA, pag. 151/2; MEC, vol. 3, pág. 45; PONTUAL, pág. 332/3; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 33 e 35; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 478; ARTE NO BRASIL, pág. 652; LEONOR AMARANTE, pág. 24.

346 - JOSÉ DE PAULA ADAIL - (1930)
Lance Livre - São Pedro e Tancredo - dn - 18 x 26 - cid
Desenhista de humor, nascido em Iguape, SP. Publicou seus primeiros desenhos de humor, em 1947, nos semanários humorísticos O Governador e A Marmita, de São Paulo. Transferindo-se para no Rio de Janeiro, publicou trabalhos, a partir de 1956, nas revistas Maquis, Manchete, O Mundo Ilustrado e O Cruzeiro ("O Centavo"), bem como nos jornais Diário de Notícias, Tribuna da Imprensa, Jornal dos Sports ("Cartum JS") e Correio da Manhã ("O Manequinho"). MEC VOL. 1, PÁG. 36; PONTUAL PÁG.3.

347 - HAYDÉA SANTIAGO - (1896 - 1980)
Lance Livre - Barcos - osm - 16 x 22 - cid e d
Natural da cidade do Rio de Janeiro, onde veio a falecer. Estudou na Escola Nacional de Belas Artes. Foi aluna de Modesto Brocos e Amoedo. Aperfeiçoou seus estudos com Eliseu Visconti. Residiu em Paris com o marido, Manoel Santiago, de 1928 a 1932, participando do Salão de Artistas Franceses. No Brasil recebu diversas premiações no SNBA, bem como nos diversos Salões Oficiais de que participou, tais como SPBA, SMBA-RJ, SNAM e na I BSP. Teve como temas a paisagem, a figura, a natureza morta e o gênero. REIS JUNIOR, vol. 1, pág. 146; TEODORO BRAGA, pág. 211; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 290 e 292; TEIXEIRA LEITE, pág. 460; ITAÚ CULTURAL..

348 - CAMPOS AYRES - (1881 - 1944)
Lance Livre - Paisagem - osc - 16 x 23 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 203 deste catálogo.

349 - GINO BRUNO - (1889 - 1977)
Lance Livre - Natureza morta - ost - 64 x 49 - cid
No estado. - Nascido e falecido em São Paulo, este pintor foi especialista em figuras, interiores e naturezas-mortas. TEODORO BRAGA, pág. 108; MEC, vol. 1, pág. 299; PONTUAL, pág. 92; WALMIR AYALA, vol. 1, pág. 135; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 623; Acervo FIEO.

350 - EUGÊNIO LATOUR - (1874 - 1942)
Lance Livre - Catedral de Firenze - ostce - 44 x 28 - cid - 1911
Ex-coleção Reginaldo Bertolino - São Paulo - SP. -Nascido e falecido na cidade do Rio de Janeiro, onde frequentou a ENBA a partir de 1894. Foi aluno de Rodolfo Amoedo, Zeferino da Costa e H. Bernardelli. Expôs no SNBA em diversas oportunidades, recebendo premiações, inclusive de viagem ao exterior. Latour é um pintor da expressão humana, e feminina sobretudo. Cada cabeça sua representa um estado de alma. Aqui tristeza, dor concentrada; ali a despreocupação e o coquetismo. Sua obra é graciosa, sensível e elegante. JULIO LOUZADA, Vol. pág.522, TEIXEIRA LEITE, pág. 278, PONTUAL, pág. 300, ITAÚ CULTURAL, ARTE NO BRASIL, pág. 556.

351 - HENRIQUE BERNARDELLI - (1858 - 1936)
Lance Livre - Caça - osm - 69 x 34 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 098 deste catálogo.

352 - NICOLA PETTI - (1904 - 1983)
Lance Livre - "Rochedos" - ose - 36 x 64 - cie e d
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 102 deste catálogo.

353 - JUAREZ MACHADO - (1941)
Lance Livre - Figura - dn e g - 42 x 30 - cid - 1970
Nasceu em Joinville, SC. Atualmente reside e trabalha em Paris, França, onde mantem ateliê. Pintor, escultor, desenhista, caricaturista, jornalista, cenógrafo, escritor e ator. Desenvolveu sólida carreira como desenhista de charges de humor. Sua arte essencialmente criativa, vai do lirismo à violência, da análise microscópica ao extravasamento onírico. Entre as exposições de que participa, destacam-se: 9ª Bienal Internacional de São Paulo, 1967; Zona Gallery, Nova Iorque (Estados Unidos), 1981; Retrospectiva Quatro Artistas da Geração 60, no MAC/PR, Curitiba, 1987; Châteaux Bordeaux, no Centro Georges Pompidou, Paris, 1988; Retrospectiva, no MAC/Joinville, 1990; Arte na América Latina: 100 Anos de Produção, no Instituto Estadual de Artes Plásticas da UFRGS, Porto Alegre, 1996. "Juarez Machado expõe a natureza humana, olha, registra, interpreta, ilumina, focaliza. É o mundo dos humanos, mas não é o mundo do juiz dos homens. Aqui não estamos no Juízo Final. Juarez é o artista contemporâneo, ele tem este olhar elaborado pela ciência, o grau de consciência reflexiva. Podemos dizer deste ponto de vista, que esta obra humanística e esta atitude de intensa pesquisa confere ao seu trabalho um caráter anti-medieval." Jacob Klintowitz in: "Juarez Machado - Copacabana 100 Anos, Ed. Simões de Assis, 1992." JULIO LOUZADA vol.11, pág. 186; PONTUAL, pág.284; Acervo FIEO; ITAU CULTURAL; MEC, vol. 3; TEIXEIRA LEITE, pág. 298. Acervo FIEO.

354 - FERNANDO ODRIOZOLA - (1921 - 1986)
Lance Livre - Touro - tm - 25 x 36 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 104 deste catálogo.

355 - ANTONIO PARREIRAS - (1860 - 1937)
Base: R$ 8.000,00 - Cavalo - osm - 50 x 70 - cid
Com dedicatória. Reproduzido na página 572 do "Dicionário de Artistas Plásticos Brasileiros". - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 180 deste catálogo.

356 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - Carnaval - dn e g - 12 x 28 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

357 - INÁCIO RODRIGUES - (1947)
Lance Livre - Barco - tm - 41 x 50 - cie - 2011
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 077 deste catálogo.

358 - DIVERSOS AUTORES -
Lance Livre - - grav. - 40 x 55 - ass. - 1979
Gravura elaborada em conjunto pelos artistas Aldemir Martins, Alfredo Volpi, Clovis Graciano, Francisco Rebolo, Fulvio Pennacchi e Marina Caran. Assinada por todos. -

359 - TAPETE ORIENTAL, -
Lance Livre - -
Caucasiano medindo 120 x 174 cm = 2,09 m². Com certificado de Gaetano Reato - Tappeti Persiani e Caucasici Pregiati - Milão, Itália. -

360 - JOAQUIM TENREIRO - (1906 - 1992)
Lance Livre - Galo - ose - 73 x 50 - cid - 1968
Ex-coleção Sr. Renato Antônio Brogiolo - Rio de Janeiro. - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 146 deste catálogo.

361 - ROBERTO MAGALHÃES - (1940)
Lance Livre - Cão - dlc - 34 x 49 - cie - 1983
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 113 deste catálogo.

362 - LE CORBUSIER - (1887 - 1965)
Lance Livre - Composição - tm - 36 x 59 - cid
Arquiteto, pintor, gravador, escultor, projetista e escritor. Charles-Édouard Jeanneret nasceu em La Chaux-de-Fonds, Suíça, e faleceu em Roquebrune-Cap-Martin, França. Naturalizou-se francês em 1930. Embora aclamado como um dos maiores e mais influentes arquitetos do século XX, também ocupa lugar notável na história da pintura moderna. Junto com Amédée Ozenfant fundou o ‘Purismo’ e publicaram suas doutrinas estéticas. Adotou o pseudônimo Le Corbusier (derivado do nome de um de seus avós) em 1920, mas continuou a assinar suas pinturas como ‘Jeanneret’. Também produziu desenhos, ilustrações para livros, litogravuras, desenhos de tapeçaria, mobiliário e numerosos livros, panfletos e artigos. Esteve no Brasil dando conferências, em 1929 e 1936. Sua influência sobre o pensamento arquitetônico e urbanístico em todo o mundo foi enorme. BENEZIT VOL.6, PÁG.522; DICIONÁRIO OXFORD, PÁG.298; www.fondationlecorbusier.fr; www.centerlecorbusier.com artprice.com; artnet.com.

363 - EUGÊNIO DE PROENÇA SIGAUD - (1889 - 1979)
Lance Livre - Trabalhadores - dn - 24 x 33 - cid - 1973
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 122 deste catálogo.

364 - IRACEMA ARDITI - (1924 - 2006)
Lance Livre - "Lilaz" - ost - 22 x 16 - cie e d - São Paulo, 1989
Esta festejadíssima artista brasileira, tanto em solo pátrio como no exterior, nasceu em São Paulo, SP. Suas obras ganharam o mundo pela linguagem própria e límpida de suas obras, nada ingênua ou primitiva. PONTUAL, pág. 272; TEIXEIRA LEITE, pág. 261; ITAÚ CULTURAL; Acervo FIEO.

365 - LINA BO BARDI - (1914 - 1992)
Lance Livre - "Estudo para piscina - seixos lisos" - dn e l - 19 x 29 - cid - 1980 - São Paulo-SP
Com dedicatória. -Arquiteta, designer, cenógrafa, editora, ilustradora. Após estudar desenho no Liceu Artístico, forma-se, em 1940, na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Roma. A faculdade, dirigida pelo arquiteto tradicionalista Marcello Piacentini (1881 - 1960), privilegia uma tendência histórico-classicizante, que Lina chama de "nostalgia estilístico-áulica". Em desacordo com essa orientação valorizada pelo fascismo, predominante em Roma, ela se transfere para Milão, onde trabalha com o arquiteto Gió Ponti (1891 - 1979), líder do movimento pela valorização do artesanato italiano e diretor das Trienais de Milão e da revista Domus. Em pouco tempo ela própria passa a dirigir a revista e a atuar politicamente integrando a resistência à ocupação alemã durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), e colaborando com o Partido Comunista Italiano - PCI, então clandestino.1 Ainda em Milão, funda, ao lado do crítico Bruno Zevi (1918 - 2000), a revista A-Cultura della Vita. Em 1946, após o fim da guerra, casa-se com o crítico e historiador da arte Pietro Maria Bardi (1900 - 1999), com quem viaja para o Brasil - país no qual o casal decide se fixar, e que Lina chama de "minha pátria de escolha".2 No ano seguinte, Pietro Maria Bardi é convidado pelo jornalista Assis Chateaubriand (1892 - 1968) a fundar e dirigir o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp, em São Paulo. ITAÚ CULTURAL. -

366 - LEÓN FERRARI - (1920)
Lance Livre - Multidão - lito. P. A. - 28 x 40 - cid - 1982
Gravador e escultor argentino, natural da cidade de Buenos Aires. Começou a fazer escultura em 1954, com diversos materiais e com arame de aço inoxidável. Em 1962, iniciou sua série de desenhos escritos. Em 1964 colaborou com Rafael Albertino no livro de poesias e desenhos "Escritos en el Aire", editado por Vanni Scheiwiller em Milão. Em 1965, abandonou a arte abstrata e participou do movimento cultural que acompanhou a atividade política argentina, colaborando na organização de diversas mostras coletivas. A partir de 1976 fixa residência no Brasil, em São Paulo, onde voltou a esculpir e experimentar outras técnicas, como fotocópias, etc. Desenvolveu uma série de esculturas sonoras que deram origem aos instrumentos lúdicos musicais com os quais deu 4 concertos-performance. JULIO LOUZADA, vol. 3, pág. 403

367 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Feliz Natal - tm - 12 x 45 - cid - 1981
Projeto de cartão de natal para o Jornal do Brasil. - Com certificado de autenticidade emitido pelo Estúdio Aldemir Martins. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

368 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Volta da pesca - dn - 21 x 29 - cid
Reproduzido na página 44 do livro "Carybé - As Sete Portas da Bahia" - Livraria Martins Editora, São Paulo 1962. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

369 - JANDYRA WATERS - (1921)
Lance Livre - Composição - ost - 50 x 40 - d - 1983
Natural de Sertãozinho, neste Estado, viajou em 1945 para a Europa, para auxiliar as vítimas da II Grande Guerra. Em 1947, inicia seus estudos de pintura na Inglaterra. No Brasil estuda pintura com Y. Takaoka, gravura com Marcelo Grassmann e Darel, e pintura mural com Graciano. Diversas participações em salões paulistas (SPAM, 1957/1967), e muitos outros no País. LOUZADA vol. 3, pág. 1214; PONTUAL, pág. 550; TEIXEIRA LEITE, pág. 541 Acervo FIEO.

370 - INIMÁ DE PAULA - (1918 - 1999)
Lance Livre - Composição - ost - 24 x 72 - cie - 1956
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 170 deste catálogo.

371 - LUIZ JASMIN - (1940)
Lance Livre - Mulher e pássaro - dn e lc - 29 x 20 - csd
Baiano de Salvador, JASMIM é pintor e ilustrador. Assina suas obras LUIZ JASMIN. Ativo no Rio de Janeiro, é autor de capas de livros, de discos e ilustrador de revistas, premiado aqui e no exterior. Formou-se na França e nos Estados Unidos. Em Paris, cursou a Escola de Belas Artes e a Academia de la Grand Chaumiére, e em Nova York o Pratt Institute, onde estudou gravura. Expôs individualmente em diversas galerias no exterior, e no país, com sucesso de critica e de público. JULIO LOUZADA vol.3, pág.545; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

372 - FULVIO PENNACCHI - (1905 - 1992)
Lance Livre - Nossa Senhora com o Menino - dl e g - 25 x 17 - cie e cid - 06/1979 - Brasilia - DF
Com a seguinte dedicatória: "Para Serafico (Oscar Seraphico, proprietário da Galeria de mesmo nome em Brasília - DF) com carinho e simpatia. Pennacchi" - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 192 deste catálogo.

373 - ANTONIO AUGUSTO MARX - (1919 - 2008)
Lance Livre - Paisagem - ost - 50 x 70 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 123 deste catálogo.

374 - JESUALDO ANTONIO GELAIN - (1940)
Lance Livre - "O castelo" - ast - 50 x 70 - cid - 2012
Pintor nascido em Santa Rosa, RS. Autodidata no início de sua carreira, teve aulas com Colete Pujol. Participou de vários Salões e exposições oficiais em: Canoas, RS (1960); Aparecida do Norte, SP (1961); São Carlos, SP (1964); São Paulo (1966 a 1968, 1985). Foi premiado, em 1966, no Salão da Escola de Belas Artes de São Paulo.

375 - RUBENS GERCHMAN - (1942 - 2008)
Lance Livre - "O beijo III" - tm - 40 x 50 - cid e d
Com certificado de autenticidade firmado pelo autor, datado de 26 de março de 2006. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 125 deste catálogo.

376 - MARIA FREIRE - (1919)
Lance Livre - "Composição em quatro tons" - g - 29 x 40 - cid
Intitulado pela autora no dorso. -Artista do Uruguai que tem realizado inúmeras exposições individuais: Uruguai (1970, 1975, 1977, 1987, 1990, 1992, 1998); São Paulo (1956 - MAM, 1976); Rio de Janeiro (1957 - MAM); Espanha (1958); Bélgica (1959); Argentina (1967). Coletivas: Uruguai (1982, 1983, 1990, 1996, 2006); EUA (1992, 2001); Inglaterra (1994, 1996); Espanha (1997), México (2002); Porto Alegre (2005 - Bienal do Mercosul); Suíça (2005). www.fundacaobienal.art.br; www.artnet.com; artprice.com; www.artinfo.com

377 - JOSÉ ANTONIO DA SILVA - (1909 - 1996)
Lance Livre - "Descanso do dia" - osp - 21 x 28 - cie - 1980
Considerado por muitos críticos e colecionadores como o mais típico dos nossos pintores ingênuos, Silva foi o intérprete da cena rural de São Paulo, num estilo expontâneo em que assomam, por vezes, soluções plásticas inesperadas. MEC, vol. 4, pág. 256; PONTUAL, pág. 493 e 494; TEIXEIRA LEITE, pág. 478; JULIO LOUZADA, vol. 2, pág. 958; ARTE NO BRASIL, vol. 2, pág. 958; BENEZIT, vol. 9, pág. 602; ARTE NAIF NO BRASIL, pág. 227; ITAU CULTURAL; LEONOR AMARANTE, pág. 171; Acervo FIEO.

378 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Juventude - e em b - h = 34 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

379 - VENÍCIO ALVES NOGUEIRA - (1965)
Lance Livre - "A dança" - ost - 50 x 50 - cid - 2007 - Carmo do Cajuru-MG
Pintor, desenhista e cenógrafo. É natural de Carmo do Cajuru- MG e autodidata. Tem realizado exposições individuais e participado de inúmeras coletivas e Salões oficiais pelo Brasil e exterior como o Circuito Internacional de Arte Brasileira (2001 a 2004, 2006, 2009). Recebeu menções honrosas em São Paulo (2001 a 2006). http://davincigallery.net/art/pt/venicio-nogueira.html.

380 - EDGARD WALTER - (1917 - 1994)
Base: R$ 10.000,00 - Paisagem - ost - 73 x 93 - cid - 1928
Natural de Nova Lima MG, onde nasceu a 20 de novembro, e falecido na cidade de Teresópolis RJ, em 14 de maio. Pintor acadêmico, notabilizou-se pelas suas paisagens. Ativo no Rio de Janeiro, foi discípulo de Oswaldo Teixeira. Participou, recebendo premiações, de diversos certames oficiais. "O que sobressai neste moço, que se utiliza de formas ´antigas´ para nos transmitir sentimentos novos, é o esmero da técnica. Edgar Walter é, por excelência, um pintor de detalhes, de pequeninos nadas que muitas vezes - por que não reconhecê-lo ? - fazem de um quadro pequeno uma grande tela. Ele se compraz em reproduzir pormenores da natureza, dirão os austeros críticos. " H. Pereira da Silva (100 obras Itaú. Pietro Maria Bardi. São Paulo, Banco Itaú, MASP, 1985) JULIO LOUZADA, vol. 1 pág. 1065; ITAÚ CULTURAL; MEC, vol. 4, pág. 503.

381 - VICENTE LEITE - (1900 - 1941)
Lance Livre - Estudo - a - 23 x 29 - cid - 1937 - Espírito Santo
Vicente Rosal Ferreira Leite nasceu no estado do Ceará, onde servia na guarda do Palácio do Governo, quando o então governador João Tomé de Sabóia e Silva lhe ofereceu uma bolsa de estudos no Rio de Janeiro, em virtude de seus dotes como desenhista. Na antiga Escola Nacional de Belas-Artes, no Rio, teve Cândido Portinari e Orlando Teruz, entre outros, como seus condiscípulos. De 1920 a 1926 estudou sob a orientação de Lucílio de Albuquerque, Rodolfo Chambelland e João Batista da Costa - de quem sofreu grande influência em sua dedicação às paisagens. Reconhecido e condecorado com menções honrosas em todo país, realizou exposições em diversos estados brasileiros, e também participou de salões em países como Argentina e Estados Unidos. Executou ainda, no Palácio do Governo do Ceará, uma alegoria da Revolução de 1930 - obra onde empregou a técnica pontilhista da última fase dos impressionistas franceses. Suas obras podem ser encontradas no Museu Nacional de Belas-Artes, na Pinacoteca do Estado de São Paulo e no Museu Mariano Procópio, em Juiz de Fora. JULIO LOUZADA, VOL ,10, pág, 487. PONTUAL, pág, 308. MEC, VOL, 2, pág, 468; TEIXEIRA LEITE.pág, 284; ITAÚ CULTURAL.

382 - MARIO SILÉSIO - (1913 - 1990)
Lance Livre - Composição - dn e g - 29 x 20 - cid
Pintor, desenhista, muralista e vitralista. Cursa direito na Universidade de Minas Gerais - UMG (atual Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG), em Belo Horizonte, entre 1930 e 1935. Estuda desenho e pintura na Escola de Belas Artes de Belo Horizonte (Escola Guignard), sob a orientação de Alberto da Veiga Guignard, entre 1943 e 1949. Em 1953 viaja para Paris, como bolsista do governo francês, e ingressa no curso de André Lhote. De volta ao Brasil, entre 1957 e 1960 executa diversos painéis em edifícios públicos e privados de Belo Horizonte, como Banco Mineiro de Produção, Condomínio Retiro das Pedras, Inspetoria de Trânsito, Teatro Marília, Escola de Direito da UFMG e Departamento Estadual de Trânsito. É também de Silésio o mural feito para o Clube dos Engenheiros, em Araruama, Rio de Janeiro. Executa os vitrais da Igreja dos Ferros em 1964. ITAÚ CULTURAL.

383 - IVAN SERPA - (1923 - 1973)
Lance Livre - Figuras - dcan - 16 x 11 - cid - 15/10/1964
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 137 deste catálogo.

384 - LUCILIA FRAGA - (1895 - 1979)
Lance Livre - Vaso de flores - osc - 37 x 46 - cid
Importante pintora que foi ativa na cidade de São Paulo. Participou regularmente do SPBA, recebendo premiações em 1938, 1939, 1960. Quatro de suas obras constam do acervo da PINACOTECA-SP. REIS JUNIOR, pág. 387; THEODORO BRAGA, pág. 145 a 147; PONTUAL, pág. 222; MEC, vol, 2, pág. 188; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

385 - WEGA NERY - (1912 - 2007)
Lance Livre - "Tormenta" - ost - 46 x 55 - cie e d - 1966
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 135 deste catálogo.

386 - MAURICIO NOGUEIRA LIMA - (1930 - 1999)
Lance Livre - Composição - dn - 21 x 27 - cid
Ex-coleção Noel Grinberg. -Natural da cidade do Recife, PE, o autor foi pintor, arquiteto, desenhista e professor. Frequentou o Instituto de Belas Artes de Porto Alegre, o MAM-SP e diplomou-se em arquitetura pela Faculdade Mackenzie-SP. Ligado ao grupo Ruptura, Maurício tornou-se um artista de acentuados princípios racionais, sendo o autor de algumas introduções no campo da animação ótica dos espaços, na seriação das construções e ainda na busca específica de retículas coloridas.Participou do Salão Paulista de Arte Moderna, onde obteve, dentre outros, o 1º Prêmio em Cartaz (1951 e 1957). Participou também do movimento de arte concreta, figurando nas exposições do MAM-SP (1956), no MEC-RJ (1957), na Exposição Internacional de Arte Concreta, em Zurique (1960), etc JULIO LOUZADA, vol 1, pags 678 e 679; ITAU CULTURAL.

387 - LUCY CITTI FERREIRA - (1911)
Base: R$ 8.000,00 - Paisagem - osc - 35 x 29 - n/as.
Com carimbo de autenticação da autora no dorso. - Pintora, desenhista e gravadora, nascida na cidade de São Paulo-SP. Estudou em Paris com André Chapuy, e cursou a Escola de Belas Artes. Expôs no Salão das Tulherias. No Brasil desde 1934, trabalhou com Lasar Segall. Seu estilo e figurativo com tendência ao expressionismo JULIO LOUZADA vol. 10, pág. 344.

388 - COLETTE PUJOL - (1913 - 1999)
Lance Livre - Flores - ost - 81 x 58 - cie
Com carimbo do Salão Nacional de Belas Artes de 1959, no dorso. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 074 deste catálogo.

389 - LUÍS MORRONE - (1906 - XX)
Lance Livre - "Michelangelo" - e em b - h = 40 - ass.
Reproduzida na página 17 do livro "Arte de Luís Morrone" por Hilda Vargas Pereira. -Nasceu em São Paulo, Capital. Escultor ativo nesta cidade, foi discípulo de Etore Ximenes. Participou do Salão de Belas Artes de Porto Algre (1940), no SPBA, onde obteve pequena e grande medalhas de prata (1941 e 1948). Participou ainda de outros certames oficiais, com premiações. MEC, vol 3 pág. 203

390 - ORLANDO TERUZ - (1902 - 1984)
Base: R$ 20.000,00 - Flores - ost - 65 x 81 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 140 deste catálogo.

391 - MILLÔR FERNANDES - (1924 - 2012)
Lance Livre - Tentação - dn e a - 43 x 30 - cid
Carioca, o autor é escritor, jornalista, humorista, caricaturista, cenógrafo e teatrólogo. Colaborou com sua arte em diversas publicações de sucesso, tais como O Cruzeiro, Cigarra e Veja. Foi diretor d'O Pasquim. MEC, vol. 2, pág. 148

392 - YOSHIYA TAKAOKA - (1909 - 1978)
Base: R$ 8.000,00 - Estudo - ost - 80 x 63 - cie - 1968
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 142 deste catálogo.

393 - RENOT - (1932)
Lance Livre - "Baianas e pássaros" - ostce - 44 x 30 - csd - 1980
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 054 deste catálogo.

394 - LUIZ PINTO - (1939 - 2012)
Lance Livre - Paisagem - ostcm - 31 x 46 - cie
Com etiqueta da 6ª Seleção de Artistas Contemporâneos realizada pela Sociarte em 1987 no Clube Atlético Monte Líbano - São Paulo - SP. -Mineiro de Sete Lagoas, onde nasceu a 19 de agôsto de 1939. Pintor, desenhista, ilustrador e professor. Assinava as suas obras: LUIZ PINTO. Foi aluno de Guignard, com quem iniciou seus estudos de pintura, de 1957 a 1960 (Belo Horizonte). Recebeu aulas de Edgard Walter, no Rio de Janeiro (1968-1969). Ativo em São Paulo a partir de 1984, quando aqui se radicou. Artista de méritos, suas obras são muito apreciadas pelos colecionadores do estilo academico. JULIO LOUZADA vol. 13 pág. 265, Acervo FIEO

395 - JOAQUIM TENREIRO - (1906 - 1992)
Lance Livre - Cavalo - tm - 23 x 30 - d
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 146 deste catálogo.

396 - IOLE DI NATALI - (1941)
Lance Livre - "Eros III" - grav.a P/E (2º estado) - 40 x 30 - cid - 22/02/1985
Série Amor II. - Com carimbo do ateliê da artista no dorso. - Gravadora, desenhista e aquarelista. Nasceu na Itália em 1941 e veio para o Brasil aos oito anos de idade. Sua trajetória artística teve início na década de 60, mas sua paixão pela gravura aconteceu ao freqüentar um curso ministrado por Evandro Carlos Jardim. A partir daí, passou a se dedicar à gravura em metal freqüentando inclusive o curso de Calcografia em metal na "Calcografia Nazionale di Roma", Itália. Em 1980 abre o Ateliê Calcográfico Iole, localizado num aconchegante apartamento - porta a porta com o seu - na rua Avanhandava, Centro Velho de São Paulo. A partir daí, Iole, também uma grande educadora (leciona na graduação de pós-graduação na Faculdade de Artes Santa Marcelina e coordena o Núcleo de Aquarelistas da mesma entidade) passa a formar novos gravadores em seu ateliê, além de abrigar artistas que freqüentavam e freqüentam o espaço para imprimir seus trabalhos, ou ainda para discutir sobre a arte de uma maneira geral. "Queria preparar amantes desta arte; formar nas pessoas, sulcos, que ficassem gravados para sempre" comenta Iole, apaixonadamente. Acervo FIEO.

397 - MIRA SCHENDEL - (1918 - 1988)
Lance Livre - Composição - dc - 31 x 20 - cid - 1962
Ex-coleção Noel Grinberg. -Suíça, Mira imigrou para o Brasil em 1949, fixando-se inicialmente em Porto Alegre, onde fez pinturas e esculturas em cerâmica, nas quais assinava Mirra Hargesheimer, seu nome de solteira.. Realizou a sua primeira exposição individual, em 1952. Expôs em 1954 em São Paulo (MAM), para onde se transferiu. Participou de diversos salões, tais como o SPAM e Bienais de São Paulo, Córdoba e Veneza, obtendo premiações. A principio exclusivamente desenhista, com a utilização de signos, índices e símbolos, dedicou-se posteriormente à pintura, dentro da vertente minimalista que norteou toda a sua carreira. TEIXEIRA LEITE, pág. 464; JULIO LOUZADA, vol. 13, pág. 304; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 688; LEONOR AMARANTE, pág. 187.

398 - RUBEM VALENTIM - (1922 - 1991)
Lance Livre - "Emblema 89" - ast - 70 x 50 - d - 1989 - São Paulo - SP
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 148 deste catálogo.

399 - MICHEL DE GALLARD - (1921 - 2007)
Lance Livre - Paisagem - ost - 59 x 72 - cid - 1956
Pintor da Escola Francesa, nascido em Villefranche-d’Allier e falecido em Yonne, França. Deixou os estudos de medicina e se dedicou à pintura freqüentando a Academia da Grande Chaumière et Arts Décoratifs. Foi um dos representantes do movimento realista miserabiliste. Participou regularmente de exposições em importantes galerias parisienses, Salões oficiais e internacionais. Recebeu vários prêmios e possui obras em muitos museus da Europa. BENEZIT, VOL.4, PÁG. 591; www.presidence.fr; www.artnet.com.

400 - FRANCISCO REBOLO GONSALES - (1903 - 1980)
Lance Livre - Paisagem com cavalo - ose - 33 x 46 - cid e d - 1974
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 120 deste catálogo.

401 - NELSON LEIRNER - (1932)
Lance Livre - "Love life of a gorilla" - lito. 18/30 - 84 x 58 - cid - 1968
Paulista da Capital, o autor descende de uma família de artistas. Foi aluno de Joan Ponç e Samson Flexor. Participa de coletivas a partir de 1958, inclusive com premiações nas bienais de Tóquio e São Paulo. Sua trajetória artística merece ser melhor conhecida pelos admiradores de sua obra. TEIXEIRA LEITE, pág. 283; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 734; ARTE NO BRASIL, pág. 893; LEONOR AMARANTE, pág. 154.

402 - SAMSON FLEXOR - (1907 - 1971)
Lance Livre - "Bípede" - a - 43 x 31 - cid - 1965
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 152 deste catálogo.

403 - MINO CARTA - (1933)
Lance Livre - Paisagem - ost - 50 x 60 - cid
No estado. - Pintor, editor, jornalista italiano de Gênova, onde nasceu a 3 de setembro. Autodidata, recebeu influência do pintor italiano Giorgio Morandi. No Brasil desde 1946. Segundo Jacob Klintowitz: " A convicção de Mino Carta é de que não é possível a expressão fora da linguagem e de que a arte é a construção capaz de articular em mito o caos interior. E o que ele nos traz é justamente a organização de suas memórias e intuições, num percurso emocionalmente denso. E o que mais nos toca, nesta renovação do memorialismo brasileiro, é o encontro, sem quaisquer disfarces, com estas figuras impregnadas do humano." JULIO LOUZADA, vol 5 - pag 207. ITAUCULTURAL

404 - GEDLEY BELCHIOR BRAGA - (1967)
Lance Livre - Composição - asc - 22 x 28 - d - 1987
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 154 deste catálogo.

405 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - "Cangaceiro - Série Canudos" - dn - 30 x 56 - cid - 1967
Com certificado de autenticidade emitido pelo Estúdio Aldemir Martins. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

406 - ANTONIO HENRIQUE AMARAL - (1935)
Lance Livre - "Butantã" - p - 50 x 70 - cid - 1980
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 156 deste catálogo.

407 - MARIO GRUBER - (1927 - 2011)
Lance Livre - Articulado - ost - 100 x 70 - cid e d - 2008
"Série Articulados" - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 157 deste catálogo.

408 - DANILO DI PRETE - (1911 - 1985)
Lance Livre - Composição - ost - 40 x 50 - cid
Com etiqueta de "Documenta Galeria de Arte", São Paulo, no dorso. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 158 deste catálogo.

409 - OCTÁVIO ARAÚJO - (1926)
Lance Livre - Figuras - xilo. 10/100 - 30 x 24 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 149 deste catálogo.

410 - PEDRO WEINGÄRTNER - (1856 - 1929)
Base: R$ 25.000,00 - Paisagem - g - 33 x 59 - cid
Reproduzido no convite deste leilão. -Pintor gaúcho de origem alemã, Weingärtner estudou no Brasil, Alemanha e Itália, residindo por longos anos na Europa. Ao retornar ao Brasil, dedicou-se a temática gauchesca, que lhe motivou os trabalhos mais sensíveis. Um dos pioneiros da gravura de arte no Brasil. JULIO LOUZADA, vol. 11, pág. 343; BENEZIT, vol. 10, pág. 675; TEODORO BRAGA, pág. 246; REIS JUNIOR, pág. 220/224; MEC, vol. 4, pág. 506/507; LAUDELINO FREIRE, pág. 386; PONTUAL, pág. 551/552; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 438/439; MAYER/84, pág. 1268; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 443; ARTE NO BRASIL, pág. 560; RGS, pág. 402; PEDRO WEINGÄRTNER;

411 - ALBERTO DA VEIGA GUIGNARD - (1896 - 1962)
Lance Livre - Vista de Ouro Preto - dn - 22 x 15 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 083 deste catálogo.

412 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - Composição - dn - 18 x 18 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

413 - NEWTON MESQUITA - (1948)
Lance Livre - Composição - ase - 76 x 50 - cid
Com etiqueta do ateliê do artista no dorso. -Pintor e gravador paulistano, Newton Mesquita é inquieto; provoca a sua arte com novos experimentos e técnicas. Desenhista de mão cheia, solta o traço com habilidade, recriando imagens, cores e texturas. JULIO LOUZADA, vol. 9, pág. 578; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

414 - DJANIRA DA MOTTA E SILVA - (1914 - 1979)
Lance Livre - Mãe e filha - tm - 16 x 19 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 100 deste catálogo.

415 - JOSÉ FERRAZ DE ALMEIDA JR. - (1850 - 1899)
Base: R$ 80.000,00 - "Conversão de São Paulo" - ost - 41 x 30 - cid - 1888
Reproduzido: a) No convite deste leilão; b) No livro "Almeida Junior vida e obra". Art Editora - São Paulo - 1979, página 95; c) No livro "Almeida Junior, um criador de imaginários". Pinacoteca do Estado de São Paulo - 2007, páginas 60 e 223; d) No catálogo Renato Magalhães Gouvêa leilões de arte, venda nº 13 lote nº 183. -Nasceu em Itú, SP, 8/5/1850, e faleceu, assassinado em Piracicaba, em 13/11/1899. Foi aluno de Vitor Meirelles (pintura) e de Jules Le Chevrel (desenho), a Academia Imperial de Belas Artes, do Rio de Janeiro. Seu curso foi brilhante, tendo obtido 9 premiações. Foi pensionista do Império, aperfeiçoando-se na Europa. Pinta com singular maestria temas ligados ao homem do campo, retratos e paisagens rurais. JULIO LOUZADA vol.1, pág. 49; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 418; ARTE NO BRASIL, pág. 566; F. ACQUARONE, pág. 89, RUTH TARASANTCHI.

416 - OSCAR NIEMEYER - (1907)
Lance Livre - Mulheres - dn - 28 x 41 - cie
Oscar Niemeyer Soares Filho nasceu no Rio de Janeiro. Arquiteto, gravador e urbanista. Forma-se em arquitetura pela Escola Nacional de Belas Artes - ENBA, Rio de Janeiro, em 1934. Nesse ano, passa a freqüentar o escritório do arquiteto e urbanista Lucio Costa. Em 1936, integra a comissão criada para definir os planos da sede do Ministério da Educação e Saúde, no Rio de Janeiro, com a supervisão do arquiteto suíço Le Corbusier, a quem assiste como desenhista. Entre 1940 e 1944 projeta o conjunto arquitetônico da Pampulha, Belo Horizonte - MG, que se configura como um marco de sua obra, pois rompe com os conceitos rigorosos do funcionalismo e utiliza uma linguagem de formas novas, de superfícies curvas, explorando as possibilidades plásticas do concreto armado. Em 1947, é convidado pela Organização das Nações Unidas - ONU a participar da comissão de arquitetos encarregada de definir os planos de sua futura sede em Nova York. Seu projeto, associado ao de Le Corbusier, é escolhido como base do plano definitivo. No Rio de Janeiro, em 1955, funda a revista ‘Módulo’ e no ano seguinte começa a colaborar na construção da nova capital do Brasil, Brasília, cujo plano urbanístico é confiado a Lucio Costa. Participou da I e II Bienal Internacional de São Paulo. Em 1965 é realizada uma retrospectiva sua no Museu do Louvre, Paris, a primeira dedicada a um arquiteto. Projetou inúmeras obras pelo mundo e recebeu vários prêmios. O Parque Ibirapuera (1951), São Paulo, também foi um dos seus grandes projetos. ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA, VOL.5, PÁG.744; VOL.6, PÁG.785; MEC, VOL.3, PÁG. 263; DICIONÁRIO OXFORD; www.niemeyer.org.br.

417 - LOIO PÉRSIO - (1927 - 2004)
Lance Livre - Composição - osm - 32 x 45 - cid - 1963
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 167 deste catálogo.

418 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - Juventude - e em b - h = 49 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

419 - ANATOL WLADYSLAW - (1913 - 2004)
Lance Livre - Composição - dcry. - 14 x 23 - cid - 1956
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 150 deste catálogo.

420 - JOSÉ ANTONIO DA SILVA - (1909 - 1996)
Base: R$ 20.000,00 - Barco - ost - 65 x 100 - cid e d - 6/3/1948
Reproduzido no convite deste leilão. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 377 deste catálogo.

421 - OSCAR PEREIRA DA SILVA - (1867 - 1939)
Base: R$ 6.000,00 - Imigrante - ost - 51 x 45 - cid - 1909
Grande pintor brasileiro; prêmio de viagem à Europa em 1889, aperfeiçoou-se em Paris com Gérome e Leon Bonnat. "Sem ter revelado impulsos vigorosos que lhe evidenciassem poder emotivo, Oscar Pereira da Silva soube manter no transcorrer de bem cinquenta e sete anos de produção permanente e intensa, desde que retornou ao país, em 1896, todo o cuidado de um desenho severamente elaborado, sem num só instante voltar-se para o novo semblante que a pintura adquiria nessa transposição de tempo. " Quirino Campofiorito, in CAMPOFIORITO, Quirino. História da Pintura Brasileira no Século XIX. Ed.Pinakotheke-SP, 1983. PRIMORES DA PINTURA NO BRASIL, vol. 1, págs. 245/281; TEODORO BRAGA, pág. 177/8; LAUDELINO FREIRE, pág. 383; WALMIR AYALA, vol. 2, pág. 185; MEC, vol. 4, pág.277; PONTUAL, pág. 419; TEIXEIRA LEITE, pág. 402; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 437; ARTE NO BRASIL, pág. 553, Acervo FIEO; F. ACQUARONE, pág. 187, RUTH TARASANTCHI.

422 - RANCHINHO - (1923 - 2003)
Lance Livre - "Rampa da Igreja da Santa Cecilia" - ostce - 40 x 60 - cid - 1986 - Assis - São Paulo
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 172 deste catálogo.

423 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Capoeira - dn - 29 x 22 - cid
Reproduzido na página 109 do livro "Carybé As Sete Portas da Bahia" - Livraria Martins Editora, São Paulo 1962. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

424 - ALBERTO TEIXEIRA - (1925 - 2011)
Lance Livre - Composição - ost - 35 x 22 - cid - 1956
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 174 deste catálogo.

425 - IBERÊ CAMARGO - (1914 - 1994)
Lance Livre - Símbolos - p - 44 x 32 - cid - 1976
Com dedicatória. -Natural da cidade de Restinga Seca, RS, e falecido na capital gaúcha. Foi aluno de Salvador Parlagreco e João Fahrion. No Rio de Janeiro, a partir de 1942, estudou pouco tempo na Escola Nacional de Belas Artes, trocando-a pelos ensinamentos de Guignard. Recebeu o prêmio viagem ao estrangeiro em 1947, na Divisão Moderna do Salão Nacional de Belas Artes. Morou dois anos em Paris e Roma, aperfeiçoando-se com De Chirico, Lhote, Achille e Rosa em pintura e Petrucci em gravura. Foi considerado o Melhor Pintor Nacional na VI Bienal de São Paulo, em 1961. MEC, vol.1, pág.328 e 329; WALMIR AYALA, vol.1, pág.156 a 158; JULIO LOUZADA, vol.11, pág.51; TEIXEIRA LEITE, pág.101; PONTUAL, pág.100 e 101; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 573; ARTE NO BRASIL, pág. 853; LEONOR AMARANTE, pág. 127.

426 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Vaso de flores - ast - 80 x 60 - cie e d - março de 2002 - São Paulo
Com certificado de autenticidade emitido pelo Estúdio Aldemir Martins. - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

427 - EDUARDO SUED - (1925)
Lance Livre - Figuras - dn - 21 x 15 - cie - 1961
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 177 deste catálogo.

428 - PAULO VON POSER - (1965)
Lance Livre - Vegetação - ser. - 18 x 24 - cid
Paulistano, nasceu a 19 de outubro de 1965. Desenhista, pintor, cenógrafo e arquiteto. Obcecado por desenhos, retratos e fotografias, desenha sobre ampliações grandes, em seguida fotografa o resultado e desenvolve um novo desenho. Como contraponto ao desenho sobre fotos, por vezes recorre a temas clássivos. Já fez séries inteiras só de paisagens, também pintando retratos, heroínas, amigos e personagens. Ou simplesmente figuras. Declara que não se sente apenas um artista plástico, mas um artista que quer amplicar o seu trabalho em outras linguagens. Individuais desde 1982 e coletivas a partir de 1979, sempre com sucesso de público e de crítica. JULIO LOUZADA, vol 5 pág 835/836; Acervo FIEO.

429 - PAULO VALLE JÚNIOR - (1889 - 1958)
Lance Livre - Marinha - ostcc - 25 x 34 - cid
Paisagista e marinhista extremamente sensível, Valle Júnior postou-se à parte da renovação determinada pela Semana de Arte Moderna, tendo sido porém artista autêntico e pessoal. TEODORO BRAGA, pág. 187; REIS JUNIOR, pág. 373; MEC, vol 4, págs 441/442; PONTUAL, pág. 531; ITAU CULTURAL; Acervo FIEO, RUTH TARASANTCHI.

430 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Base: R$ 35.000,00 - Pescadores - a - 48 x 31 - cid - 1955
Reproduzido no convite deste leilão. Com a seguinte dedicatória: "Um homem só conduuz as gerações à glória. A elle, pois pertencem os louros da victória. A nobre, ao imortal, ao gênio" - Peixoto - E Di Cavalcanti. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

431 - CARYBÉ - (1911 - 1997)
Lance Livre - Mãe baiana - e em b - h = 46 - b
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 022 deste catálogo.

432 - HEITOR DOS PRAZERES - (1898 - 1966)
Lance Livre - "Crianças brincando" - ost - 50 x 61 - cid - 08/04/1963 - Rio
Com certificado da família do artista, firmado pelo curador da obra, Sr. Heitor dos Prazeres Filho. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 097 deste catálogo.

433 - AGOSTINHO BATISTA DE FREITAS - (1927 - 1997)
Lance Livre - "Pausa no trabalho" - ost - 16 x 22 - cie - 1976
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 183 deste catálogo.

434 - CARLOS OSWALD - (1882 - 1971)
Lance Livre - Paisagem com palmeiras - grav. 1/100 - 27 x 20 - cid - 1964 - Petrópolis
Reproduzido na página 88 do livro "Carlos Oswald" editado pelo Museu Nacional de Belas Artes. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 184 deste catálogo.

435 - MANABU MABE - (1924 - 1997)
Lance Livre - Peixe - batik - 17 x 44 - cie
Com certificado de autenticidade nº 170 do Instituo Manabu Mabe. Obra catalogada no instituto sob o nº 2049. -Pintor autodidata, veio para o Brasil com a família em 1934, fixando-se em Lins-SP, onde trabalhou na lavoura do café; ligado ao abstracionismo informal, até a metade dos anos 50 fez pintura figurativa, especialmente paisagens e naturezas mortas; dedicou-se ainda à tapeçaria. ARTE NO BRASIL, vol. 2, pág. 1050; TEIXEIRA LEITE, pág. 296; PONTUAL, pág. 325/6; MEC, vol. 3, pág. 13; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 644; LEONOR AMARANTE, pág. 83, Acervo FIEO.

436 - MARCELO GRASSMANN - (1925)
Lance Livre - Figuras - dn - 35 x 48 - cid - 2005
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 076 deste catálogo.

437 - ANA ANDRADE - (1953)
Lance Livre - "Da porta do ateliê" - grav. 4/20 - 20 x 30 - cid - 1988
Complemento de técnica: água forte e ponta seca. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 187 deste catálogo.

438 - EMILIANO DI CAVALCANTI - (1897 - 1976)
Lance Livre - Mulata - dc - 21 x 13 - cie
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 060 deste catálogo.

439 - ROBERTO BURLE MARX - (1909 - 1994)
Lance Livre - Composição - lito. 1/100 - 55 x 75 - cid
Nasceu em São Paulo e faleceu no Rio de Janeiro. Pintor, paisagista, arquiteto, desenhista, pintor, gravador, litógrafo, escultor, tapeceiro, ceramista, designer de jóias, decorador. Durante a infância viveu no Rio de Janeiro. Foi com a família para a Alemanha, em 1928. Em 1929, freqüentou o ateliê de pintura de Degner Klemn. Nos jardins e museus botânicos de Dahlen, em Berlim, entusiasmou-se ao encontrar exemplares da flora brasileira. De volta ao Brasil, fez curso de pintura e arquitetura na Escola Nacional de Belas Artes, RJ (1930 - 1934), onde foi aluno de Leo Putz , Augusto Bracet e Celso Antônio. Seu primeiro projeto paisagístico foi para a arquitetura de Lúcio Costa e Gregori Warchavchik, em 1932. Entre 1934 e 1937, ocupou o cargo de diretor de parques e jardins do Recife, PE, onde passou a residir. Nesse período, foi com freqüência ao Rio de Janeiro e teve aulas com Candido Portinari e com o escritor Mário de Andrade. Em 1937, retornou ao Rio de Janeiro e trabalhou como assistente de Candido Portinari. Foi em 1949, conforme sua paixão por plantas e seu interesse por botânica e jardinagem, que Burle Marx adquiriu um sítio em Barra de Guaratiba, RJ. Com auxílio de botânicos, viajou, coletou, catalogou exemplares de plantas do Brasil e reproduziu em seu sítio a diversidade fitogeográfica brasileira. Em 1985 doou esse sítio, com todo o seu acervo, à extinta Fundação Nacional Pró Memória, atual Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.Realizou muitas exposições individuais e projetos paisagísticos, participou de diversas mostras oficiais coletivas pelo Brasil e no exterior. PONTUAL, PÁG. 94; TEIXEIRA LEITE, PÁG. 93; MEC. VOL.1, PÁG.303; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, PÁG.564; ARTE NO BRASIL, PÁG. 738; LEONOR AMARANTE, PÁG. 98; JULIO LOUZADA VOL.1, PÁG. 179; artnet.com.

440 - FRANZ WEISSMANN - (1911 - 2005)
Base: R$ 15.000,00 - Coluna diagonal - e em f - 115 x 40 x 24 - b
Reproduzido no convite deste leilão. Ex coleção Renato Antônio Brogiolo - Rio de Janeiro. -Franz Joseph Weissmann nasceu em Knittelfeld, Áustria e faleceu no Rio de Janeiro. Escultor, desenhista, pintor e professor. Vem para o Brasil em 1921. No Rio de Janeiro, entre 1939 e 1941, freqüenta cursos de arquitetura, escultura, pintura e desenho na Escola Nacional de Belas Artes. De 1942 a 1944, estuda desenho, escultura, modelagem e fundição com August Zamoyski. Em 1945, transfere-se para Belo Horizonte, onde ministra aulas particulares de desenho e escultura. Três anos depois, Guignard o convida a lecionar escultura na Escola do Parque, que mais tarde recebe o nome de Escola Guignard. Integra o Grupo Frente, em 1955. No ano seguinte, volta a residir no Rio de Janeiro e participa da Exposição Nacional de Arte Concreta, em 1957. É um dos fundadores do Grupo Neoconcreto, em 1959. Nesse ano viaja para a Europa e o Extremo Oriente, retornando ao Brasil em 1965. Participa das Bienais Internacionais (1965,1967,1979 ,1987) e dos Panoramas de Arte Moderna (1972, 1975, 1981), em São Paulo. Nos anos de 1970 recebe o prêmio de melhor escultor da Associação Paulista de Críticos de Artes - APCA, participa da Bienal Internacional de Escultura ao Ar Livre, em Antuérpia, Bélgica, e da Bienal de Veneza. Realiza esculturas monumentais para espaços públicos de diversas cidades brasileiras, como na Praça da Sé, em São Paulo; no Parque da Catacumba, no Rio de Janeiro; e no Palácio das Artes, em Belo Horizonte. ITAU CULTURAL; MEC, VOL. 4, PÁG. 507; PONTUAL, PÁG. 552; JULIO LOUZADA , VOL. 2, PÁG. 1058; VOL.5, PÁG. 1130; VOL. 9, PÁG. 920; VOL. 11, PÁG. 344; www.franzweissmann.com.br.

441 - PEDRO ANTONIO MARTINEZ EXPÓSITO - (1886 - 1965)
Lance Livre - Menina - ostcc - 40 x 33 - cie - 1940
Pintor nascido em Almería, Espanha e falecido no Brasil. Assina Pedro Antonio. Realizou seus estudos artísticos sob a orientação de Lopez Mesquita, em seu país, por volta de 1930. Transferiu-se para a Argentina, onde realizou exposições individuais em Buenos Aires (1931, 1935), Mendonza (1935), San Juan (1936), Córdoba (1936), Rosário (1936). Em 1934 realizou ainda uma exposição em Miami, EUA, ao lado de Soria Aldo. Residindo no Brasil, a partir de 1936, expos individualmente no Rio de Janeiro (1944, 1946) e em São Paulo (1937, 1938). Participou do Salão Paulista de Belas Artes, SP (1937, 1939, 1940, 1942, 1943, 1945, 1947, 1949, 1951 a 1954) e do Salão Nacional de Belas Artes, RJ (1944). Foi premiado em São Paulo (1939) e no Rio de Janeiro (1944). Trabalhou também como correspondente da revista Boletim de Belas Artes, com sede no Rio de Janeiro. ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA VOL. 1, PÁG. 733; MEC VOL. 2, PÁG. 118; artfact.com.

442 - ALICE BRILL - (1920)
Lance Livre - Cena urbana - ost - 41 x 33 - cie - 1972
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 178 deste catálogo.

443 - ANTONIO BANDEIRA - (1922 - 1967)
Lance Livre - Paisagem - tm - 13 x 20 - cid - 1964
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 087 deste catálogo.

444 - TARSILA DO AMARAL - (1890 - 1973)
Lance Livre - Paisagem - dn - 19 x 24 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 165 deste catálogo.

445 - GIOVANNI BAPTISTA CASTAGNETO - (1862 - 1900)
Base: R$ 7.000,00 - Marinha - osm - 9 x 17 - cie
Esta obra participou da exposição Castagneto - Mestre da Marinha no Brasil - realizada pelo Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro - RJ. -Pintor especializado em marinhas, foi aluno de Georg Grimm, exímio colorista, fez impressionismo instintivamente; pintou em geral pequenos quadros a óleo, usando como suporte até tampas de caixas de charuto; fez também aquarelas e desenhos. MEC, vol. 1, pág. 368; Roberto Pontual, págs. 117/118; Arte no Brasil, vol. 2, pág. 1043.

446 - REGINA VEIGA - (1890 - 1986)
Lance Livre - Nu - ost - 58 x 73 - cid
Pintora. Foi discípula de Rodolfo Amoedo. Em 1907 seguiu para a Europa, a fim de aperfeiçoar seus estudos, tendo estado na França e na Alemanha. Participou da Salão Nacional de Belas Artes (1907, 1913. 1917 e 1918), onde obteve premiações. Gonzaga Duque, em Contemporâneos (1929) e Carlos Rubens, em Pequena História das Artes Plásticas no Brasil, fazem-lhe referência. MEC Vol. 4 pág. 465 . ITAÚ CULTURAL. -

447 - INOS CORRADIN - (1929)
Lance Livre - Vaso de flor - ostce - 37 x 32 - cid - déc. de 60
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 014 deste catálogo.

448 - ANTONIO AUGUSTO MARX - (1919 - 2008)
Lance Livre - Composição - ost - 70 x 50 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 123 deste catálogo.

449 - DUDU SANTOS - (1943)
Lance Livre - Composição - ost - 60 x 82 - cie - 1983
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 199 deste catálogo.

450 - DJANIRA DA MOTTA E SILVA - (1914 - 1979)
Base: R$ 40.000,00 - "Oficina de trabalho" - ost - 73 x 114 - cid e d - 1962
Reproduzido no convite deste leilão. Ex-coleção Anníbal Uzêda de Oliveira - Rio de Janeiro - RJ. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 100 deste catálogo.

451 - TARSILA DO AMARAL - (1890 - 1973)
Lance Livre - "Crianças" - grav. P. A. - 27 x 20 - cid
Com certificado de autenticidade de Maria Del Carmem Perez Sola datado de maio de 2012. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 165 deste catálogo.

452 - FULVIO PENNACCHI - (1905 - 1992)
Lance Livre - Galo - ose - 32 x 23 - cid e d - 1983
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 192 deste catálogo.

453 - CAMPOS AYRES - (1881 - 1944)
Lance Livre - Paisagem - ost - 20 x 29 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 203 deste catálogo.

454 - TITO DE ALENCASTRO - (1934 - 1999)
Lance Livre - Composição - lito. 55/100 - 32 x 22 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 002 deste catálogo.

455 - MARIO ZANINI - (1907 - 1971)
Base: R$ 9.000,00 - Parque D. Pedro II - ost - 27 x 46 - cid - 1961
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 030 deste catálogo.

456 - SANDRO FERREATI - (1804 - 1872)
Lance Livre - Paisagem rural - ost - 45 x 83 - cid
Pintor italiano nascido em Verona. Viajou pela Inglaterra e França, se especializando em cenas do campo. Citado em diversas obras de referência.

457 - MANOEL SANTIAGO - (1897 - 1987)
Lance Livre - Praia - osc - 36 x 45 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 035 deste catálogo.

458 - DARIO MECATTI - (1909 - 1976)
Base: R$ 10.000,00 - Carnaval - ost - 100 x 40 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 208 deste catálogo.

459 - TOM WESSELMANN - (1931 - 2004)
Lance Livre - Figura feminina - dn - 19 x 29 - cid
Pintor americano que nasceu em Cincinnati e faleceu em Nova York. Estudou no Heram College, na Universidade de Cincinnati e mais tarde na Academia de Belas Artes de Cincinnati - OH. Foi aluno, também, da Cooper Union, em Nova York. Foi líder da primeira geração do movimento ‘Pop Art’, participando de inúmeras coletivas e realizando várias exposições individuais pelos Estados Unidos e Europa. BENEZIT VOL.10, PÁG.703; artnet.com; tomwesselmannestate.org; www.tom-wesselmann.com; www.moma.org; www.artcyclopedia.co; www.christies.com; www.askart.com; www.christies.com.

460 - ANTONIO GOMIDE - (1895 - 1967)
Base: R$ 35.000,00 - Arqueiro e nu - ost - 89 x 36 - cid - c - 1930
Reproduzido no convite e na quarta capa do catálogo deste leilão. Com certificado de autenticidade firmado por Elvira Vernaschi - historiadora e crítica de arte - membro da ABCA/AICA, autora do livro Gomide editado pela Universidade de São Paulo em 1989. -Pintor nascido em Itapetininga e falecido em São Paulo. Gomide estudou com o grande Hodler em Genebra, 1915 a 1918, e mais tarde, já em Paris, ligou-se a Picasso e aos cubistas que iriam influenciá-lo. Voltando ao Brasil em 1926, integrou-se ao movimento de renovação de nossas artes plásticas, conservando-se até morrer fiel aos postulados e cubistas de sua mocidade. Em 1968 o Museu de Arte Contemporânea dedicou-lhe importante retrospectiva. THEODORO BRAGA, pág.110, REIS JUNIOR, pág.377; PONTUAL, pags 244/245; MEC, vol.2, pág.275; WALMIR AYALA, vol.1, págs.353 a 355, ART PRINCE ANNUAL 2000, pág.955; TEIXEIRA LEITE, pág.222; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 548; ARTE NO BRASIL, pág. 694; Acervo FIEO.

461 - IONE SALDANHA - (1921 - 2001)
Lance Livre - Bambu - t s/b - h=193 - as. sup/int
Ex coleção Renato Antônio Brogiolo. - Rio de Janeiro. - Gaúcha de Alegrete, faleceu na cidade do Rio de Janeiro-RJ, onde residiu e foi ativa. Pintora, escultora e desenhista, realizou seus primeiros estudos no Rio de Janeiro, no ateliê de Pedro Luís Corrêa de Araújo, em 1948. Estudou a técnica de afresco em Paris, na Académie Julian, e em Florença, na Itália (1951). Inicialmente, produz obras figurativas, como cenas cotidianas e retratos. Realiza também uma série de pinturas de casarios, em que enfatiza a geometria. Posteriormente, sua produção adquire um caráter abstrato. No fim da década de 1960, passa utilizar novos suportes, abandonando a superfície bidimensional, e pintando sobre ripas, carretéis (bobinas de madeira para cabos elétricos) e bambus. Participa de várias edições da Bienal de São Paulo, com prêmio aquisição em 1967, e sala especial em 1975 e 1979. Em 2001, ano de seu falecimento, é realizada a retrospectiva Ione Saldanha e a Simplicidade da Cor, no Museu de Arte Contemporânea de Niterói - MAC/Niterói. "O que logo impressiona no desdobramento da pintura de Ione Saldanha, a partir da segunda metade dos anos 40, é a coerência interna do percurso, o rumo ordenado e lógico que a tem feito deslocar-se de um a outro ponto sem abandonar a concentração do interesse em alguns poucos problemas básicos (...). Na obra dos últimos 20 anos, Ione Saldanha, sem sair de seu casulo, alinhou-se numa via frequente da pintura contemporânea". PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. JULIO LOUZADA, vol. 5, pág. 916, 917 e 918; ITAUCULTURAL; RGS, pág. 263/264

462 - J. CARLOS - (1884 - 1950)
Lance Livre - "No viciado" - g - 33 x 23 - cid
Projeto de capa da revista Fom-Fom. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 047 deste catálogo.

463 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Base: R$ 14.000,00 - Gato - ast - 46 x 60 - cid - década de 90
Acompanha fotografia do artista junto à obra. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.

464 - TEISUKE KUMASSAKA - (1901 - XX)
Lance Livre - Vaso de flores - ost - 50 x 60 - cie - 1960
Pintor japonês, ativo em São Paulo, foi aluno de Auguste Petit no Rio de Janeiro, e professor de Manabu Mabe e Tamaki em São Paulo . Participou do Salão Paulista de Belas Artes e de diversas exposições individuais e coletivas. MEC vol. 2, pág.430.

465 - MILTON DACOSTA - (1915 - 1988)
Base: R$ 20.000,00 - "Vênus e pássaro" - ost - 22 x 27 - cid e d - 1981
Com etiqueta da Galeria Contorno - Rio de Janeiro, RJ - datada de 16/01/1982, no dorso. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 133 deste catálogo.

466 - TOMOSHIGUE KUSUNO - (1935)
Lance Livre - Paisagem japonesa - ast - 60 x 73 - cie e d - 1991 - Japão
Ex-coleção Kim Esteve, São Paulo - SP. -Natural de Yubari, Japão. Pintor, desenhista e gravador. A obra do autor situa-se no limiar entre o formalismo e o objeto. Individuais a partir de 1976, coletivas internacionais em 1982, e premiações diversas. JULIO LOUZADA, vol.4, pág.1101; MEC, vol.2, pág.430 e 431; PONTUAL, págs.295 e 296; TEIXEIRA LEITE, pág.274; WALMIR AYALA, vol.1, pág.452; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 697; ARTE NO BRASIL, pág. 968; LEONOR AMARANTE, pág. 171, Acervo FIEO.

467 - LEVINO FANZERES - (1884 - 1956)
Lance Livre - Pôr do sol - ostcc - 19 x 26 - cid
No estado. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 116 deste catálogo.

468 - BRUNO GIORGI - (1905 - 1993)
Lance Livre - "Fiandeira" - e em b - h = 74 - b
Reproduzido no livro "Bruno Giorgi", edição Art Editora Ltda - São Paulo. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 073 deste catálogo.

469 - UBI BAVA - (1905 - 1988)
Lance Livre - Composição - g - 29 x 21 - cid
Ex-coleção Noel Grinberg - Rio de Janeiro - RJ. -Natural da cidade paulista de Santos. Faleceu em São Paulo. Arquiteto, professor e pintor. Foi aluno de Lucilio de Albuquerque e de Henrique Cavalleiro. Foi professor de desenho artístico da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, FAU/UFRJ. Entre as exposições de que participa, destacam-se: Salão Nacional de Belas Artes - Divisão Moderna, Rio de Janeiro, 1949; Bienal Internacional de São Paulo, várias edições entre 1951 e 1975; Salão Preto e Branco (3º Salão Nacional de Arte Moderna), Rio de Janeiro, 1954; Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP, São Paulo, 1976. Após sua morte, suas obras participam da seguintes exposições: Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal de São Paulo, 1994; Espelho da Bienal, no MAC/Niterói, 1998. Segundo TEIXEIRA LEITE "Ubi Bava pode ser considerado um precursor e um pioneiro de certo tipo de pintura que tem nos efeitos óticos e nos recursos cinéticos sua razão maior de ser. Introduzindo em suas superfícies espelhos, ao mesmo tempo introduz, no cerne mesmo de sua obra, a imagem refletida do espectador. Também fez uso de tubos de plástico e de movimentos mecanicamente produzidos, subordinando todos esses elementos a uma evidente vontade construtivista. Em certo momento de sua evolução, o que produzia tinha certo parentesco com o concretismo..." TEIXEIRA LEITE; ITAU CULTURAL; JULIO LOUZADA, vol. 5 pág. 98; WALTER ZANINI, pág. 676; LEONOR AMARANTE; ARTE NO BRASIL, pág. 933.

470 - ALDO BONADEI - (1906 - 1974)
Base: R$ 60.000,00 - Paisagem - osm - 40 x 70 - cid - 1946
Reproduzido no convite e na capa do catálogo deste leilão. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 080 deste catálogo.

471 - RUBENS MATUCK - (1952)
Lance Livre - "Cidade" - ost - 80 x 120 - d - 1997
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 094 deste catálogo.

472 - SILVIA ALVES - (1947)
Lance Livre - "O campo dos lírios amarelos" - tm - 50 x 65 - cid e d - 1992
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 222 deste catálogo.

473 - JOSINALDO FERREIRA BARBOSA - (1951)
Lance Livre - "Os ribeirinhos" - ast - 60 x 80 - cid e d - 2012 - Bahia
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 223 deste catálogo.

474 - YASUICHI KOJIMA - (1934)
Lance Livre - "Interior da Bahia" - tm - 40 x 50 - cid - 2003
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 224 deste catálogo.

475 - TADASHI KAMINAGAI - (1899 - 1982)
Lance Livre - Paisagem - g - 25 x 20 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 225 deste catálogo.

476 - VITTÓRIO GOBBIS - (1894 - 1968)
Lance Livre - Flores - osc - 73 x 44 - cid
Natural de Treviso, Itália. Iniciou seus estudos na terra de origem, tendo após fixado residência em São Paulo, onde foi pintor atuante. Obteve diversas premiações nos Salões Paulistas, no SNBA e no Salão Paulista de Arte Moderna. Participou da I e II Bienais de São Paulo. O MNBA e o MASP possuem obras deste festejado pintor. MEC, vol.2, pág.271; TEIXEIRA LEITE, pág. 220; PONTUAL, pág.240; WALMIR AYALA, vol.1, pág.350; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 579; ARTE NO BRASIL, pág. 777, Acervo FIEO.

477 - TRINAZ FOX (RUBENS FERREIRA TRINAZ FOX) - (1899 - 1964)
Lance Livre - Figuras - dn e a - 43 x 36 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 045 deste catálogo.

478 - WANDA PIMENTEL - (1943)
Lance Livre - Composição - ser. 91/100 - 38 x 63 - cid - 1970
Pintora, desenhista e gravadora nascida no Rio de Janeiro. Estudou pintura com Ivan Serpa no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Realizou exposições individuais: Rio de Janeiro (1969, 1970, 1973, 1975, 1987, 1994, 1997); Paris (1969); São Paulo (1974, 1996, 1998). Participou de muitos Salões e exposições oficiais no Brasil e pelo mundo como: Bienal de Paris (1971), Panoramas da Arte Brasileira em São Paulo (1970, 1972, 1973); Bienal Internacional de São Paulo (1971). Foi premiada no Rio de Janeiro (1969) no Salão Nacional de Arte Moderna e no Salão do Museu de Arte Moderna com o Grande Prêmio de Viagem ao Exterior; em São Paulo (1973) recebeu o prêmio do Panorama da Arte Brasileira no Museu de Arte Moderna. JULIO LOUZADA VOL.12, PÁG. 317; ITAU CULTURAL; PONTUAL PÁG. 424; MEC VOL. 3, PÁG. 396; arcadja.com; artebrasileira1960.blogspot.com.

479 - NORBERTO STORI - (1946)
Lance Livre - Composição - tm - 70 x 100 - cid - 1989
Pintor, desenhista, gravador e professor, natural de São Joaquim da Barra, SP. Sua formação artística foi em Minas gerais, São Paulo e em Portugal. É professor na Faculdade de Comunicações e Artes da Universidade Mackenzie. Exposições coletivas em: São Paulo, SP, Campinas; Santos, SP; Santo André, SP; Barcelona, Espanha; Curitiba, PR; Bagé, RS; Goiânia, GO; Rio de Janeiro, RJ; Pittsburg, USA; Novo Hamburgo, RS; Ribeirão Preto, SP; Caraguatatuba, SP; Estoril, Portugal; Quito, Equador; Ubatuba, SP; Cidade do México, México; São José dos Campos, SP; Jacareí, SP; Vitória, ES. Exposições individuais: Rio de janeiro, RJ; Belo Horizonte, MG; Caxias do Sul, RS; Santos,SP; Guarujá, SP; Bagé, RS; Porto Alegre, RS; Novo Hamburgo, RS; Curitiba, PR, Roma, Itália (1991); Florença, Itália (1991). Prêmios: Santos, SP (1973); Barcelona, Espanha; Goiânia, GO; Presidente Prudente, SP; Novo Hamburgo, RS; Santo André, SP. JULIO LOUZADA, vol. 2, pág. 974. ITAÚ CULTURAL.

480 - NOEMIA MOURÃO - (1912 - 1992)
Lance Livre - Casal - dn - 22 x 23 - ci
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 024 deste catálogo.

481 - ALFREDO NORFINI - (1867 - 1945)
Lance Livre - Igreja - a - 22 x 29 - cid - 1942
Pintor, fez os primeiros estudos na cidade natal, Florença, Itália, e mais tarde cursou a Real Academia San Lucca, de Roma, pela qual se diplomou em 1892. Vindo ao Brasil, radicou-se em São Paulo, participando de várias exposições no Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. Participou do SNBA, nos anos 1899, 1908, 1909, e do Salão Paulista de Belas Artes, obtendo pequena medalha de prata (1934 - 1943). LAUDELINO FREIRE, pág. 518; TEODORO BRAGA, pág. 173; MEC, vol. 3, pág. 267; PONTUAL, pág. 386; ITAÚ CULTURAL, RUTH TARASANTCHI.

482 - YVONNE VISCONTI CAVALEIRO - (1901 - 1965)
Lance Livre - Flores - a e g - 33 x 48 - cie
Pintora, ceramista e desenhista. Nasceu em Paris, começando sua formação artística com o pai, o pintor Eliseu Visconti. Mais tarde, no Brasil, cursou arte decorativa na antiga Universidade do Brasil, além de estudar gravura com Oswaldo Goeldi (na antiga ENBA-RJ), e pintura com André Lothe. Recebeu as medalhas de prata em pintura e de ouro em arte decorativa no SNBA, bem como medalha de ouro no Salão da AAB, de 1964. Participou ainda do VI ao XII SNAM. Era casada com o pintor Henrique Cavaleiro. JULIO LOUZADA, vol.1, pág.246; PONTUAL, 123; MEC, vol.1, pág.393; TEIXEIRA LEITE, pág.533; WALMIR AYALA, vol.2, pág.424 a 426; ITAÚ CULTURAL; REIS JR; WALTER ZANINI, pág. 462.

483 - ATTILIO PRATELLA - (1856 - 1932)
Lance Livre - Manhã de neve - osm - 26 x 18 - cie
Este excepcional pintor italiano nasceu em Lugo, na Romagni no dia 11 de abril de 1856. Ativo na cidade de Nápolis onde pintou fantásticas paisagens e marinhas de uma realidade sensível, suas obras muito apreceiadas, são disputadas em leilões realizados nas principais cidades da Europa. O autor consta do acervo de museus da Itália e outro países europeus. BENEZIT, vol. 8, pág. 472; MAYER/83, pág. 987; BOLAFFI, nº 12, pág. 280; ART PRICE ANNUAL/2000, pág. 2020.

484 - ÉLON BRASIL - (1957)
Lance Livre - "Chuva na cidade de São Paulo" - tm - 60 x 80 - cse e d - São Paulo
Série Metrópoles. -Artista plástico autodidata, nasceu em 1957, na praia de Jurujuba, em Niterói-RJ, onde aos seis anos de idade começou a rabiscar seus primeiros crayons. Mudando-se em 1968 para São Paulo, aos 12 anos, ganhou sua primeira medalha de ouro na II PINARTE de Pinheiros. Em 1970, juntamente com os artista Aldemir Martins, Clóvis Graciano e Carlos Scliar, Élon ilustrou o livro de poesias "Cantando os Gols" de Tito Battine. Hoje, sua obra figurativa e abstrata é composta por imagens da terra: índios, negros e caboclos, cercados por textura e cores marcantes. Sua temática busca ressaltar e preservar a cultura brasileira e suas próprias raízes. Filho de baianos - mãe negra, neta de índios, e pai (o artista Milton Brasil), neto de imigrantes italianos e portugueses - Élon resgata em sua história e origem, a fonte de inspiração . Ao morar na Suíça por seis meses, obteve a oportunidade de expor o seu trabalho em diversas ocasiões, tornando-se conhecido internacionalmente, principalmente com encomendas para colecionadores europeus.

485 - ALBERTO LUME - (1944)
Lance Livre - Olhando o mar - ost - 30 x 40 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 235 deste catálogo.

486 - CESAR LACANNA - (1901 - 1983)
Lance Livre - Carnaval - a - 32 x 23 - cid - 1966
Com dedicatória. -Pintor, escultor e ceramista paulista, estudou com Elpons e Barchitta. Como pintor, trabalhou a paisagem, a natureza-morta, nus e retratos, numa atmosfera realista, evocativa de Daumier. TEODORO BRAGA, pág.136; MEC vol.2, pág. 435; WALMIR AYALA, vol.1, pág.453; PONTUAL, pág.297; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 623.

487 - HELIO CASTRO - (XX)
Lance Livre - Barcos - osm - 7 x 24 - d - 1991 - SP
Excepcional pintor de paisagens e marinhas, dono de refinada técnica e composição, com inspiração nas escolas européias.

488 - EDUARDO MORI - (1943)
Lance Livre - Composição - g - 26 x 22 - cid
Nascido em São Paulo, iniciou seus estudo artísticos em Paris, onde residiu por longos anos, realizando algumas exposições de desenhos e óleos, retratando cenas do cotidiano. Posteriormente radicou-se em Los Angeles-EUA onde, mais liberto da influência acadêmica, se fixou no abstracionismo, buscando apenas na cor a forma de expressar toda a sua arte, com a qual se consagrou. JULIO LOUZADA vol.11, pág.219

489 - EMMANUEL NASSAR - (1942)
Lance Livre - "Liberdade e amizade" - ser.s/tec. 52/110 - 74 x 51 - ass. - 1999
Bandeira. -Pintor, desenhista. Realiza instalações e relevos pintados. Em 1969, após uma viagem à Europa, o artista decide estudar arquitetura, formando-se pela Universidade Federal do Pará - UFPA, em 1974. Trabalha inicialmente com acrílica sobre tela e, mais tarde, estuda técnicas como o relevo sobre madeira. A partir de 1980, torna-se professor de educação artística na UFPA. Em 1981, cria a obra tridimensional Recepcôr. A partir desse trabalho, passa a realizar pinturas em que representa pequenos mecanismos, contendo eixos, manivelas e placas de cor, incorporando também objetos comuns, como garrafas. Em alguns quadros evoca a cultura popular local, como nas cores vibrantes e formas geométricas das casas e de barracas de feira. Em 1985, em uma nova pesquisa, realiza trabalhos em que apresenta uma releitura dos desenhos e pinturas presentes em bares e banheiros públicos. Em outros trabalhos, alia imagens do universo do consumo a outras, recorrentes nos subúrbios da sua cidade natal. Em 1998, realiza a instalação Bandeiras, no Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP e no Museu Estadual do Pará, na qual se apropria de 143 bandeiras de municípios paraenses, que são distribuídas pelas paredes dos museus. Em 1999, com a obra Incêndio, recebe o grande prêmio da 6ª Bienal de Cuenca, no Equador. ITAÚ CULTURAL. -

490 - BELMIRO DE ALMEIDA - (1858 - 1935)
Lance Livre - Paisagem - a - 17 x 12 - cid
Esse grande pintor brasileiro, cuja carreira artística começou pela caricatura, viveu em Paris quase toda a sua existência. Ao fim da vida, abeirou-se dos novos estilos artísticos em voga na Europa, praticando incursões até no campo do Futurismo. Luciano Migliaccio, assim se refere `a obra do mestre: " Belmiro (...) punha fim à época em que a arte brasileira ainda era prisioneira da retórica dos gêneros e se fundamentava na transposição em chave nacional da tradição européia. Dava início a uma arte nova, inspirada na realidade social urbana contemporânea, falando da transformação dos costumes no interior da família e da condição da mulher na sociedade moderna. Era uma pintura que objetivava a educação moral do público, imitando o exemplo da pintura vitoriana inglesa, mas adotando a estética do naturalismo francês. O artista deixava de ser uma espécie de sumo sacerdote do culto da nação, passando a recusar a idéia de uma pintura celebrativa, promovida pelo Estado e distante da representação da atualidade. Assim, como Amoedo e Aurélio Figueiredo, Belmiro tentava encarnar o modelo do artista dandy, o intelectual urbano que fazia de sua arte um estilo e um modo de vida (...)" in: MOSTRA DO REDESCOBRIMENTO (2000: SÃO PAULO, SP), AGUILAR, Nelson (org. ), SASSOUN, Suzanna (coord. ). Arte do século XIX. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000. p. 148. REIS JR, pág.224; THEODORO BRAGA, pág.49; Primores da Pint, no Brasil, vol.1, pág.229; LAUDELINO FREIRE, págs.382/383; WALMIR AYALA, vol.1, págs. 30/31; TEIXEIRA LEITE, pág. 68/69; PONTUAL, págs.66/67; MEC, vol.1, pág.48; ITAU CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 420; ARTE NO BRASIL, pág. 553; F. ACQUARONE, pág. 117.

491 - ESCOLA HAITIANA, SEC XX -
Lance Livre - Trabalhadores - ost - 61 x 81 - cid ileg.

492 - ERNESTO DE FIORI - (1884 - 1945)
Lance Livre - Mulher - dc - 50 x 34 - n/as.
Reproduzida sob o lote nº 1 em catálogo de leilão da Companhia das Artes, realizado em 26 de maio de 2004. - - Ver nota sobre o autor na descrição do lote 061 deste catálogo.

493 - SIEGBERT FRANKLIN - (1957)
Lance Livre - Índios - dn e a - 23 x 33 - cie - 1984, São Paulo
Pintor, gravador e desenhista, natural de Fortaleza, CE, onde nasceu a 2 de julho de 1957. Dedica-se integralmente à pintura a partir de 1977, trabalhando com instalações e multimídia, computação gráfica e infogravura. Participa de diversos salões oficiais e coletivas, onde ganha vários e importantes prêmios e menções. Sobre a sua obra, assim se manifestou o crítico Antonio Zago, quando da exposição das obras do artista na Galeria Paulo Prado, 1990: " Desta vez Siegbert Franklin nos chega mais urbano e sofisticado. Alguns elementos - característica pessoal da escrita do pintor - permanecem e até se aprofundam: texturas surpreendentes; sombras de objetos flutuantes (que nos levam a refletir sobre a bidimensionalidade da tela); clima de sonho. O amadurecimento do artista, porém, é mais que evidente. Ao transferir-se de sua terra natal para São Paulo (1982), Siegbert Franklin resolveu voltar-se para as cores fortes e elementos típicos da cultura popular nordestina. Era uma tentativa de afirmar sua especificidade na dispersiva megalópolis. Hoje ele assume a urbanidade, mergulhando nas sutilezas da cultura urbana. O referencial mudou. Ao invés dos símbolos típicos da cerâmica e da tapeçaria popular, o artista trabalha com formas arquitetônicas e máquinas, artifício que se tornou a natureza que envolve o homem contemporâneo. Siegbert Franklin passa a habitar a galáxia freqüentada por Miró, Klee e Torres-Garcia. A ambiguidade evoluiu. Às vezes temos a impressão de que o artista quer mais sugerir do que mostrar. A meio caminho entre a abstração e a figuração encontramos na presente mostra uma geometria rigorosa no fundo das telas, contrastando com formas caóticas, cores e texturas absolutamente rebeldes, que recusam a ordem estabelecida, transbordando o limite racional da linha. (...)" ITAU CULTURAL

494 - FAYGA OSTROWER - (1920 - 2001)
Lance Livre - Composição - xilo. 19/50 - 40 x 60 - cie - 1971
Gravadora, pintora, desenhista, ilustradora, teórica da arte e professora. Natural de Lodz, Polônia. No Brasil, Rio de Janeiro, desde a década de 1930. Cursa artes gráficas na Fundação Getúlio Vargas, em 1947, onde estuda xilogravura com Axl Leskoschek e gravura em metal com Carlos Oswald, entre outros. Em 1969, a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro publica um álbum de gravuras realizadas entre 1954 e 1966. Dentre as muitas coletivas de que participou, no País e no exterior, destacamos as seguintes nacionais: 1ª Bienal Internacional de São Paulo (1951); Exposição Nacional de Arte Abstrata (1953) e, Salão Preto e Branco (1954). MEC. Vol.3, pág.303; JULIO LOUZADA, pág.234; PONTUAL, págs.395 e 396.; ITAÚ CULTURAL; WALTER ZANINI, pág. 606; ARTE NO BRASIL, pág. 840; LEONOR AMARANTE, pág. 28; Acervo FIEO.

495 - TRINAZ FOX (RUBENS FERREIRA TRINAZ FOX) - (1899 - 1964)
Lance Livre - Samba na favela - a - 35 x 25 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 045 deste catálogo.

496 - JOÃO SEBASTIÃO DA COSTA - (1949)
Lance Livre - Composição - ost - 70 x 54 - cie - 1984
Pintor, desenhista, figurinista e professor nascido em Cuiabá, MT. Inicia seus estudos de pintura com Bartira de Mendonça em 1965, em Cuiabá. Entre 1966 e 1967, trava contato com artistas representativos de tendências modernas, no Rio de Janeiro. Por volta de 1969, começa a freqüentar o ateliê de Humberto Espíndola (1943), Campo Grande. A partir de 1973, desenvolve atividades artísticas no Museu de Arte e Cultura Popular na Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT, em Cuiabá. ITAÚ CULTURAL; JULIO LOUZADA, vol. 4, pág. 286, Acervo FIEO.

497 - WALDEMAR MARANGONI JUNIOR - (1972)
Lance Livre - "Crianças da Abrasta alegria e doação" - ast - 60 x 80 - cid e d
Pintor nascido em São Paulo. Assina Marangoni Junior. Em 1985 fez desenho na Recrearte, depois freqüentou o Ateliê RM Iguma e estudou pintura com R.Pinto. Realizou várias exposições individuais em: São Paulo (1989, 1991, 2003, 2005, 2006); Portugal (1991, 1993); Itália (2000); Argentina (2003). Participou de inúmeros Salões oficiais nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e ganhou prêmios em: Capivari, SP (1991); Piracicaba, SP (1991); São Paulo (1993, 1994, 2005) Mariana, MG (1993); Presidente Venceslau, SP (1995); Presidente Prudente, SP (1998); Belo Horizonte, MG (2000); Extrema, MG (2005). JULIO LOUZADA VOL.9, PÁG.530; VOL.10, PÁG. 543; www.galeriaaberta.com.

498 - GERDA BRENTANI - (1906 - 1999)
Lance Livre - "Natureza quase morta" - a - 24 x 17 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 069 deste catálogo.

499 - SILVIO OPPENHEIM - (1941 - 2012)
Lance Livre - Composição - lito. 10/40 - 49 x 69 - ci - 1989
Nascido em São Paulo, formou-se pela faculdade de arquitetura da USP, em 1965. Inicialmente figurativo, passou para a abstração de forma muito natural. Perfeccionista, usava as cores de forma quase puras em requintado grafismo. Participou de exposições desde 1962 com sempre renovado sucesso de crítica e de público JULIO LOUZADA, vol.11, pág.233; MEC, vol.3, pág.301; ITAÚ CULTURAL, Acervo FIEO.

500 - ALDEMIR MARTINS - (1922 - 2006)
Lance Livre - Carneiro - lito. 114/130 - 29 x 42 - cid
- Ver nota sobre o autor na descrição do lote 001 deste catálogo.